quinta-feira, 21 de outubro de 2021

Duas Palavras Necessárias Em Todo Casamento

"Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne" (Gênesis 2:24)

Imagine por um momento como teria sido viver no Jardim do Éden. Acho que às vezes, vemos o Jardim do Éden como um lugar imaginário como a Terra-do-Nunca ou a Cidade Perdida de Atlântida. Mas o Jardim do Éden era um lugar real, no qual Deus colocou pessoas reais. Um lugar que superava e supera todos os lugares bonitos do planeta.

Adão estava sozinho neste jardim. Ele deu nomes a todos os animais, mas ainda faltava alguma coisa. Na verdade, era alguém que estava faltando. "Então o Senhor Deus declarou: 'Não é bom que o homem esteja só; farei para ele alguém que o auxilie e lhe corresponda'" (Gênesis 2:18).

O Senhor fez com que um sono profundo caísse sobre Adão e, quando ele acordou, lá estava Eva. "Disse então o homem: 'Esta, sim, é osso dos meus ossos e carne da minha carne! Ela será chamada mulher, porque do homem foi tirada'" (Gênesis 2:23). A passagem continua: "Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne" (versículo 24).

No versículo 24 encontramos duas palavras operantes que constantemente devem estar em jogo para que um casamento seja vibrante e bem sucedido: deixar e unir-se. A primeira significa "deixar pai e mãe." Tem que haver um afastamento, e isso significa uma redefinição de relacionamentos antigos. E a segunda palavra significa "colar ou agarrar-se."

Um filho continua sendo filho de sua mãe e de seu pai, e uma filha continua sendo filha. Mas quando um casal se une, um novo lar surge, uma nova família se forma. E a principal responsabilidade do casal deve ser a de um para com o outro. Isto é deixar e unir-se.

Um comentário:

  1. Amém e obrigada pela mensagem. Tenho usado alguns dos textos sobre o compromisso do casamento, nos boletins de minha igreja.

    ResponderExcluir