segunda-feira, 20 de dezembro de 2021

Me Chame de Bem Aventurada

"Respondeu Maria: 'Sou serva do Senhor; que aconteça comigo conforme a tua palavra'. Então o anjo a deixou" (Lucas 1:38)

Maria provavelmente estava apenas fazendo os seus afazeres, talvez varrendo o chão, quando o anjo Gabriel apareceu a ela.

Somente, ter um anjo aparecendo já é uma coisa incrível. Mas ter Gabriel visitando você é muito mais, porque Gabriel é um anjo do alto escalão sobre o qual lemos tanto no Antigo quanto no Novo Testamento. Se Gabriel aparecer, algo grande está por vir.

Gabriel disse a Maria: "Você ficará grávida e dará à luz um filho, e lhe porá o nome de Jesus. Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo. O Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi, e ele reinará para sempre sobre o povo de Jacó; seu Reino jamais terá fim" (Lucas 1:31–33).

Ela poderia ter dito: "Bem, já era hora de alguém perceber meu estilo de vida piedoso e me pedir em casamento!"

Mas, Maria não disse nada disso. Ela honestamente ficou surpresa que Deus a escolheu.

Mais tarde, ela ofereceu o Magnificat, ou o canto de Maria: "Minha alma engrandece ao Senhor e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, pois atentou para a humildade da sua serva. De agora em diante, todas as gerações me chamarão bem-aventurada, pois o Poderoso fez grandes coisas em meu favor; santo é o seu nome" (versículos 46-49).

No entanto, Maria sabia o que iria acontecer. Afinal, ela morava em Nazaré, uma cidade conhecida pela imoralidade. Ela sabia que teria que viver com a reputação de uma mulher com uma vida mundana, por assim dizer. E isso é difícil de suportar quando, na verdade, você viveu uma vida que é exatamente o oposto.

Maria sabia que teria que viver assim pelo resto de sua vida, mas ela obedeceu e engrandeceu a Deus. Ela deu glória a Deus.

9 comentários: