quarta-feira, 14 de setembro de 2022

As Recompensas da Humildade

"Eu digo que este homem, e não o outro, foi para casa justificado diante de Deus. Pois quem se exalta será humilhado, e quem se humilha será exaltado" (Lucas 18:14)

O grande evangelista Dwight L. Moody disse: “Tive mais problemas comigo mesmo do que com qualquer outro homem que cruzou o meu caminho. Se eu for correto, não terei problemas com outras pessoas.”

Adoramos culpar outras pessoas quando, na realidade, o problema está em nós mesmos. Podemos apontar o dedo e reclamar que uma pessoa fez isso ou aquilo. Mas a verdade é que nossos próprios corações não estão certos.

Não é diferente de Adão e Eva transferindo a culpa no Jardim do Éden. Adão disse: “Foi a mulher que me deste por companheira que me deu do fruto da árvore, e eu comi”. Então Eva disse: “A serpente me enganou, e eu comi” (Gênesis 3:12-13).

Muitas vezes culpamos outras pessoas ou nossas circunstâncias em vez de admitir que somos responsáveis ​​pelo que fazemos.

Jesus contou uma parábola sobre dois homens que entraram no templo para orar. Um era publicano e o outro fariseu. O publicano nem ousava olhar para o céu. Em vez disso, ele disse: “Deus, tem misericórdia de mim, que sou pecador” (Lucas 18:13). Esse cara era mau, e ele sabia disso.

Enquanto isso, a Bíblia diz: “O fariseu, em pé, orava no íntimo: Deus, eu te agradeço porque não sou como os outros homens: ladrões, corruptos, adúlteros; nem mesmo como este publicano” (versículo 11).

Jesus disse: “Eu digo que este homem, e não o outro, foi para casa justificado diante de Deus. Pois quem se exalta será humilhado, e quem se humilha será exaltado” (versículo 14).

Aquele que admitiu o seu pecado, aquele que assumiu a responsabilidade pelo que fez, foi quem voltou para casa justificado diante de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário