terça-feira, 3 de novembro de 2020

O Plano de Deus Desde o Início

"Todos os habitantes da terra adorarão a besta, a saber, todos aqueles que não tiveram seus nomes escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a criação do mundo." (Apocalipse 13:8)

Alguns pensam que a crucificação de Jesus foi uma interrupção grosseira do que parecia ser o ministério de um grande mestre humanitário e moral. Mas a Bíblia nos diz algo diferente: a cruz era o objetivo de Jesus desde o início.

Os sábios trouxeram-lhe presentes incomuns de ouro, incenso e mirra. Eles Lhe trouxeram ouro porque Ele seria um rei, incenso porque Ele seria um sumo sacerdote entre nós e o Pai, e mirra, um elemento de embalsamamento, porque Ele iria para a cruz.

Mesmo antes de Seu nascimento em Belém, uma decisão foi tomada no céu de que Deus teria que vir à terra e tomar medidas drásticas por causa do dilema em que a humanidade se meteu no Jardim do Éden. Foi tomada a decisão de que Jesus viria à terra e iria para a cruz. Apocalipse 13:8 diz que Ele é o “Cordeiro que foi morto desde a criação do mundo.”

E no emocionante relato do Velho Testamento sobre Abraão e seu filho amado, Isaque, temos uma imagem clássica do que aconteceu na cruz da perspectiva de Deus. O nome de Isaque na realidade significa "riso", e foi isso que ele trouxe para a casa dos idosos Abraão e Sara. Então imagine que choque deve ter sido quando Deus veio a Abraão um dia e disse-lhe para pegar o seu filho amado e oferecê-lo em sacrifício.

Não havia nada maior que Deus pudesse ter pedido a Abraão. E quando Abraão levou Isaque para aquele lugar de sacrifício, ele profeticamente disse: “Deus mesmo há de prover o cordeiro para o holocausto, meu filho” (Gênesis 22:8).

Isso é exatamente o que aconteceu na cruz. Deus providenciou para Si mesmo o Cordeiro quando deu Seu Filho - Seu único Filho, a quem Ele amou - por nós.

3 comentários: