quarta-feira, 17 de agosto de 2022

Quão Agradecido Você é?

''Um deles, quando viu que estava curado, voltou, louvando a Deus em alta voz. Prostrou-se aos pés de Jesus e lhe agradeceu. Este era samaritano'' (Lucas 17:15-16)

Uma das minhas histórias favoritas na Bíblia é o relato de Jesus curando dez homens leprosos. A lepra naquela época era uma doença incurável, e o doente com lepra sabia que ia morrer. Era apenas uma questão de tempo.

Não só isso, ele era condenado pela comunidade ao ostracismo. Na verdade, quando uma pessoa estivesse se aproximando de alguém com lepra, esta pessoa era obrigada a gritar: “Imundo! Imundo!" Ninguém queria estar perto de um leproso.

Retomamos a história no evangelho de Lucas 17:11-13: “A caminho de Jerusalém, Jesus passou pela divisa entre Samaria e Galileia. Ao entrar num povoado, dez leprosos dirigiram-se a Ele. Ficaram a certa distância e gritaram em alta voz: 'Jesus, Mestre, tem piedade de nós!'”

Esses homens vieram a Jesus e pediram que Ele os curasse. E Ele o fez. Então Lucas 17:15-16 nos conta: “Um deles, quando viu que estava curado, voltou, louvando a Deus em alta voz. Prostrou-se aos pés de Jesus e lhe agradeceu. Este era samaritano”.

Mas ''Jesus perguntou: 'Não foram purificados todos os dez? Onde estão os outros nove? Não se achou nenhum que voltasse e desse louvor a Deus, a não ser este estrangeiro?'” (versículos 17-18).

Somos rápidos em receber as bênçãos que Deus nos dá, mas não tão rápidos em dar graças a Ele.

A Bíblia nos diz: “Dêem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus” (1 Tessalonicenses 5:18).

Você já agradeceu a Deus recentemente por aquilo com que Ele o abençoou? Mais importante ainda: você já dedicou um tempo para agradecer a Ele pela sua salvação? Precisamos dar graças a Deus, porque há muito a agradecer a Ele.

2 comentários:

  1. Meu nome é Eustáquio, e sou muito grato ao nosso bom Deus por ter-me tirado da podridâo de pecado e me salvado no Sangue de Jesus. Em tudo nós devemos dar graças a Deus, mas eu ficava pensando: como eu posso dar graças a Deus pela minha desgraça? Mas aos poucos o proprio Espirito Santo de Deus nos convence que devemos agradecer por tudo pelos bons momentos e pelos maus e momentos. Isso é dom de Deus e não nosso. Deus é soberano no Seu amor e nas Suas eternas bondades de misericórdia. Aleluia!

    ResponderExcluir