sexta-feira, 31 de dezembro de 2021

A Espiral Descendente das Concessões Morais

"Então ela chamou: 'Sansão, os filisteus o estão atacando!' Ele acordou do sono e pensou: 'Sairei como antes e me livrarei'. Mas não sabia que o Senhor o tinha deixado" (Juízes 16:20)

Isso é que é dormir com o inimigo. Sansão sentia-se tão à vontade com Dalila que adormeceu no colo dela. Isso me espanta. Mas aí vem esta afirmação triste: "Mas não sabia que o Senhor o tinha deixado"(Juízes 16:20).

Se Sansão não estivesse naquele relacionamento de pecado com Dalila, não teria se metido nessa encrenca. Mas Dalila não desistia. Ela o atormentou e importunou. E aí deu o bote: "Como você pode dizer que me ama, se não confia em mim? Esta é a terceira vez que você me fez de boba e não contou o segredo da sua grande força" (versículo 15).

Enfim, Sansão contou a Dalila o seu segredo. Confessou que o seu cabelo jamais tinha sido cortado e que ele havia sido dedicado a Deus como nazireu, desde o nascimento. Aí lhe contou que, se a sua cabeça fosse raspada, sua força o abandonaria e ele seria como qualquer outro.

Dalila percebeu que Sansão finalmente lhe dissera a verdade. Mandou chamar os líderes filisteus e acalentou Sansão para que dormisse com a cabeça no colo dela. Mandou rasparem a cabeça dele, tornando certa a sua captura. Sansão não percebeu que Deus o tinha deixado e os filisteus o subjugaram.

Quem quer que lhe peça para abrir mão dos princípios que você tenha como cristão para provar seu amor, não ama você de verdade. O fato fundamental é que, se alguém o ama, diz a verdade. Provérbios 27:5 diz: "Melhor é a repreensão feita abertamente do que o amor oculto."

Concessões morais nos deixam vulneráveis. E, se não formos cuidadosos, poderemos cair no embalo, e sob os efeitos embriagantes, do pecado.

3 comentários: