segunda-feira, 18 de outubro de 2021

Tudo Começa Com Uma Escolha

“Então Abrão disse a Ló: 'Não haja desavença entre mim e você, ou entre os seus pastores e os meus; afinal somos irmãos! Aí está a terra inteira diante de você. Vamos nos separar! Se você for para a esquerda, irei para a direita; se for para a direita, irei para a esquerda.' [...] Abrão ficou na terra de Canaã, mas Ló mudou seu acampamento para um lugar próximo a Sodoma, entre as cidades do vale” (Gênesis 13:8-12)

Sempre penso que as pessoas que mais se atraem pelo mundo são aquelas que cresceram na igreja. Por outro lado, quando você já viveu no mundo e viu o pior dele, fica até com nojo.

Quando conheci a Cristo, essa experiência foi, em certo nível, um processo de eliminação. Eu sabia onde a resposta não estava. Vi tudo que o mundo tinha a oferecer; vi algumas coisas através da vida da minha mãe e, de certa forma, através das minhas próprias decisões idiotas. Não fui levado por essas coisas.

O sobrinho de Abraão, Ló, foi atraído pelas coisas deste mundo assim como a mariposa é atraída pela luz. Ló foi identificado no Novo Testamento, como alguém fiel, mas o problema é que ele se apoiou em Abraão. Abraão andava com Deus, mas Ló andava com Abraão. Ló precisava de um homem de Deus para continuar no caminho; ele não havia desenvolvido uma relação pessoal com o Senhor.

No entanto, Abraão foi atraído para Deus. Foi o amor de Abraão pelo Senhor que manteve tudo em perspectiva. Abraão manteve o foco no que é eterno.

Ló tomou decisões erradas, e a série dessas decisões o levou a terminar no lugar errado. Cair em tentação é muito parecido com ganhar peso. Você até tenta, mas sempre acaba trapaceando, e então começa a pensar: "já estraguei tudo mesmo, então nem vou mais tentar; já estou fora da minha dieta."

É assim que o pecado funciona. Você pensa: "sei que não deveria fazer isso, mas vai ser só dessa vez." Então, mais tarde, você começa a dizer: "bom, eu já fiz isso, então também vou fazer aquilo." Uma série de decisões pequenas pode levá-lo a decisões maiores e piores. É assim que funciona com o pecado. Os pequenos sempre acabam se tornando grandes.

9 comentários: