segunda-feira, 31 de janeiro de 2022

Glorificados e Aperfeiçoados

"Agora, pois, vemos apenas um reflexo obscuro, como em espelho; mas, então, veremos face a face. Agora conheço em parte; então, conhecerei plenamente, da mesma forma com que sou plenamente conhecido" (1 Coríntios 13:12)

Uma pergunta que fazemos sobre a vida após a morte é: "Será que vamos nos reconhecer no céu?" A resposta simples é esta: nós nos reconhecemos na Terra? Geralmente sim. Nos reconheceremos no Céu também, mas ainda mais. Todos os efeitos turvos e prejudiciais do pecado serão removidos.

A Bíblia diz: "Agora, pois, vemos apenas um reflexo obscuro, como em espelho; mas, então, veremos face a face. Agora conheço em parte; então, conhecerei plenamente, da mesma forma com que sou plenamente conhecido" (1 Coríntios 13:12). Não acho que isso signifique que Deus pegará tudo o que sabe e porá em nossos cérebros no momento em que entrarmos na eternidade. Do contrário pareceríamos aquelas bonecas LOL, andando por aí com cabeças enormes e corpos pequenos.

O que as Escrituras parecem querer dizer é que na eternidade o Senhor irá, com o tempo, revelar mais e mais grandes verdades para nós. Nosso conhecimento se expandirá à medida que passarmos tempo em Sua presença, adorando-O.

Também nos reuniremos com aqueles que nos precederam e que confiaram em Jesus. Se você tem entes queridos que morreram e eles creram em Jesus, você os verá novamente. O céu será uma reunião de família sem estranheza. Todo o pecado terá ido embora. Todo o egoísmo terá ido embora.

Veja, o céu é a vida terrena do crente, glorificado e aperfeiçoado. Quando passarmos para o outro lado, nossas mentes e nossas memórias ficarão mais claras do que nunca. É bom saber disso, porque nos esquecemos das coisas. Nossas memórias não são tão nítidas como antes, talvez. Mas tudo isso vai mudar. Saberemos coisas que não sabemos agora. E veremos as coisas com uma perspectiva que não temos agora.

sexta-feira, 28 de janeiro de 2022

Resolva Isso

"Assim, meus amados, como sempre vocês obedeceram, não apenas em minha presença, porém muito mais agora na minha ausência, ponham em ação a salvação de vocês com temor e tremor" (Filipenses 2:12)

Não seria bom se você pudesse contratar alguém para fazer as coisas por você? Quando você não quisesse ir à academia, você simplesmente pagaria alguém para fazer isso por você. Mas você não pode fazer isso. Você tem que trabalhar por si mesmo.

A Bíblia nos diz: “ponham em ação a salvação de vocês com temor e tremor” (Filipenses 2:12). Isso carrega o significado de trabalhar até a sua plenitude. Nós não trabalhamos, no entanto; isso é um presente de Deus para nós. E há trabalho envolvido na vida cristã à medida que descobrimos o que Deus fez por nós.

Isso não é algo que outra pessoa possa fazer por você. Você deve fazer por si mesmo. O apóstolo Paulo dá este pensamento interessante no versículo 12: “Assim, meus amados, como sempre vocês obedeceram, não apenas em minha presença, porém muito mais agora na minha ausência [...]”. Paulo estava escrevendo da prisão para os crentes em Filipos. Ele não poderia estar lá com eles como esteve no passado.

A mensagem quer dizer: “Queridos amigos, vocês sempre seguiram minhas instruções quando eu estava com vocês. E agora que estou longe, é ainda mais importante. Trabalhem duro para mostrar os resultados de sua salvação, obedecendo a Deus com profunda reverência e temor.”

Paulo estava efetivamente dizendo: “Você precisa crescer espiritualmente. Você não pode construir sua vida espiritual em mim, porque é Deus quem trabalha em você, não eu."

Às vezes, permitimos que as pessoas tomem o lugar de Deus em nossas vidas. O marido opta por não congregar porque a sua esposa não quer fazer isso. Ou as crianças não vão à igreja porque os seus pais não vão.

Você precisa de seu próprio relacionamento com Deus. Trabalhe a sua própria salvação.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2022

A Academia de Deus

"Vocês precisam perseverar, de modo que, quando tiverem feito a vontade de Deus, recebam o que Ele prometeu" (Hebreus 10:36)

Anos atrás fiz um passeio de bicicleta com minha esposa e um grupo de amigos. Pedalamos cerca de 32 km. Eu estava tão cheio de energia que ultrapassei todos e quando chegamos ao nosso destino eu estava exausto. De tão cansado tive que ser rebocado por outra bicicleta no caminho da volta.

Às vezes, na vida cristã, começamos com uma explosão de energia, mas então começamos a desacelerar. Alguns até abandonam a corrida completamente.

Hebreus 12:1 nos diz "[...] e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta." Perseverança é traduzida da palavra grega hypomonē, que significa também "resistência", "firmeza" ou "poder de permanência." É uma determinação constante para continuar. Às vezes, na corrida da vida, estamos um pouco cansados — ou talvez realmente cansados. E o hipomonē, a perseverança, nos impulsiona a seguir.

Precisamos de perseverança. Mas de onde vamos tirá-la? Tiago 1:3,4 nos dá a resposta: "pois vocês sabem que a prova da sua fé produz perseverança. E a perseverança deve ter ação completa, a fim de que vocês sejam maduros e íntegros, sem lhes faltar coisa alguma."

O teste da sua fé produz essa força. É como ir à academia. Os músculos sofrem pequenas lesões para então serem reconstruídos. Alguém pode adicionar mais peso aos seus halteres ou o que quer que você esteja levantando, e talvez você tenha que diminuir suas repetições. Mas então você descobre que pode sim fazê-lo.

Da mesma forma, Deus coloca pesos em nossas vidas. Não queremos esses pesos, esses problemas. Mas Deus está nos fortalecendo. Ele está nos preparando para algo que ainda está por vir. Os testes são como a academia de Deus. Ele os usa para nos fortalecer.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2022

Alguém Como Nós

"Elias era humano como nós. Ele orou fervorosamente para que não chovesse, e não choveu sobre a terra durante três anos e meio. Orou outra vez, e o céu enviou chuva, e a terra produziu os seus frutos" (Tiago 5:17-18)

Quando olhamos para a vida de Elias, pode ser difícil se identificar com alguém assim. Ele clamou por fogo caindo do céu. Ele parou a chuva. Ele ressuscitou alguém dos mortos. Podemos pensar "eu nunca terei essa fé."

Tiago 5:17 nos diz: "Elias era humano como nós. Ele orou fervorosamente para que não chovesse, e não choveu sobre a terra durante três anos e meio." Deus o levou para a corte do rei Acabe e decretou que não haveria chuva naquela terra, a não ser que fosse da Sua vontade.

Depois, Deus o mandou à viúva pobre. Quando Elias apareceu, ela ofereceu um lugar para ele ficar. Ela não tinha muita comida, apenas o suficiente para ela e o filho, mas Elias disse: "vá em frente e veja o que Deus fará." Todos os dias que ele passou lá havia o suficiente para ela, o filho e o profeta. Isso nos lembra de que quando damos ao Senhor, Ele nos dá de volta.

Houve um dia que seu filho ficou doente. Depois ele piorou e faleceu. A vida como ela conhecia havia chegado ao fim. Ela não apenas havia perdido o marido, mas também perdera seu filho. Ela acusou Elias dizendo: "Que foi que eu te fiz, ó homem de Deus? Vieste para lembrar-me do meu pecado e matar o meu filho" (1 Reis, 17:18).

Elias não a repreendeu. Ele apenas pegou o corpo do filho que estava morto, orou por ele, e o trouxe de volta a vida.

Aqueles que mudam o mundo usam a fé que têm, e oram. Deus sempre nos dará o que precisamos quando precisamos. Nunca antes, e nunca depois.

terça-feira, 25 de janeiro de 2022

Progresso

"Jesus respondeu: 'Ninguém que põe a mão no arado e olha para trás é apto para o Reino de Deus'" (Lucas 9:62)

Levou uma noite para Deus tirar Israel do Egito. Mas levaram 40 anos para tirar o Egito de Israel. Os Israelitas estavam sempre olhando para trás.

Alguns cristãos são assim. Estão sempre olhando para trás. Eles dizem: "Se lembra daquela época antes de eu me tornar cristão? Cara, a gente fazia muita festa. Era muito massa."

Sério? Eram, de fato, os "bons tempos"? Eram tão bons assim como achamos que eram? Ou essas lembranças são um pouco distorcidas? Esqueceram do vazio? Esqueceram do desânimo? Esqueceram da repercussão das coisas que fizeram? Esqueceram daquele vazio que sentiam no fundo da alma? Ou dos impactos trazidos às suas famílias? Basicamente é uma memória seletiva, trazendo à lembrança somente o que convém.

Era isso que os Israelitas faziam. Estavam sempre olhando para trás. Mas antes de julgá-los, vamos prestar atenção em nós mesmos, pois fazemos a mesma coisa. É por isso que Jesus disse: "Ninguém que põe a mão no arado e olha para trás é apto para o Reino de Deus" (Lucas 9:62)

Alguma vez você esteve dirigindo e viu a polícia logo atrás de você? Você ficou nervoso, não? Você não diminuiu a velocidade, mesmo já estando dentro do limite?

Você não pode viver em dois mundos. Não pode ir adiante enquanto está olhando para trás. Não pode crescer espiritualmente dessa maneira. Aqueles que impactam o mundo enxergam oportunidades, mas aqueles que são mudados por este mundo vêem obstáculos. Os primeiros vêem pontes, mas esses vêem muros. Tudo depende de como você vê as coisas.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2022

Tão Grande Salvação

"Como escaparemos, se negligenciarmos tão grande salvação? Essa salvação, primeiramente anunciada pelo Senhor, foi-nos confirmada pelos que a ouviram. Deus também deu testemunho dela por meio de sinais, maravilhas, diversos milagres e dons do Espírito Santo distribuídos de acordo com a sua vontade" (Hebreus 2:3-4)

Cerca de 2 bilhões de dólares em prêmios de loteria não são resgatados a cada ano nos Estados Unidos, de acordo com os pesquisadores. Deus nos deu algo muito maior do que um bilhete premiado de loteria. Algo que vale muito mais do que milhões e milhões de dólares. É a salvação.

Não é de se admirar que a Bíblia a chame de “tão grande salvação” (Hebreus 2:3). Deus colocou a justiça de Jesus Cristo em nossas contas bancárias espirituais, por assim dizer. Isso é fato para todo cristão. O apóstolo Paulo escreveu: “Mais do que isso, considero tudo perda, comparado com a suprema grandeza do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor, por quem perdi todas as coisas. Eu as considero como esterco para poder ganhar Cristo e ser encontrado nele, não tendo a minha própria justiça que procede da Lei, mas a que vem mediante a fé em Cristo, a justiça que procede de Deus e se baseia na fé” (Filipenses 3:8–9).

Como cristãos, somos posicionalmente justos diante de Deus. No dia em que você acreditou, Ele perdoou, removeu e esqueceu os seus pecados. Ele removeu todo vestígio do seu pecado e colocou a justiça de Jesus Cristo no lugar. Isso é o que significa ser justificado.

O que precisamos fazer é tomar posse do que Deus nos deu. Às vezes, não vemos o impacto da salvação no estilo de vida de um cristão, ou em suas escolhas. Dizer “Sim, eu amo o Senhor” mas fazer coisas que contradizem isso, é como não tomar posse da "tão grande salvação."

Se uma pessoa realmente encontrou Deus, haverá evidências em sua vida. Se uma pessoa realmente teve esse encontro com Jesus Cristo, os outros verão o resultado disso.

sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

Começar do Zero

"Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas!" (2 Coríntios 5:17)

O que significa ser salvo? Como cristãos, usamos muito essa palavra, mas será que a entendemos? Romanos 10:9-10 nos diz: "Se você confessar com a sua boca que Jesus é Senhor e crer em seu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo. Pois com o coração se crê para justiça, e com a boca se confessa para salvação.”

Um dos grandes benefícios da salvação, é que Deus nos justifica. Um aspecto da justificação significa que Deus nos perdoou de todos os nossos pecados. Ainda mais, Ele também removeu todas as evidências de nosso pecado. Isso é importante, porque todos nós fazemos coisas que gostaríamos de fazer. Todos nós já dissemos coisas que não gostaríamos de ter dito. Mas Deus perdoará nossos pecados se nos arrependermos deles.

Deus não apenas nos perdoa, mas também se esquece de nossos pecados. Deus diz em Hebreus 10:17: "Dos seus pecados e iniquidades não me lembrarei mais." Deus é onisciente, o que significa que Ele conhece todas as coisas. Não significa que Deus está literalmente esquecendo as coisas. Significa que Ele está escolhendo não usar essas coisas contra nós. Deus está dizendo: “Decidi não me lembrar mais do que você fez, que foi um pecado e uma afronta para mim”.

Em Jeremias 50:20, Deus diz: “Naqueles dias, naquela época [...] se procurará pela iniquidade de israel, mas nada será achado, pelos pecados de Judá, mas nenhum será encontrado, pois perdoarei o remanescente que eu poupar.”

Isso é o que Deus faz por nós. Isso é o que significa ser salvo. Temos uma ficha limpa. Nosso pecado foi removido.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2022

Como Ser um Transformador o Mundo

"Tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé. Ele, pela alegria que lhe fora proposta, suportou a cruz, desprezando a vergonha, e assentou-se à direita do trono de Deus" (Hebreus 12:2)

A Bíblia nos dá o segredo de um transformador do mundo: "Tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé [...]" (Hebreus 12:2). Os transformadores do mundo disputam a corrida da vida por Jesus.

Na Grécia antiga, os atletas olímpicos não competiam por ouro, prata ou bronze. Eles competiam por uma coroa de louros do imperador. Ao longe, os corredores exaustos podiam ver o imperador em pé com a coroa de louros que seria colocada na cabeça do vencedor.

Como cristãos, estamos disputando a corrida da vida. Nós cansamos com os ataques, obstáculos e desafios. Mas olhe para frente. É por Jesus que corremos. Lá está Ele. Não com uma coroa de louros, mas com uma coroa.

O apóstolo Paulo disse: "Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé. Agora me está reservada a coroa da justiça, que o Senhor, justo Juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amam a sua vinda" (2 Timóteo 4:7-8).

Olhe para Jesus. Ele é aquele a quem procuramos honrar todos os dias. Ele é aquele por quem iremos nos levantar um dia. É por ele que estamos disputando esta corrida. Não fazemos isso por aplausos. Não o fazemos por notoriedade ou fama. Fazemos isso para que um dia possamos estar diante de Jesus ouvindo-lhe dizer: "Muito bem, servo bom e fiel! Você foi fiel no pouco; eu o porei sobre o muito. Venha e participe da alegria do seu senhor" (Mateus 25:21).

Olhe para Jesus. Não olhe para as circunstâncias. Nem tampouco para as pessoas, porque elas irão te decepcionar. Não espere que elas tenham uma palavra de incentivo. Na verdade, às vezes elas terão uma palavra desencorajadora. Elas vão questionar seus motivos e o que você está fazendo.

Olhe para Jesus. Continue.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2022

A Miséria do Pecado Não Confessado

"Como é feliz aquele que tem suas transgressões perdoadas e seus pecados apagados!" (Salmo 32:1)

Por doze meses depois de cometer adultério com Bate-Seba, Davi lutou contra a convicção do Espírito Santo. Ele não estava experimentando a presença de Deus como antes. Ele ainda estava em um relacionamento com Deus? Sim. Ele estava em comunhão com Deus? Não.

Davi escreveu o Salmo 32 depois de ser confrontado por Deus:

"Como é feliz aquele que tem suas transgressões perdoadas e seus pecados apagados! Como é feliz aquele a quem o Senhor não atribui culpa e em quem não há hipocrisia! Enquanto escondi os meus pecados, o meu corpo definhava de tanto gemer" (versículos 1-3).

Vimos a ascensão e a queda de Davi. E aqui vemos como Davi era miserável. O Salmo 32 descreve a futilidade e a miséria do pecado não confessado. Mas era hora do retorno de Davi - o retorno de um transformador do mundo:

"Então reconheci diante de ti o meu pecado e não encobri as minhas culpas. Eu disse: 'Confessarei as minhas transgressões ao Senhor', e tu perdoaste a culpa do meu pecado" (verso 5).

Quando seus filhos desobedecem e desapontam você, eles ainda são seus filhos? Sim, eles são. Eles estão em um bom relacionamento com você no momento? Provavelmente, não. É onde Davi se encontrava. Mas quando ele foi confrontado, ele se arrependeu de seu pecado.

O Senhor esperou até que Davi estivesse pronto para confessar e então enviou o profeta Natã. Ele queria um encontro com Davi e o conseguiu imediatamente.

Sim, Davi caiu, e caiu bastante. Mas ele também volto e voltou forte. Isso é o que devemos fazer. Precisamos admitir nosso pecado a Deus, porque Deus dá uma segunda chance.

terça-feira, 18 de janeiro de 2022

Do Pânico à Oração

"Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus" (Filipenses 4:6)

Algumas pessoas podem dormir de qualquer jeito. Eu não sou uma delas. Se ouvir um pequeno barulho, eu acordo. Se um pássaro canta, eu acordo. Eu tenho um sono leve.

O Evangelho de Lucas nos diz que enquanto os discípulos lutavam contra uma violenta tempestade no Mar da Galileia, Jesus dormia profundamente. A água entrava no barco enquanto ele balançava para frente e para trás. Os discípulos foram acordá-lo, clamando: "Mestre, Mestre, vamos morrer!" (Lucas 8:24). Sim, eles entraram em pânico. Mas eles também oraram. Eles clamaram ao Senhor.

Quando estamos com problemas, é isso que precisamos fazer. Fé e preocupação não podem coexistir. Um persegue o outro. Você conhece pessoas que não se dão bem? Talvez você queira convidar uma delas para a sua casa, mas está hesitante em convidar a outra. Sempre exista um conflito. Fé e preocupação são assim. Se houver preocupação, não há lugar para a fé. A fé é eliminada pela preocupação e a preocupação é eliminada pela fé.

Filipenses 4:6-7 nos diz: "Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o coração e a mente de vocês em Cristo Jesus."

Já foi dito que se seus joelhos começarem a tremer, ajoelhe-se para controlá-los. Quando as coisas estiverem assustadoras, ore. Clame a Deus.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2022

O Mesmo Ontem, Hoje e Sempre

"Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam" (Hebreus 11:6)

Quando Jesus andou nessa terra, Ele curou muitas pessoas. Mas Ele não curou a todos. Ele poderia ter curado? Sim! Jesus poderia ter dito: “Todos serão curados na contagem de três. Um... dois... três” e... bum! Todos, em todos os lugares, teriam sido curados. Ele não precisaria nem ter tocado nas pessoas para cura-las. Não precisaria nem te-las visto.

Jesus poderia ter feito isso, mas não o fez. Ele respondeu às pessoas que clamavam por Ele, como Bartimeu, o cego, que ouviu Jesus passando e gritou: "Jesus, Filho de Davi, tem misericórdia de mim!" (Marcos 10:47).

O único lugar onde Jesus não foi capaz de fazer milagres, foi em sua cidade natal, Nazaré. E foi só por causa de sua descrença. Acho isso muito interessante. Jesus queria curá-los. Mas Ele não os curou por causa de sua incredulidade.

As circunstâncias de nossas vidas não são problema para Deus. O problema é a nossa descrença. Como o pai que queria a cura para seu filho possuído pelo demônio, também precisamos dizer: "Creio, ajuda-me a vencer a minha incredulidade!" (Marcos 9:24).

A fé pode fazer a diferença entre algo acontecer e não acontecer, porque Hebreus 11:6 nos diz que sem fé é impossível agradar a Deus. Você não precisa ter uma super fé. Você precisa apenas ter fé.

Você pode olhar para a história de homens e mulheres na Bíblia e pensar: "Não sei se isso poderia acontecer comigo hoje." A obra de Deus não se limita a um determinado momento da história. A Bíblia diz que “Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e para sempre” (Hebreus 13:8).

Deus não está limitado por suas circunstâncias. Ele está limitado por sua incredulidade.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2022

Comuns, Porém Úteis

"Ele escolheu as coisas insignificantes do mundo, as desprezadas e as que nada são, para reduzir a nada as que são, para que ninguém se vanglorie diante Dele" (1 Coríntios 1:28-29)

Davi foi o homem mais inesperado a ascender ao trono de Israel. O povo escolheu um homem chamado Saul. Ele era mais alto do que todos os outros e era um tanto carismático. As pessoas gostavam dele. No início, parecia que Saul seria um bom rei. Mas não demorou muito para que ele fosse tomado pelo orgulho e começasse a desobedecer descaradamente a Deus. O Senhor avisou-o, mas Saul continuou desobedecendo. Finalmente, o Senhor disse: "Chega de você! Vou substituí-lo."

Então surge Davi, com cabelo avermelhado e provavelmente algumas sardas no rosto. As pessoas que assistiram Samuel ungi-lo como o próximo rei de Israel devem ter se perguntado se Samuel estaria ficando senil. "Isso deve ser uma brincadeira! Entre todas as pessoas, Davi é o escolhido?"

No entanto, Deus vê as coisas de forma diferente do que nós vemos. Davi era apenas um simples pastor de ovelhas, mas foi escolhido por Deus.

Por que você acha que Deus não poupa esforços para escolher as pessoas mais desqualificadas? A resposta é muito simples: então Ele terá a glória. Como lemos em 1 Coríntios 1:28-29: "Ele escolheu as coisas insignificantes do mundo, as desprezadas e as que nada são, para reduzir a nada as que são, para que ninguém se vanglorie diante Dele."

Você não tem influência sobre as circunstâncias que pode estar enfrentando no momento. Mas você pode decidir como vai reagir a elas e qual será a sua razão de viver.

Deus não procura pessoas talentosas, superdotadas ou de boa aparência. Não estou dizendo que ele não vá usar pessoas assim. Mas Deus procura pessoas disponíveis, e Ele pode fazer muito com pouco. Ele pode fazer coisas extraordinárias através de pessoas comuns. Deus usa pessoas comuns para mudar o mundo.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2022

Uma Batalha Que Vamos Perder

"Mas o Senhor endureceu o coração do faraó, e ele se recusou a atender Moisés e Arão, conforme o Senhor tinha dito a Moisés" (Êxodo 9:12)

Como costumo dizer: seus braços são curtos demais para lutar com Deus. Se você estiver lutando com Deus, vai perder. E se estiver fugindo do Senhor, você também vai perder. Deus pode nos agradar e podemos pensar que estamos vencendo, mas logo Ele encerrará a luta.

Foi o que aconteceu com o Faraó. O povo judeu vivia escravo do faraó e, por meio de Moisés, finalmente chegou a resposta às suas orações. O problema era que o Faraó não estava cooperando. Em vez de libertar os israelitas, ele teimou em se recusar a deixá-los ir. Ele efetivamente desafiou a Deus, dizendo a Moisés e Arão: “Quem é o Senhor, para que eu lhe obedeça e deixe Israel sair? Não conheço o Senhor, e não deixarei Israel sair” (Êxodo 5:2). O faraó estava dizendo: "Vou enfrentar Deus".

Cuidado com o que você deseja. Você pode simplesmente conseguir.

O Senhor deu ao Faraó várias chances de libertar os judeus, mas o Faraó recusou. Então o Senhor trouxe julgamentos - dez pragas no total - sobre o Egito. Isso inclui piolhos, moscas, insetos, aranhas, sapos e granizo. Foi ficando cada vez pior. No entanto, o coração do Faraó só ficava cada vez mais duro. Portanto, o Senhor endureceu o coração do Faraó (ver Êxodo 9:12), o que significa que o Senhor fortaleceu o Faraó na decisão que ele já havia tomado.

Jesus disse: “Pois da mesma forma que julgarem, vocês serão julgados; e a medida que usarem, também será usada para medir vocês” (Mateus 7:2). O Faraó afogou os meninos judeus, e Deus estava prestes a afogar o exército do Faraó.

Muitas vezes, as coisas que tentamos infligir aos outros voltam direto para nós mesmos. A armadilha que você preparou para outra pessoa, pode ser a armadilha que o derrubará.

quarta-feira, 12 de janeiro de 2022

A Segunda Chance de Sansão

"Mas, logo o cabelo da sua cabeça começou a crescer de novo" (Juízes 16:22)

Sansão estava aprendendo da maneira mais difícil. Lá estava ele na prisão, moendo o trigo com o moinho, andando em círculos. Seus olhos se foram. Seu cabelo estava raspado. Mas estava começando a crescer novamente.

Um dia, os filisteus estavam dando um grande banquete, com muita bebedeira, no templo para adorar o seu falso deus Dagom. Então, alguns dos filisteus tiveram uma ideia: eles pediram que Sansão fosse trazido para se divertirem com ele. Então trouxeram Sansão, conduzido pela mão por um jovem servo.

Sansão, então, disse ao servo: “Ponha-me onde eu possa apalpar as colunas que sustentam o templo, para que eu me apoie nelas” (Juízes 16:26). O servo trouxe Sansão e colocou uma das suas mãos em uma coluna e a outra na outra. Então Sansão orou: “Ó Soberano Senhor, lembra-te de mim! Ó Deus, eu te suplico, dá-me forças, mais uma vez, e faze com que eu me vingue dos filisteus por causa dos meus dois olhos!” (versículo 28).

Sansão empurrou e os pilares caíram. O andar de cima desabou e milhares de filisteus que estavam se divertindo, adorando um deus falso, morreram. Sansão acabou no final matando ali, mais filisteus do que matou durante toda a sua vida. De certa forma, foi uma vitória. Mas a parte triste é que ele morreu com os filisteus. Deus havia dito que Sansão começaria a libertar Israel. Infelizmente, Sansão não terminou o trabalho que começou. Ele teve um ótimo começo, mas não um grande final. Mesmo assim, Deus deu a ele uma segunda chance.

Vamos aprender a lição de Sansão. Não basta saber o que é certo ou mesmo ser usado por Deus por um tempo. Precisamos terminar o que começamos.

terça-feira, 11 de janeiro de 2022

Não Temas os Gigantes

"O Senhor que me livrou das garras do leão e das garras do urso me livrará das mãos desse filisteu [...]" (1 Samuel 17:37)

Imagine por um momento: você é Davi e está no campo cuidando de seu rebanho quando, de repente, é levado para encontrar o profeta Samuel. Ele derrama óleo em sua cabeça e diz que você será o próximo rei de Israel. Você não recebe uma coroa. Nenhuma carruagem com a proteção do Serviço Secreto te espera. Então você volta para o seu rebanho de ovelhas e tudo volta ao normal.

Eu me pergunto se muitos dos Salmos que Davi escreveu não teriam vindo a ele enquanto ele cuidava de suas ovelhas. Talvez um dia ele tenha começado a pensar sobre como aquelas ovelhas eram dependentes dele - como ele precisava levá-las até o riacho para beber água. E talvez isso tenha lhe ocorrido: "O Senhor é o meu pastor; de nada terei falta. Em verdes pastagens me faz repousar e me conduz a águas tranquilas" (Salmos 23:1-2).

Então um dia, o pai de Davi enviou-lhe para visitar os irmãos na linha de batalha em que se encontrava o exército de Israel. Os israelitas estavam enfrentando os filisteus no vale de Elá, onde um homem enorme chamado Golias, provocava o exército de Israel todos os dias. Todos estavam apavorados, incluindo os irmãos de Davi e o próprio rei Saul.

Davi perguntou: "[...] 'Quem é esse filisteu incircunciso para desafiar os exércitos do Deus vivo?'  [...] Davi disse a Saul: 'Ninguém deve ficar com o coração abatido por causa desse filisteu; teu servo irá e lutará com ele' [...] O Senhor que me livrou das garras do leão e das garras do urso me livrará das mãos desse filisteu' [...]" (1 Samuel 17:26,32,37).

Avançando rapidamente para o final da história, encontramos Davi derrubando Golias com uma funda e uma pedra. Davi estava olhando para o seu gigante à luz de Deus. Ele não estava olhando para Deus à luz de seu gigante.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2022

A Bênção de Dizer Não

"Feliz é o homem que persevera na provação, porque depois de aprovado receberá a coroa da vida que Deus prometeu aos que o amam" (Tiago 1:12)

Oscar Wilde disse: "Posso resistir a tudo, menos à tentação."

Quando saímos para comer fora, sempre digo não à sobremesa. Mas quando o garçom pergunta se queremos sobremesa, minha esposa me pergunta: "O que tem de errado com você? Vamos provar somente um pedacinho!" E eu comento que foi isso que Eva disse para Adão.

Quando eles trazem a sobremesa com dois garfos, sei que se eu provar um pouquinho do sabor, é ai que o problema começa. Se eu não sei o gosto, assunto encerrado. Mas no momento em que provo a sobremesa, é o fim do jogo. Eu me rendo. Você sabe como é.

Esse é o problema da tentação. É tão tentadora. O diabo sabe como embalar seus produtos. Ele sabe como fazer as coisas ruins parecerem boas e as coisas boas parecerem ruins. É por isso que a tentação é tão forte quando nos atinge. Sentimos a pressão.

A boa notícia é que "[...] Deus é fiel; Ele não permitirá que vocês sejam tentados além do que podem suportar. Mas, quando forem tentados, Ele lhes providenciará um escape, para que o possam suportar" (1 Coríntios 10:13).

Todos somos tentados, não só pela sobremesa, mas por coisas sérias também — coisas pecaminosas. Pode ser uma tentação de luxúria, de orgulho, de ódio. Seja o que for, é uma grande vitória quando passamos no teste, quando dizemos não à tentação.

Quando você diz não à tentação, não é fácil, né? Mas há uma bênção depois. Se quisermos fazer diferença no mundo, precisamos aprender a recusar certas coisas. Precisamos aprender a dizer sim a Deus e não ao diabo.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2022

Interrupção ou Intervenção?

"Moisés pastoreava o rebanho de seu sogro Jetro, que era sacerdote de Midiã. Um dia levou o rebanho para o outro lado do deserto e chegou a Horebe, o monte de Deus. Ali o Anjo do Senhor lhe apareceu numa chama de fogo que saía do meio de uma sarça. Moisés viu que, embora a sarça estivesse em chamas, esta não era consumida pelo fogo" (Êxodo 3:1-2).

Depois de 40 anos no deserto, Moisés estava pronto para guiar o povo de Israel para fora do Egito. Ele só não sabia que estava pronto. Um certo dia, quando estava cuidando das ovelhas, Moisés viu uma sarça que estava pegando fogo, mas que não se consumia. Quando chegou perto para saber o que estava acontecendo, Deus falou com ele através da sarça e o redirecionou. 

Às vezes, quando estamos vivendo nosso dia-a-dia e somos interrompidos, essa pode ser uma interrupção divina. Ou, quem sabe, você ficou desapontado, pensando que deveria ter feito determinada coisa, mas Deus disse não, e você se decepcionou. Às vezes, o desapontamento pode significar um direcionamento de Deus para você. 

Quando eu era recém convertido, conheci uma garota que achava incrível. Um dia, enquanto conversávamos, eu disse: "você gostaria de sair para jantar, algum dia?" E ela disse que não. Ela tinha uma van da Volkswagen muito legal. O meu carro, um Corvair, estava sempre quebrando. Uma vez eu sofri um acidente com ele, e meus faróis dianteiros estavam literalmente cruzados. Porém, o carro continuou funcionando, então eu continuei dirigindo.

Certo dia, um policial me parou e me disse que eu precisava parar de dirigir meu carro. Eu estava indo do Condado de Orange para Riverside, para palestrar no estudo bíblico que, posteriormente, tornou-se a Harvest Christian Fellowship. Mas, de repente, eu não tinha mais um carro para ir até lá. Então, a garota legal que não quis ir a um encontro comigo, emprestou-me a van dela. Depois disso, conheci a Cathe. Veja, Cathe havia sido quem Deus escolheu para mim. 

Talvez Deus tenha dito não para você, e você tenha ficado desapontado. No entanto, isso pode ser um redirecionamento Dele. Uma interrupção pode ser uma intervenção Dele. 

quinta-feira, 6 de janeiro de 2022

Brincando Com Fogo

"Pode alguém colocar fogo no peito sem queimar a roupa?" (Provérbios 6:27)

Quando criança, eu era fascinado pelo fogo. Isso me levou a fazer algumas coisas tolas, como colocar fogo nas arminhas de plástico dos meus soldadinhos, para que eu pudesse assisti-los derreter em pequenas poças verdes. No entanto, uma vez fui fazer isso sobre um pedaço de jornal, que também pegou fogo. Então, peguei o jornal com os soldadinhos verdes queimando e joguei tudo na lixeira. Infelizmente, a lixeira era feita de bambu, e ela também pegou fogo. Ainda bem que eu consegui apagar as chamas.

É assim que o pecado funciona. Ele começa pequeno, mas depois fica fora de controle. Isso é o que aconteceu com Sansão. Ele achou que podia controlar o pecado. Achou que podia continuar com o jogo. Mas o diabo sabe como vender e embrulhar suas mercadorias. O diabo avaliou Sansão e descobriu que ele era um homem forte com uma fraqueza por mulheres. Ele não podia vencer Sansão no campo de batalha, então fez isso na cama. Ele encontrou complacência em Sansão, que achou que podia lidar com a situação.

A tentação vem em embrulhos atraentes, mas, para que prevaleça, temos que desejar dela participar. Para que a tentação funcione, deve haver um predisposição de nossa parte. Tiago 1:14-15 diz: "Cada um, porém, é tentado pela própria cobiça, sendo por esta arrastado e seduzido. Então a cobiça, tendo engravidado, dá à luz o pecado; e o pecado, após ter-se consumado, gera a morte."

Para que o diabo realize o que quer, devemos ouvir, ceder e desejar o que ele está oferecendo. O diabo pode tentar qualquer coisa conosco. Ele nos oferece diferentes tipos de isca, no entanto, não é a isca que constitui o pecado, mas sim mordê-la. 

quarta-feira, 5 de janeiro de 2022

Ele Está Com Você

"José havia sido levado para o Egito, onde o egípcio Potifar, oficial do faraó e capitão da guarda, comprou-o dos ismaelitas que o tinham levado para lá" (Gênesis 39:1)

O mundo do jovem José, com apenas dezessete anos de idade, mudou da noite para o dia. Ele foi enviado ao Egito, um lugar pagão cheio de superstições religiosas. Os egípcios adoravam uns dois mil deuses. E, claro, eles adoravam o próprio faraó.

Foi nesta metrópole fervilhante de maldade e idolatria que José chegou como escravo. Até aquele momento ele viveu uma vida protegida. José era praticamente um menino do interior indo para uma cidade grande.

José foi vendido a Potifar, a quem a Bíblia identifica como “capitão da guarda” (Gênesis 39:1). Isso significava que Potifar era um oficial egípcio de alto escalão, o chefe da polícia militar. Ele também era chefe da guarda real, uma espécie de serviço secreto, bem como chefe dos algozes. Potifar era um homem a ser temido.

No entanto, José não se intimidou nem um pouco com Potifar. Por que? O versículo 3 de Gênesis 39 nos dá a resposta: “o Senhor estava com ele.” José era um caso característico do Salmo 1:1,3: “Como é feliz aquele que não segue o conselho dos ímpios, não imita a conduta dos pecadores, nem se assenta na roda dos zombadores! [...] É como árvore plantada à beira de águas correntes [...]”

Elias também pôde entrar corajosamente na corte de Acabe e Jezabel e falar as palavras que Deus lhe dera: “Tão certo como vive o Senhor, Deus de Israel, perante cuja face estou, nem orvalho nem chuva haverá nestes anos, segundo a minha palavra” (1 Reis 17:1). Elias reconhecia que onde quer que fosse, ele estaria diante de Deus.

José também entendeu isso. E você, sabe que o Senhor também está com você? Se você é cristão, Ele está com você. Aonde quer que você vá, Deus lá estará.

terça-feira, 4 de janeiro de 2022

Sob o Cuidado Protetor de Deus

"Que mais direi? Não tenho tempo para falar de Gideão, Baraque, Sansão, Jefté, Davi, Samuel e os profetas, os quais pela fé conquistaram reinos, praticaram a justiça, alcançaram o cumprimento de promessas, fecharam a boca de leões" (Hebreus 11:32-33)

O que você faria se uma lei proibindo a oração fosse aprovada em nosso país amanhã? Você ainda agradeceria por sua refeição em um restaurante? Você ainda oraria em sua casa?

Daniel era um homem piedoso que vivia em Judá, mas foi levado cativo para o palácio do rei na Babilônia. Daniel era tão sábio que o rei passou a realmente confiar nele como conselheiro, o que despertou a raiva e o ciúme dos outros conselheiros do rei.

Eles queriam que Daniel saísse, mas não conseguiram encontrar nem mesmo um indício de escândalo em sua vida. Mas eles sabiam uma coisa sobre Daniel. Ele orava abertamente três vezes ao dia. Então eles persuadiram o rei a assinar um decreto que ninguém poderia orar a Deus, exceto o rei, e isso foi transformado em lei.

Daniel sabia disso, mas orou mesmo assim. Na verdade, ele abriu as janelas como se dissesse: “Quer saber se estou orando? Confira. Vou orar como sempre faço.”

Nem mesmo o rei poderia anular a lei, então Daniel foi jogado na cova dos leões. Curiosamente, o rei ficou acordado a noite toda. Ele não conseguia dormir, mas Daniel dormia como um bebê. Talvez Daniel tenha deitado sua cabeça em um dos leões. “Venha aqui, Simba. Sua barriga parece um bom travesseiro. Vou apoiar meus pés no Léo aqui e tirar uma boa soneca."

Enquanto isso, o rei estava estressado. Ele realmente gostava de Daniel, por isso apareceu cedo na manhã seguinte para ver como ele estava. E ele encontrou Daniel vivo e bem.

Os cristãos são indestrutíveis até que Deus termine com eles. Deus enviou Seus anjos para libertar Daniel. E Deus enviará Seus anjos para libertar você.

segunda-feira, 3 de janeiro de 2022

Aberto a Ataques

"Depois de mudar-se de Hebrom para Jerusalém, Davi tomou mais concubinas e esposas, e gerou mais filhos e filhas" (2 Samuel 5:13)
 
Quando Davi tinha cinquenta anos, já governava Israel há vinte. Ele tinha ido de vitória em vitória. Ele havia se distinguido de muitas maneiras: homem de Deus, músico habilidoso, poeta talentoso, governante sábio e compassivo e um homem de grande coragem.

E foi então que o diabo o atingiu. Quando as coisas estão indo bem, geralmente é quando o diabo ataca. Quando não há doença, quando não há contas a pagar, quando não há uma crise que estejamos enfrentando, podemos não nos apegar ao Senhor com tanta firmeza como antes.

Por outro lado, quando estamos passando por uma crise, somos dependentes de Deus. Talvez seja até um dos melhores momentos de nossas vidas espiritualmente, porque nunca estivemos mais perto de Cristo.

Quando Davi estava enfrentando o gigante Golias, ele confiava no Senhor. Quando Davi estava fugindo de Saul, enquanto ele o caçava como um cão selvagem, Davi clamava a Deus. Quando ele foi ungido como rei de Israel e ascendeu ao trono, ele orou pela ajuda de Deus.

Mas vinte anos se passaram e Davi estava relaxando e tirando umas férias espirituais de Deus, o que nunca funciona. Então o diabo atacou. Davi se abriu para esse ataque em particular porque, em desobediência direta a Deus, ele tomou concubinas.

Deus deu esta ordem em Deuteronômio 17:17: “Ele [o rei] não deverá tomar para si muitas mulheres; se o fizer, desviará o seu coração. Também não deverá acumular muita prata e muito ouro.” Isso é o que estava acontecendo com Davi. Seu coração estava aos poucos se afastando de Deus, e ele estava sendo consumido pela luxúria.

Isso serve como um aviso para nós hoje: o diabo vai atacar quando estivermos mais vulneráveis.