segunda-feira, 13 de junho de 2022

Os Efeitos Duradouros de Uma Vida Com Deus

"Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem; que não seja como insensatos, mas como sábios, aproveitando ao máximo cada oportunidade, porque os dias são maus" (Efésios 5:15-16)

Há momentos em que uma das melhores coisas a fazer para envolver um não cristão é simplesmente ouvir um pouco o que ele tem pra falar e conhecê-lo melhor. Então, quando o Espírito Santo lhe pedir para compartilhar a sua fé, é hora de manifestar-se.

No livro de Ester lemos que "Ester não tinha revelado a que povo pertencia nem a origem da sua família, pois Mardoqueu a havia proibido de fazê-lo (Ester 2:10). Alguns diriam que ela devia ter-se identificado como judia, e ao não fazê-lo ela estava efetivamente comprometendo a sua fé.

Há algum mérito nesse argumento, mas também há algumas falhas nele porque, às vezes, devemos falar e às vezes devemos calar.

O problema com alguns cristãos é que estão sempre falando da sua fé, mas os seus estilos de vida não condizem com as suas palavras. Você pode ficar surpreso lendo isto, mas acho que alguns cristãos simplesmente falam demais. Sentem que têm de fazer uma apresentação completa do Evangelho a todos que conhecem. Essa não é a melhor maneira de fazer evangelismo.

Um dos grandes segredos de sucesso de Billy Graham foi que ele não só era um grande pregador, mas também era um grande cristão. Ele reforçava as suas palavras através de sua integridade pessoal. Amava sua esposa e filhos e era um homem humilde. Isso deu-lhe ainda mais eficácia em seu ministério, porque ele nunca o contradisse com o seu estilo de vida.

É um grande ponto positivo para a igreja quando os cristãos vivem como homens e mulheres de Deus. Trabalham duro e com integridade. São fiéis aos cônjuges e mantêm os seus casamentos. Ou, se forem solteiros, não se envolvem em imoralidade sexual. É um grande testemunho. Faça assim. Seja assim.

2 comentários: