sexta-feira, 16 de julho de 2021

Como Transformar um País

"Não adulterarás" (Êxodo 20:14)

Nos filmes, na música e nas comédias de TV, encontros de sexo casual são mostrados de modo que pareçam inofensivos e divertidos. São até celebrados. Pense no impacto que isso teve em nossa cultura. Pense em como seria diferente o mundo se simplesmente obedecêssemos a um dos Dez Mandamentos: "Não adulterarás" (Êxodo 20:14).

Significaria que as famílias ainda estariam unidas. Que os filhos não nasceriam fora do matrimônio e teriam uma figura paterna estável em suas vidas.

Você pode pegar boa parte do mal social do Brasil e atribuí-lo ao desmantelamento da família e à ausência do pai. Há estatísticas para comprovar. Meninos sem pai têm uma chance muito maior de serem encarcerados em unidades prisionais juvenis. Nos Estados Unidos, 63% dos adolescentes que tentam o suicídio vivem em lares sem pai; 72% dos que abandonam o ensino médio vêm de lares sem pai; 90% das crianças fugidas e sem-teto são de lares sem pai; 85% dos jovens na cadeia cresceram num lar sem pai.

Acho que as pessoas às vezes acreditam que Deus desaprove o sexo. Ridículo. Deus criou o sexo. Um dos modos pelos quais os maridos e as mulheres expressam seu amor um pelo outro é a união sexual. Essa não precisa ser uma palavra feia. Não tem de ser um assunto proibido. É algo que pode ser agradável e prazeroso. Mas o único lugar em que Deus o abençoa são os limites e a segurança de uma relação matrimonial.

Fora do casamento, o sexo poder ser uma coisa extremamente destrutiva. Precisamos manter o sexo em seu devido lugar. Se simplesmente fizéssemos o que Deus diz em Sua Palavra, se apenas voltássemos para aquilo sobre o que Deus nos fala do casamento, isso transformaria o país.

5 comentários: