terça-feira, 15 de setembro de 2020

O Puxão do Céu

"Diante de ti somos estrangeiros e forasteiros, como os nossos antepassados. Os nossos dias na terra são como uma sombra, sem esperança" (1 Crônicas 29:15)

Quando somos jovens, a vida parece andar devagar. Mas à medida que envelhecemos, nem acreditamos no quanto a vida passa rápido. Não acreditamos como uma semana passa tão rápido - depois um mês, e mesmo um ano.

A Bíblia diz o seguinte sobre nossas vidas: "Diante de ti somos estrangeiros e forasteiros, como os nossos antepassados. Os nossos dias na terra são como uma sombra, sem esperança" (1 Crônicas 29:15).

Ainda, a Bíblia nos diz que Deus “pôs no coração do homem o anseio pela eternidade” (Eclesiastes 3:11). Não somos apenas animais altamente evoluídos; somos feitos à imagem de Deus de maneira única, com um espírito e o desejo de conhecer o Deus que nos criou.

Para aqueles entre nós que colocam sua confiança em Cristo, somos cidadãos de um lugar diferente. Você pode dizer que temos dupla cidadania. Somos cidadãos do planeta Terra, mas também somos cidadãos celestiais. Filipenses 3:20 diz: "A nossa cidadania, porém, está nos céus, de onde esperamos ansiosamente um Salvador, o Senhor Jesus Cristo." 

Ouvi a história de um garotinho que empinava a sua pipa. Ela tinha subido tão alto, que ele não conseguia mais enxerga-la. Alguém o viu puxando a linha e perguntou: "Onde está sua pipa?"

"Lá em cima", disse ele.

"Não consigo ver a sua pipa. Como você sabe que ela está lá?"

"Está lá", disse o menino. "Eu sinto o seu puxão."

Nós sentimos a mesma coisa. Sentimos o puxão do Céu lá no fundo, dentro de nós. Como escreveu Agostinho: "Fizeste-nos, Senhor, para ti, e o nosso coração anda inquieto enquanto não descansar em ti." Existe um desejo em nós, uma ansiedade em nós, que nada no mundo irá satisfazê-la.

Nenhum comentário:

Postar um comentário