terça-feira, 25 de maio de 2021

Entregando o Nosso Direito

"Da mesma forma, qualquer de vocês que não renunciar a tudo o que possui não pode ser meu discípulo" (Lucas 14:33)

Minha neta Allie adora colecionar bichos de pelúcia. Sempre que estou viajando, ela diz: "Vovô, traga-me um bichinho de pelúcia." Um tempo atrás eu estava viajando e fiz um vídeo de alguns bichinhos de pelúcia para Allie. Então liguei para perguntar qual ela gostaria.

“Vovô, não sou mais obcecada por bichos de pelúcia”, disse ela.

"Oh! Sério?"

"Só sou obcecada em falar com você."

Isso encheu meu coração. Acho que todos devemos dizer a Deus: "Senhor, estou obcecado em falar contigo, em andar contigo, em te ouvir e em te conhecer."

Os discípulos de Jesus devem entregar o título de propriedade de suas vidas a Cristo. Jesus disse: “qualquer de vocês que não renunciar a tudo o que possui não pode ser meu discípulo” (Lucas 14:33). É um lembrete de que, na verdade, não somos proprietários, mas gestores. Tudo o que temos será um dia passado para outrem.

Isso significa que é pecado ter um carro, uma casa, roupas, ou algum dinheiro no banco? Claro que não. Este versículo poderia ser traduzido: “Se você quer ser meu discípulo, renuncie a tudo na vida.” É um reconhecimento de que Deus é o dono. Deus está no controle disso. Reconhecemos que somos apenas administradores dele por um certo tempo.

Não é errado ter uma carreira, mas é errado sua carreira ter você. Não é errado ter posses, mas pode ser errado se suas posses forem donas de você. Sua única verdadeira paixão e obsessão na vida deve ser Cristo. Todas essas outras coisas têm o seu lugar - mas não o lugar mais importante.

7 comentários: