segunda-feira, 8 de agosto de 2022

Dois Minutos Para a Meia-Noite

"Quando começarem a acontecer estas coisas, levantem-se e ergam a cabeça, porque estará próxima a redenção de vocês" (Lucas 21:28)

Ao olharmos para o que acontece no mundo hoje, poderíamos dizer que esses eventos são sinais do fim dos tempos.

Mas alguém pode dizer: “Ah, dá um tempo. Já ouvi isso antes. Falam sempre que Jesus está voltando mas nada realmente mudou.”

Na verdade, muitas coisas mudaram. E acredito que estamos vivendo nos últimos dias.

Olhe para a guerra da Ucrânia e a agitação Russa. Ouvimos declarações provocativas do presidente Putin sobre suas capacidades nucleares e a disposição de usá-las. Eles desenvolveram um novo míssil que dizem poder atingir qualquer alvo que escolherem.

Em seguida, há o surgimento da China não apenas como superpotência econômica, mas também como superpotência militar semelhante aos EUA.

Além da Rússia e da China, temos nações dissimuladas como o Irã e a Coreia do Norte ameaçando o mundo. Além disso, há a ameaça contínua do terrorismo islâmico. E há todos os tipos de avanços na tecnologia que não estão sendo usados ​​para coisas boas. E ainda existe o conflito em curso no Oriente Médio.

Talvez seja por isso que um grupo de cientistas atômicos avançou o famoso "Relógio do Juízo FInal" em janeiro de 2018. Por causa de todas essas ameaças e novos desenvolvimentos, eles dizem que agora faltam dois minutos para a meia-noite (a meia-noite representa a nossa destruição). E, a propósito, esse é o tempo mais próximo no qual já estivemos.

O que anda acontecendo no mundo?

Você está pronto para a resposta? Estamos correndo em direção ao Armagedom. Estamos nos movendo rapidamente para o que a Bíblia chama de fim dos dias ou últimos dias. Jesus descreveu isso como dores de parto.

Então o que devemos fazer? Jesus disse: "Quando começarem a acontecer estas coisas, levantem-se e ergam a cabeça, porque estará próxima a redenção de vocês" (Lucas 21:28).

Significa olhar para o céu e ser lembrado disso: Deus está no controle.

Nenhum comentário:

Postar um comentário