quinta-feira, 2 de setembro de 2021

Por Que Devemos Orar

"Mas o publicano ficou a distância. Ele nem ousava olhar para o céu, mas batendo no peito, dizia: 'Deus, tem misericórdia de mim, que sou pecador'" (Lucas 18:13)

Um jovem advogado que acabara de abrir seu escritório de advocacia estava sentado em sua cadeira atrás de uma nova mesa executiva, esperando seu primeiro cliente entrar. Quando viu um homem andando em direção ao seu escritório, o jovem pegou o telefone e começou a falar com sua assistente imaginária. Ele disse "sim, estou muito ocupado agora. Peça pra eles ligarem de volta. Tenho tantos clientes. Simplesmente não tenho tempo." Ele desligou o telefone, certo de que tinha impressionado o seu primeiro visitante.

"Eu sou da companhia de telefone" o homem disse. "Estou aqui para conectar seu telefone."

É assim que é para nós quando tentamos impressionar Deus com as coisas que dizemos e fazemos. Jesus contou a história de dois homens que subiram ao templo para orar. Um era um Fariseu que dizia:  "'Deus, eu te agradeço porque não sou como os outros homens: ladrões, corruptos, adúlteros; nem mesmo como este publicano. Jejuo duas vezes por semana e dou o dízimo de tudo quanto ganho'" (Lucas 18:11).

O outro era um cobrador de impostos, que simplesmente disse: "'Deus, tem misericórdia de mim, que sou pecador'" (Lucas 18:13).

Jesus disse sobre o cobrador de impostos: "Eu lhes digo que este homem, e não o outro, foi para casa justificado diante de Deus. Pois quem se exalta será humilhado, e quem se humilha será exaltado" (versículo 14). O problema primário dos fariseus, a elite religiosa, era que oração, para eles, era teatro. Era uma performance. Eles ficariam rezando em uma esquina, e algumas vezes alguém tocaria um trompete. Jesus estava dizendo que Deus não se importa com esse tipo de coisa. Eles estavam tão preocupados com impressionar pessoas, mas Deus não estava impressionado.

A oração tem valor porque nos mantém em contato com Deus. Orar é ficar mais perto de Deus. E é por isso que devemos orar.

9 comentários: