segunda-feira, 29 de agosto de 2022

A Alegria em Servir

"Pois nem mesmo o Filho do homem veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos" (Marcos 10:45)

Um estudo da Universidade Carnegie Mellon descobriu que os idosos que se voluntariam pelo menos 200 horas por ano diminuem o risco de hipertensão em 40%. E outros estudos mostraram que aqueles que ajudam os outros vivem mais.

Se ao menos pudéssemos descobrir a alegria de servir aos outros. A mentalidade convencional diz: “Todos devem me servir. Tenho direito. Você me deve. Cuide de mim. Não quero trabalhar. Só quero que tudo aconteça do meu jeito.”

O ensino bíblico, por outro lado, diz: “Coloque as necessidades dos outros em primeiro lugar. Sirva aos outros.” E Jesus disse: “Pois nem mesmo o Filho do homem veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos” (Marcos 10:45).

Aqui está um pequeno segredo que muitos de nós esquecemos: há uma grande alegria em servir as pessoas. Na verdade, há mais alegria em servir do que em ser servido.

Às vezes, pensamos que as pessoas que estão no que podemos chamar de ministério profissional são uma espécie de elite: “Elas estão realmente servindo a Deus. E eu só estou aqui na minha profissão normal. Não posso glorificar a Deus.”

Sim, você pode. Aprenda a servir. Sirva de alguma forma.

Minha prioridade número um é conhecer a Deus e trazer glória ao Seu nome. E minha prioridade número dois é ser um bom marido, um bom pai e um bom avô. Aliás, isso vem antes mesmo do meu ministério como pastor. Temos que manter as nossas prioridades em ordem.

Todo cristão é chamado a fazer ou ser algo para a glória de Deus. Em sua carta aos Romanos, Paulo se autodenominou “servo de Jesus Cristo, chamado para ser apóstolo, separado para o evangelho de Deus” (Romanos 1:1).

Todo cristão pode e deve trazer glória a Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário