quarta-feira, 11 de maio de 2022

Mantenha Contato

"Quem os condenará? Foi Cristo Jesus que morreu; e mais, que ressuscitou e está à direita de Deus, e também intercede por nós" (Romanos 8:34)

Quando se trata de oração, podemos ficar presos a coisas estranhas. Talvez na estrutura de uma oração ou no conjunto de palavras que usamos. Talvez na postura corporal, se precisamos fechar os olhos ou ficar de joelhos. Podemos ficar fixados nessas coisas e perder a perspectiva geral da oração.

A oração é a comunicação com Deus. Quando oramos, Deus está olhando para os nossos corações mais do que qualquer outra coisa. Essa é a Sua principal preocupação quando chegamos a Ele em oração. Podemos pensar que Deus não sabe o que está acontecendo e que temos que informa-lo sobre as coisas mais recentes. Mas a oração não é informar a Deus; oração é convidar a Deus. Jesus disse: "[...] porque o seu Pai sabe do que vocês precisam, antes mesmo de o pedirem" (Mateus 6:8).

A oração é realmente como o relacionamento de pai e filho. O valor da oração é que ela nos mantém em contato com Deus. E Deus quer estar em contato conosco.

Às vezes as pessoas me pedem para orar por elas, e eu tento fazer isso no mesmo momento, porque às vezes eu me esqueço de orar depois. Então digo: "Vamos orar agora."

É bom pedir aos outros que orem por você, especialmente se você tiver um problema, um desafio ou uma necessidade. Somos até encorajados a orar uns com os outros. Jesus também disse: "Também lhes digo que se dois de vocês concordarem na terra em qualquer assunto sobre o qual pedirem, isso lhes será feito por meu Pai que está nos céus" (Mateus 18:19). Há poder na oração em conjunto.

Precisamos orar sobre tudo, e devemos orar uns pelos outros. Mas mesmo que nos esqueçamos, Jesus Cristo, Ele próprio, está intercedendo e orando por nós. E isso não é pouca coisa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário