segunda-feira, 28 de fevereiro de 2022

A Importância de Agradecer

"Quando Daniel soube que o decreto tinha sido publicado, foi para casa, para o seu quarto, no andar de cima, onde as janelas davam para Jerusalém. Três vezes por dia ele se ajoelhava e orava, agradecendo ao seu Deus, como costumava fazer" (Daniel 6:10)

O profeta Daniel, quando idoso, tinha se tornado conselheiro de Dário, rei da Babilônia. Dário valorizava os aconselhamentos de Daniel, mas Daniel tinha concorrência. Eram os outros conselheiros do rei. Eles não criam no Deus de Daniel e não gostavam do fato de que o rei favorecia a Daniel. Queriam livrar-se dele.

O problema, para eles ao menos, era que Daniel não tinha esqueletos no armário, nenhum pecado que pudessem escavar. Sabiam que o único jeito de derrubar Daniel era apanhá-lo fazendo algo relacionado ao seu Deus. Então fizeram com que o rei, inadvertidamente, assinasse um decreto segundo o qual não se podia rezar para ninguém, exceto para o próprio rei.

Quando Daniel soube disso, foi para casa, abriu as janelas, como sempre fazia, ajoelhou-se e orou. Mais ainda: agradeceu a Deus.

É importante agradecer a Deus. Acho ótimo quando as pessoas oram nas refeições em casa e mesmo em lugares públicos. Quando você for a um restaurante, baixe a cabeça e agradeça ao Senhor por sua refeição. É um ótimo testemunho perante outras pessoas.

Mesmo antes de termos resposta para aquilo que esperamos, devemos dar graças a Deus. E quando aquilo acontece? Filipenses 4:7 nos diz: "E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os seus corações e as suas mentes em Cristo Jesus."

Se você puser tudo nas mãos de Deus, confiar n'Ele e se alegrar mesmo antes de saber o resultado, a Sua paz guardará seu coração. É a paz que supera todo entendimento humano. E é uma paz que Deus lhe dá, não importa o que você esteja enfrentando agora.

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2022

Certo de Sua Morte

"[...] Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras" (1 Coríntios 15:3)

Um colunista e conselheiro recebeu esta carta sobre a Ressurreição: "Querido Uticus, Nosso pregador disse na Páscoa que Jesus desmaiou na cruz e os discípulos cuidaram dele até Ele recuperar a saúde. O que você acha? Atenciosamente, Desnorteado."

Eis a resposta: "Caro Desnorteado, bata no seu pregador com um chicote de nove pontas dando 39 golpes pesados. Pregue-o em uma cruz. Pendure-o sob o sol por três horas. Passe uma lança pelo coração dele. Embalsame-o. Coloque-o em uma tumba sem ar por 36 horas e veja o que acontece. Atenciosamente, Uticus."

Inevitavelmente, os incrédulos irão propor seus próprios conceitos sobre a crucificação e ressurreição de Jesus na tentativa de desacreditar a Bíblia e sua mensagem. Entre as teorias mais comuns está a "teoria do desmaio", propondo que Jesus não morreu na cruz, mas entrou em coma profundo, ou desmaiou. Propõe ainda que Ele foi revivido na atmosfera fresca do túmulo, foi de alguma forma capaz de sair das tiras de pano bem amarradas e apareceu aos seus discípulos.

No entanto, os guardas romanos foram os primeiros a relatar a morte de Jesus. Eles eram especialistas em execução, e eles mesmos seriam condenados à morte se permitissem que um condenado escapasse da morte. Esses soldados estavam tão certos de que Jesus estava morto que não se preocuparam em quebrar suas pernas. Eles enfiaram uma lança em seu corpo e saíram sangue e água (o que ocorre quando o coração para de bater), dando-lhes a prova final de que precisavam.

Podemos acreditar ou pendurar nossas dúvidas em alguma teoria questionável. Mas a morte e ressurreição de Jesus significa que um dia, todos nós estaremos diante de Deus e seremos responsabilizados por nossas ações

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2022

Quando Precisamos Começar de Novo

“Ora, o Senhor tinha dito a Moisés, em Midiã: 'Volte ao Egito, pois já morreram todos os que procuravam matá-lo'” (Êxodo 4:19)

Penso que sempre é uma boa coisa começar algo novo. Adoro o primeiro dia da primavera. Gostava muito quando o Horário de Verão começava e adiantávamos uma hora durante os meses de verão. Também adoro o jeito de como ficam as coisas depois da chuva.

Também é ótimo quando temos uma segunda chance após falharmos. É ótimo quando podemos começar de novo.

Em Êxodo 12, Moisés estava prestes a mudar o mundo para os escravos Judeus no Egito. Mas antes, Moisés precisava começar de novo, porque se desviou e errou. Você deve conhecer a história. Ele matou um egípcio e fugiu para um exílio de quarenta anos. Então Deus lhe deu uma segunda chance na sarça ardente. O Senhor falou com ele e o recolocou em serviço. Ele permitiu a Moisés começar de novo – e consequentemente, aos israelitas recomeçarem.

O questão é: quando transformado, você irá desejar ver outros experimentarem a mudança em suas vidas também. Deixe-me dizer isto sob outro ângulo. Se você não deseja ver outros experimentando mudança, será que você mesmo mudou?

Jesus disse o seguinte: “[...] A quem muito foi dado, muito será exigido; e a quem muito foi confiado, muito mais será pedido” (Lucas 12:48).

Você compreende os grandes privilégios que tem? Deus os tem dado a você, e com eles vêm responsabilidades. A quem muito foi dado, muito será exigido.

Se conseguirmos focar nossas mentes nas coisas que Deus tem feito por nós e o quanto nos tem perdoado, como tem levado e removido todos os pecados de nossas vidas, então teremos um desejo ardente, grande alegria e paixão em dizer aos outros sobre o que Deus tem feito por nós.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2022

Comprometimento Com o Chamado

"Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje e para sempre" (Hebreus 13:8)

Li que, para ser um atleta olímpico de êxito, é necessário treinar por quatro horas diárias, 310 dias por ano, durante seis anos, para se poder disputar o ouro. Isso é que é comprometimento.

Na corrida da vida, a motivação que nos mantém prosseguindo, mesmo quando estamos, às vezes, desencorajados, é Jesus. Seguimos correndo por Ele, pois um dia estaremos diante d'Ele e O veremos face a face.

Hebreus 12:1 nos diz: "Portanto, também nós, uma vez que estamos rodeados por tão grande nuvem de testemunhas, [...] corramos com perseverança a corrida que nos é proposta." Muitas vezes eu já disse que, onde quer que se leia a palavra "portanto" na Bíblia, deve-se procurar saber o que é que se quis dizer por tanto. Ela sempre está ligada com o que se disse antes.

O autor de Hebreus está dizendo: "À luz do que acabamos de aprender sobre esses heróis da fé de Hebreus 11, por causa de tal exemplo, corramos com perseverança."

Todas aquelas grandes pessoas de fé correram muito bem a corrida da vida. Não foram perfeitas. Elas erraram. Tinham defeitos. Entretanto, mudaram o mundo da sua época. Os transformadores de mundo em Hebreus 11 opuseram-se ao Faraó e aconselharam o rei Nabucodonosor. Atravessaram o Mar Vermelho. Derrubaram com a voz as muralhas de Jericó. Taparam a boca de leões. Chamaram fogo do céu e caminharam no meio de fogo.

Ora, o autor de Hebreus está dizendo: corra como eles. Viva como eles. É possível. Os transformadores de mundo que estão em Hebreus 11 não sabiam tudo que sabemos, e ainda assim foram em frente. O mesmo Deus deles é o nosso também. O Deus de ontem é o Deus tanto de hoje como de amanhã.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2022

A Seiva da Igreja

"Por isso, exortem-se e edifiquem-se uns aos outros, como de fato vocês estão fazendo" (1 Tessalonicenses 5:11)

É empolgante ver crianças descobrirem algo com que os adultos já estão acostumados, como provar sorvete pela primeira vez, ou ver neve pela primeira vez, ou andar pela primeira vez na praia. Na empolgação delas, redescobrimos a nossa.

É assim também espiritualmente. Se um cristão leva uma vida que não acolha novos fiéis, algo está errado. Eles precisam de nós. Mas também nós precisamos deles. Por quê? Redescobrimos coisas com as quais já estávamos acostumados. Os recém-convertidos precisam de fiéis mais maduros que os estabilizem. E os fiéis mais maduros precisam de fiéis novos que os revitalizem. Na vida cristã, podemos começar a nos esquecer de algumas coisas, por estarmos acostumados. Talvez não desfrutemos tanto de certas coisas quanto deveríamos.

Os recém-convertidos são seiva da igreja, mas também são seiva para os cristãos mais velhos. Algumas igrejas crescem por transferência de igreja, em que a maior parte dos membros vem de outras igrejas. Minha igreja cresce sobretudo com novos convertidos. Somos uma igreja evangelizadora, sem dar desculpas.

Acredito que Jesus morreu por todo o mundo e que todo aquele que crer n'Ele terá o perdão de seus pecados. Minha função é pregar o evangelho e convidar pessoas a virem até Jesus Cristo, e isso continuarei fazendo.

Aquilo de que um recém-convertido mais precisa, acima de tudo, é de um amigo. Eles não precisam de um estudioso da Bíblia (se você for um estudioso da Bíblia, melhor ainda. Mas o recém-convertido não precisa só disso). Eles precisam simplesmente de alguém que lhes mostre como é um cristão de verdade, vivente, real.

Todos somos chamados a fazer isso. Contudo, muitos de nós confessariam que simplesmente não o fazem. Se você acolher sob sua guarda um recém-convertido, ajudará não apenas essa pessoa. Ajudará também a si mesmo.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2022

Pense Sobre o Que Você Pensa

"Finalmente, irmãos, tudo o que for verdadeiro, tudo o que for nobre, tudo o que for correto, tudo o que for puro, tudo o que for amável, tudo o que for de boa fama, se houver algo de excelente ou digno de louvor, pensem nessas coisas" (Filipenses 4:8)

Quando você se senta para comer, tem que pensar em como a comida vai te afetar. Por exemplo, eu amo comida picante. Mas tenho que decidir sobre quando comer. Se são oito ou nove horas da noite, não tem como eu comer comida apimentada, porque sei que isso vai atrapalhar o meu sono. Então eu tenho que escolher outras comidas.

Da mesma forma, temos que pensar sobre o que pensamos. Filipenses 4:8 nos diz: “Finalmente, irmãos, tudo o que for verdadeiro, tudo o que for nobre, tudo o que for correto, tudo o que for puro, tudo o que for amável, tudo o que for de boa fama, se houver algo de excelente ou digno de louvor, pensem nessas coisas.”

Ter paz pessoal envolve o coração e a mente. Isaías 26:3 diz sobre o Senhor: “Tu guardarás em perfeita paz aquele cujo propósito está firme, porque em ti confia.”

Precisamos nos perguntar: “Este programa que vou assistir na televisão – que tipo de efeito terá em mim?” “Este filme que estou prestes a assistir – que efeito terá em mim?” “Esta música que vou ouvir – que efeito terá em mim?”

Se você quer paz pessoal, tudo se resume ao pensamento correto e à oração correta. E tudo se resume a guardar o que você coloca em sua mente, porque quando você para pra pensar, a maioria das tentações que enfrentou vieram primeiro à sua mente. A mente é o comando central. Com ela chegamos ao passado através das memórias e ao futuro através da imaginação.

Queremos aprender a pensar biblicamente, não emocionalmente. Aplique as Escrituras a tudo o que você enfrenta na vida.

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2022

A Nossa Mina de Ouro Espiritual

“Pois é Deus quem efetua em vocês tanto o querer quanto o realizar, de acordo com a boa vontade dele” (Filipenses 2:13)

Durante a corrida do Ouro na Califórnia em meados do século XIX, pessoas vinham de todas as partes do país, e mesmo do mundo, para encontrar sua fortuna. Penso que as pessoas achavam que o ouro estava fácil e disponível pelas ruas. Mas elas tinham que trabalhar, cavar e minerar o ouro, na esperança de encontrar algo.

Quando o apóstolo Paulo escreveu, “[...] ponham em ação a salvação de vocês com temor e tremor” (Filipenses 2:12), ele estava dizendo que era como uma mina. Vá e descubra tudo o que Deus tem feito por você. Extraia. Aproveite. Entenda. Aprecie. Descubra o que isso realmente significa para você.

Isso significa aperfeiçoar a nossa própria salvação com auto desconfiança. Devemos vir com reverência a Deus e desconfiança a nós mesmos. Não conseguimos fazer isso com nossas próprias forças. Paulo continua: “pois é Deus quem efetua em vocês tanto o querer quanto o realizar, de acordo com a boa vontade dele” (Filipenses 2:13).

Algumas pessoas dizem: “Deus faz tudo. Eu não faço nada.” Outras dizem: “Eu faço tudo e Deus não faz nada.” Ambas as visões estão erradas. Deus faz coisas através de você enquanto você procura e descobre isso por si mesmo. Trabalhe a sua salvação com auto desconfiança, pois é Deus quem está trabalhando em você.

A frase “com temor e tremor” não significa que Paulo esteja sugerindo que possamos perder a nossa salvação. Você pode fazer um novo compromisso com Cristo se precisar, mas uma vez que tenha a vida eterna, isto é um presente de Deus para você. Você nasce de novo.

O diabo adora desafiar o que Deus diz. Devemos permanecer firmes nas promessas de Deus e não nas nossas emoções, pois elas podem nos enganar.

Não trabalhe para a sua salvação. Aperfeiçoe-a. Que presente incrível ela é.

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2022

Como Encontrar Contentamento

"Não estou dizendo isso porque esteja necessitado, pois aprendi a adaptar-me a toda e qualquer circunstância. Sei o que é passar necessidade e sei o que é ter fartura. Aprendi o segredo de viver contente em toda e qualquer situação, seja bem alimentado, seja com fome, tendo muito, ou passando necessidade. Tudo posso naquele que me fortalece" (Filipenses 4:11-13)

Um psicólogo que realizou uma pesquisa sobre o que traz contentamento observou: “Se as pessoas se esforçam por um certo nível de riqueza pensando que isso as fará felizes, descobrem que, ao alcançá-lo, elas se habituam rapidamente a esse ponto e logo começam a ansiar pelo próximo nível de renda, propriedade ou boa saúde.”

Obter mais coisas não trará contentamento. Alguém que ganha milhares de dólares pensa: “Ah! Se eu fosse um milionário.” O milionário pensa: “Ah! Se eu fosse um bilionário.” Isso está sempre fora do alcance deles.

Em sua carta à igreja em Filipos, Paulo disse que havia encontrado o segredo do contentamento. O interessante é que Paulo estava passando por circunstâncias adversas quando escreveu isso. Ele não estava relaxando em alguma praia do Mediterrâneo, comendo do bom e do melhor. Ele era um prisioneiro de Roma. Estava enfrentando um futuro incerto. No entanto, ele escreveu muito sobre alegria, júbilo, felicidade e contentamento.

Como isso é possível? A resposta é encontrada na palavra que Paulo usou e fez referência repetidas vezes em sua carta: Mente. O que nos leva a um ponto simples: O segredo do contentamento é encontrado na maneira como um cristão pensa. Não é encontrado na forma como ele se sente, porque nossas emoções oscilam. Não baseamos o contentamento na maneira como nos sentimos; nós a baseamos na maneira como pensamos.

Meu amigo Max Lucado colocou desta forma: "A boa vida não começa quando as circunstâncias mudam, mas quando nossa atitude muda em relação a ela."

Paulo havia experimentado prazer e saúde, bem como doença e fraqueza. Ele teve altos e baixos. Ele era um herói para alguns e um vilão para outros. Mas aprendeu isso. O contentamento não vem da conquista de nossas circunstâncias. Ao contrário, vem de aprender a conviver com elas.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2022

Obesidade Espiritual

"Dêem, e lhes será dado: uma boa medida, calcada, sacudida e transbordante será dada a vocês. Pois a medida que usarem, também será usada para medir vocês" (Lucas 6:38)

Adoro o Dia de Ação de Graças, pois é o feriado que não foi completamente comercializado. Alguns o chamam de "Dia do Peru" para tentar diminuí-lo, talvez. Mas, no Dia de Ação de Graças nós fazemos orações, comemos um jantar maravilhoso, e ficamos em um coma coletivo por umas duas horas. A última coisa que quero fazer depois de uma grande refeição é me exercitar.

Pode ser que haja um ponto, em nossa vida espiritual, em que possamos nos sentir culpados por comer demais. Podemos estar na igreja e aproveitar as refeições espirituais mais deliciosas, estudando a Bíblia juntos, adorando juntos e aprendendo juntos. E tudo isso é muito bom. Mas, se não tivermos uma saída para tudo isso que estamos ingerindo, podemos acabar com problemas.

Devemos ofertar o que Deus nos deu, ou nós, de fato, poderemos alcançar um estado de estagnação, um tipo de obesidade espiritual. Isso se chama sedentarismo. Precisamos distribuir o que Deus nos deu. Isso é um princípio bíblico. Jesus disse: "Dêem, e lhes será dado: uma boa medida, calcada, sacudida e transbordante será dada a vocês. Pois a medida que usarem, também será usada para medir vocês" (Lucas 6:38).

É importante ter um novo convertido em sua vida, pois ele irá lhe energizar. Talvez uma das razões pelas quais não gostemos de novos convertidos em nossas vidas seja porque não queremos mudar o nosso comportamento. Se levarmos um novo convertido à igreja e depois para almoçar, não poderemos fofocar, provavelmente dirigiremos dentro do limite de velocidade permitido, e provavelmente faríamos outras coisas que cristãos deveriam fazer.

Talvez não queiramos essa pressão a mais em nossas vidas. Todavia, não estamos apenas perdendo oportunidades de ajudá-los, mas também de ajudar a nós mesmos.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2022

A Promessa da Sua Presença

"[...] E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos" (Mateus 28:20)

Segundo alguns Estudos, 85% das coisas com as quais nos preocupamos nem chegam a acontecer. Mas e os outros 15%? E o medo ou a preocupação que se tornam realidade? E quando eles acontecem ainda piores do que estávamos imaginando ou considerando? E aí?

É aí que o Senhor estará com você em seu momento de dificuldade. Deus não prometeu que viveríamos em um mundo livre de dores e sofrimento. Ele nos disse que neste mundo teremos tribulação.

Em 2008, nosso filho Christopher nos deixou e foi para o Céu. Você nunca supera isso. Lembro-me de falar com um casal, casado há dez anos a mais do que minha esposa e eu. Eles perderam o filho deles há mais de 30 anos e nunca superaram isso. Você nunca espera que seus filhos morram antes de você. Está fora da ordem natural.

É assustador falar sobre isso, mas precisamos encarar os fatos. Os entes queridos um dia morrerão. As dificuldades entrarão em nossas vidas. Algumas pessoas vivem vidas relativamente livres de dor e sofrimento, mas a maioria de nós não. Vivemos na terra dos que morrem, mas estamos indo para a terra dos vivos.

Sim, a morte virá, mas temos essa promessa de Jesus: "[...] Não tenha medo! Eu sou o Primeiro e o Último. Sou aquele que vive. Estive morto mas agora estou vivo para todo o sempre! E tenho as chaves da morte e do Hades" (Apocalipse 1:17-18).

Estou tão feliz que Ele tenha as chaves. Se eu tivesse as chaves, elas já estariam perdidas há muitos anos. Vivo perdendo as minhas chaves, mas Jesus nunca as perde. Ele está dizendo: "Não tenha medo. Eu estarei sempre com você."

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2022

A Realidade da Vida Após a Morte

"Nós o proclamamos, advertindo e ensinando a cada um com toda a sabedoria, a fim de que apresentemos todo homem perfeito em Cristo." (Colossenses 1:28)

Há muitas visões estranhas e incorretas sobre a vida após a morte e, às vezes, mesmo cristãos adotam algumas dessas visões. O que precisamos é de uma visão bíblica.

O Paraíso (ou o Céu) existe. Precisamos pensar sobre isso, pois à medida que ficamos mais velhos, a vida após a morte fica cada vez mais perto. Começamos a perder amigos e familiares, e sabemos que o nosso dia também chegará. Algum dia iremos perceber que temos mais amigos no Céu do que na terra.

Quando eu era pequeno, parecia que o segundo grau durava 10 anos. Agora, décadas se passaram. As músicas que eu sempre ouvia agora se chamam "clássicas".

A vida continua. A Eternidade está cada mais perto. E a Bíblia é muito clara sobre o que acontece quando você morre: se você é cristão, vai direto para o Céu. Se não for, você não vai. Jesus disse: "Entrem pela porta estreita, pois larga é a porta e amplo o caminho que leva à perdição, e são muitos os que entram por ela" (Mateus 7:13).

Se nós cristãos, cremos no que a Bíblia diz a respeito da vida após a morte, porque não estamos mais engajados em falar sobre isso às pessoas? Minha esperança é que o conhecimento de que a morte é real vai motivar mais não cristãos a buscarem Cristo. E também vai motivar cristãos a compartilharem sua fé.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2022

O Poder das Palavras de Cristo

O amor apaixonado de Cristo pelo mundo é evidente em Suas palavras na Cruz:

Primeira declaração:
“Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que estão fazendo” (Lucas 23:34).
Você percebe que precisa do perdão do Pai?

Segunda declaração:
“Hoje você estará comigo no paraíso” (Lucas 23:43).
Você já percebeu e confessou Jesus como seu Salvador pessoal?

Terceira declaração:
“Aí está o seu filho” (João 19:26).
Jesus está preocupado conosco e provê para todos nós.

Quarta declaração:
“Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste?” (Mateus 27:46)
Jesus foi abandonado para que não precisemos ser.

Quinta declaração:
"Tenho sede!" (João 19:28)
Essa declaração pessoal nos lembra que Jesus não é apenas Deus, mas também era homem. Jesus se identifica com nossas necessidades.

Sexta declaração:
"Está consumado!" (João 19:30)
Jesus pagou por nossos pecados, e o controle do pecado sobre nossas vidas é quebrado!

Sétima declaração:
“Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito” (Lucas 23:46).
Você pode confiar sua vida nas mãos de Deus.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2022

A Ceia do Senhor

"Portanto, todo aquele que comer o pão ou beber o cálice do Senhor indignamente será culpado de pecar contra o corpo e o sangue do Senhor. Examine-se o homem a si mesmo, e então coma do pão e beba do cálice" (1 Corintios 11:27-28)

Mateus 26 contém um dos eventos mais conhecidos da história da humanidade e certamente a refeição mais famosa que já aconteceu: a Última Ceia.

Quando os discípulos se sentaram juntos, Jesus disse: “Tomem e comam; isto é o meu corpo” (versículo 26). Ele então deu graças e ofereceu-lhes o cálice e disse: “Bebam dele todos vocês. Isto é o meu sangue da aliança, que é derramado em favor de muitos, para perdão de pecados” (versículos 27–28).

Jesus, como costumava fazer, estava falando simbolicamente. Assim como Ele já havia dito que era a Porta, ou o Pão da Vida. Chegamos a pensar que Ele é literalmente uma porta? Claro que não.

Nem devemos pensar que o pão e o conteúdo do cálice são realmente o corpo e o sangue de Cristo. Não há evidência de um processo sobrenatural que transforme o conteúdo do cálice no sangue de Jesus e o pão em Sua carne.

Portanto, ao participarmos da Comunhão, não queremos mistificar o que ela representa. Mas também não queremos desvaloriza-la pensando que não signifique nada. Claramente, as Escrituras nos alertam sobre tomar parte na Comunhão, reconhecendo o seu significado (ver 1 Coríntios 11:23-30).

O pão e o cálice não são elementos sagrados em si. Mas eles representam algo que é muito sagrado. Portanto, é com grande respeito e reverência que fazemos a Comunhão, reconhecendo que é um símbolo do que Jesus Cristo fez por nós na cruz.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2022

Um Exemplo a Seguir

"Mas você tem seguido de perto o meu ensino, a minha conduta, o meu propósito, a minha fé, a minha paciência, o meu amor, a minha perseverança" (2 Timóteo 3:10)

Um dos maiores elogios que um incrédulo pode fazer a um crente é dizer: “O que há em você que o torna diferente? Você tem essa paz. Você tem essa alegria.”

Também abre a porta para uma conversa. Se você quer ganhar alguns, precisa ser cativante. Os crentes devem construir pontes. Um cristão às vezes semeia uma semente, às vezes rega uma semente e às vezes colhe onde outros semearam e regaram.

Nunca tente colher uma semente que não está pronta para ser colhida. Mas não perca a oportunidade de colher quando for a época da colheita. Você precisa orar por sabedoria para saber quando é hora de semear, quando é hora de ser testemunha e regar essa semente, e quando é hora de colher o que foi semeado.

Discipulado, em poucas palavras, é levar outros a Cristo, estabelecê-los espiritualmente, e fazê-lo de novo e de novo. Basicamente é evangelizar, discipular, estabilizar e repetir. Em algum lugar ao longo do caminho, separamos o evangelismo do discipulado, mas eles são a mesma coisa.

Somos chamados não apenas para convidar as pessoas para Cristo, mas para levar os novos crentes debaixo de nossas asas e ajudá-los a se levantar espiritualmente. Seria como dar à luz um bebê e depois dar a esse pequeno recém-nascido algumas fraldas e dizer: “Ok, Deus te abençoe. É um mundo difícil lá fora, mas boa sorte.” Não! Bebês pequenos precisam ser nutridos e amados. E os novos crentes idem.

Os novos crentes também precisam de um exemplo. Precisam ver como é um cristão. Precisam ver o que um cristão faz. Algumas coisas são ensinadas, e algumas são capturadas. Novos crentes precisam ver um cristão como você.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2022

A Verdadeira Fonte da Felicidade

"Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei e cearei com ele, e ele comigo" (Apocalipse 3:20) 
 
C. S. Lewis escreveu: “Se encontro em mim um desejo que nenhuma experiência neste mundo pode satisfazer, a explicação mais provável é que fui feito para outro mundo.”

Você está contente? É uma pessoa feliz? Ou está pensando: “Se eu tivesse isso, seria feliz”? Você não encontrará felicidade nas coisas que este mundo tem a oferecer. Não se encontra em posses. Não se encontra em realizações. Não se encontra na fama. Não se encontra em nenhuma coisa externa. A felicidade não vem de buscá-la, mas de buscar a Deus. A felicidade será encontrada num relacionamento com Deus.

Felicidade não é sobre o que eu tenho; é sobre quem me tem. É o relacionamento que tenho com Deus que traz o contentamento final. Como Davi escreveu no Salmo 23:1: “O Senhor é o meu pastor; de nada terei falta.” Quando o Senhor é seu pastor, você pode encontrar o contentamento perfeito.

Diga-me o que você quer e eu lhe direi o que você realmente precisa. O que você está procurando na vida é um relacionamento com Deus. Jesus disse: “Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele comigo” (Apocalipse 3:20).

Você já pediu a Jesus Cristo para entrar em sua vida para ser o seu Salvador e o seu Senhor? Jesus está pronto para perdoá-lo, mas você deve pedir a Ele para entrar em sua vida. No dia em que fizer isso, suas perguntas serão respondidas. No dia em que fizer isso, encontrará o contentamento que procurava na vida. O dia em que fizer isso, será o dia em que você literalmente mudará o seu endereço eterno. 

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2022

Força Para o Momento

"Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã se preocupará consigo mesmo. Basta a cada dia o seu próprio mal" (Mateus 6:34)

Depois que Corrie Ten Boom e sua família foram pegos escondendo judeus em sua casa, na Holanda, durante a Segunda Guerra Mundial, ela foi enviada a um campo de concentração nazista. Os Ten Boom eram uma família cristã que arriscou suas vidas por sua crença nas Escrituras e que os Judeus são o povo escolhido de Deus. Eles foram presos e mandados para um campo de concentração, onde o seu pai e sua irmã morreram.

Quando Corrie ainda era menina, ela lia histórias sobre mártires da fé. Mas, conforme ela lutava com os pensamentos de ter toda a sua família morta, seu pai lhe disse: "Corrie, quando eu e você formos a Amsterdam - quando será a hora de lhes entregar o bilhete da passagem?"

"Um pouco antes de entrarmos no trem."

"Exatamente", disse ele. "Nosso sábio Papai do céu também sabe que precisaremos de coisas... Quando o tempo de alguns de nós morrermos se aproximar, você olhará para dentro do seu coração e achará a força de que precisa, bem a tempo."

Talvez você conheça alguém que esteja passando por uma tribulação e tenha pensado: "Eu jamais conseguiria passar por isso." Certamente, agora não conseguiria. Mas você não está lá. Se o Senhor permitir que chegue lá, Ele lhe dará a força de que precisa, quando for preciso.

Deus estava com o apóstolo Paulo no meio de uma tempestade violenta. Paulo falou para a tripulação: "Pois ontem à noite apareceu-me um anjo do Deus a quem pertenço e a quem adoro, dizendo-me: 'Paulo, não tenha medo. É preciso que você compareça perante César; Deus, por sua graça, deu-lhe as vidas de todos os que estão navegando com você'" (Atos 27:23-24). Paulo conseguiu enfrentar a tempestade, pois sabia que Deus estava com ele.

Deus sempre nos dará o que precisamos quando precisarmos.

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2022

O Que Está Lhe Atrapalhando?

"Portanto, também nós, uma vez que estamos rodeados por tão grande nuvem de testemunhas, livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta" (Hebreus 12:1)

Quando viajo, costumo levar coisas demais. Malas com rodinhas são ótimas – até você atingir um tapete ou o asfalto. Então minha filosofia é: se eu não posso carregar, eu não deveria levar. O peso me atrasa.

Isso também é verdade na vida cristã. Se você está participando de uma corrida e alguém está se apoiando em você, esse é um relacionamento produtivo para vencer uma corrida?

Quando Deus disse a Abraão para deixar seu país e família, Abraão levou o seu sobrinho Ló, que era como um peso morto espiritual. Isso causou conflito a Abraão e, finalmente, os dois tiveram que se separar.

Como Abraão, às vezes temos relacionamentos que estão nos prejudicando na corrida da vida. Então, periodicamente, temos que fazer um balanço de nossos relacionamentos e nos perguntar: “Este é um bom relacionamento para mim? Essa pessoa está me acelerando ou me atrasando? Esse relacionamento está sendo construtivo ou está me destruindo?"

Precisamos correr a corrida com pessoas justas que nos estimulem, não com pessoas ímpias que nos atrasem. Portanto, procure amigos justos. E, mais importante, seja um amigo justo.

Hebreus 12:1 nos diz: “[...] livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve [...]”. Há uma distinção. Pecado é pecado. Mas além disso, há o peso. E o que pode ser um peso para uma pessoa não é necessariamente um peso para outra. Você pode dizer: "Olha, aquele cristão está fazendo isso e aquilo, e ele está bem. Por que não posso fazer também?" Você não é essa pessoa. Talvez isso não o afete da mesma forma como afeta você.

Existe alguém ou algo que esteja lhe atrasando? Deixe de lado o peso e o pecado que tanto lhe atrapalham.

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2022

Pense Biblicamente

"A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho." (Salmos 119:105)

Todo mundo tem uma visão do mundo. Nossa visão do mundo é influenciada por muitas coisas. Pela cultura, pela educação ou pela falta delas. É influenciada pelos livros que lemos ou deixamos de ler. É influenciada pela mídia a que nos expomos.

Nossa visão de mundo é abrangente. Vai afetar cada área de nossas vidas, nossa moralidade, como gastamos o nosso dinheiro, como votamos. Afeta tudo a nosso respeito. O que queremos é ter uma visão de mundo cristã, e, mais especificamente, uma visão de mundo bíblica.

C. S. Lewis disse: "Creio no cristianismo assim como creio que o sol nasce, não apenas porque posso ver, mas porque posso ver tudo ao redor." É assim que devemos ver a vida: através das lentes das Escrituras, através dos olhos de um seguidor de Jesus Cristo.

A única maneira de ter uma visão de mundo Bíblica é estudando e memorizando as Escrituras e passando um tempo nelas todos os dias. Devemos colocar tudo sob a ótica bíblica nos perguntando: "O que a Bíblia diz sobre isso?"

Algumas pessoas têm uma visão de mundo emocional. Baseiam sua visão sobre o que sentem. Então dirão: "Bom, vou seguir meu coração, porque o coração quer aquilo que deseja."

Aqui está o que a Bíblia diz sobre o coração: "O coração é mais enganoso que qualquer outra coisa e sua doença é incurável. Quem é capaz de compreendê-lo?" (Jeremias 17:9).

Não siga o seu coração, porque ele pode lhe enganar. O mesmo ocorre com as emoções. E certamente, não siga a sua cultura, porque ela irá engana-lo. Vá com a Bíblia. Ela nunca o levará à direção errada. Aprenda a pensar biblicamente.

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2022

Força Para Aguentar

Pensem bem naquele que suportou tal oposição dos pecadores contra si mesmo, para que vocês não se cansem nem se desanimem.

"Pensem bem naquele que suportou tal oposição dos pecadores contra si mesmo, para que vocês não se cansem nem se desanimem" (Hebreus 12:3)
 
Com que facilidade Jesus poderia ter dito: "Quer saber de uma coisa? Esqueça isso. Ninguém aqui gosta de mim. Eu não vou morrer por essas pessoas. Elas não merecem."

Afinal, pense no que Ele teve que enfrentar. Seus próprios discípulos o abandonaram. Judas Iscariotes, seu amigo, o traiu. Em seguida, foi espancado fisicamente, socado no rosto. Sua barba foi arrancada. Uma coroa de espinhos foi pressionada em Sua testa. Suas costas foram abertas com chicotes romanos. Ele foi zombado, riram dele e cuspiram nele. E então Ele foi pregado na cruz.

Foi o Seu amor por nós que O manteve em movimento. Lemos em Hebreus que “[...] pela alegria que lhe fora proposta, suportou a cruz, desprezando a vergonha [...]" (Hebreus 12:2). Qual era a alegria que O esperava? Era você. Era eu. Éramos nós. Ele fez isso por nós. Ele sabia que não havia outra maneira de nos desculparmos com o Deus que havíamos ofendido.

O versículo 2 também nos diz que Jesus é "o autor e consumador da nossa fé." Deus termina o que começa. Ele completará a obra em nós.

Você pode dizer: “Não posso suportar nem mais um dia."

Sim, você pode. Tire os olhos de si mesmo. Olhe para Jesus. Pense no que Ele fez por você. Pense em como Ele foi até a cruz por você. Ele é quem vai te dar força para resistir.

Quando você tira os olhos do Senhor e os coloca nas pessoas, na igreja ou nas circunstâncias, começa a tropeçar. Tire seus olhos dessas coisas e olhe para Jesus. Ele nunca irá falhar com você. Ele nunca te decepcionará. Ele o manterá correndo a corrida da vida.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2022

Passe Adiante

"Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos" (Mateus 28:19-20)

Quando eu me tornei cristão, não entendia totalmente o que tinha feito. Eu havia assumido um compromisso com Cristo em um estudo bíblico no meu colégio, mas não sabia o que estava à minha frente. Não sabia o que iria acontecer, mas acreditei no que ouvi naquele dia.

Não muito depois disso, um cara se aproximou de mim na escola e se apresentou. Ele disse: “Olá, meu nome é Marcos e vi outro dia que você orou para aceitar Jesus.”

Eu estava um pouco resistente.

“Ei, quero te ajudar,” ele continuou. "Quero te levar para a igreja."

"Não", eu disse. "Estou bem assim. Não quero ir à igreja.”

Mas Marcos foi muito persistente e não aceitou não como resposta. Finalmente, eu cedi. E Marcos não apenas me levou à igreja, mas também me apresentou a outros cristãos. Convidou-me para jantar em sua casa com seus pais, que também eram cristãos. Fiz muitas perguntas, e nenhuma era ridícula demais para ser feita.

O que Marcos fez foi me discipular. E se não o tivesse feito, temo que eu teria ficado desamparado. Muitas vezes, a pessoa aceita a Cristo mas não sabe o que fazer depois. Marcos me ajudou nessa transição. E o que Marcos fez por mim, precisamos fazer pelos outros. Isso é o que é a Grande Comissão.

Se você estiver seguindo Jesus como um verdadeiro discípulo, então estará conduzindo outros a Cristo. E se não estiver conduzindo outros a Cristo, você O está realmente seguindo como deveria, enquanto discípulo? Devemos ser sal em nosso mundo - e o sal estimula a sede em outra pessoa.