terça-feira, 22 de setembro de 2020

O Primeiro a Chegar Lá

"Mas de fato Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo Ele as primícias entre aqueles que dormiram" (1 Coríntios 15:20)

Uma pergunta que sempre me faço sobre o Céu é se reconheceremos um ao outro. 

Eu creio que sim. Pois embora eu não possa citar nenhuma passagem das Escrituras que garanta que nos reconheceremos, há trechos bíblicos que parecem apontar para isso.

Quando Moisés e Elias apareceram com Jesus durante a transfiguração, eles foram reconhecidos por Pedro. Ele foi capaz de olhar para eles e de alguma forma saber quem eram.

Também é interessante que, depois da ressurreição de Jesus, quando Ele apareceu aos discípulos na estrada de Emaús e caminhou e conversou com eles, eles não perceberam quem Ele era até que seus olhos se abriram. Portanto, Jesus era reconhecível, ainda que não imediatamente. Ele carregava em Seu corpo as marcas da crucificação. Isso nos dá uma imagem de um corpo de ressurreição que é semelhante ao antigo corpo terrestre, mas que é diferente ao mesmo tempo.

Também nos é dito em 1 Coríntios 13:12: "Agora conheço em parte; então, conhecerei plenamente, da mesma forma com que sou plenamente conhecido." Teremos um novo conhecimento e entendimento que antes não eram possíveis.

A Bíblia diz que Cristo se tornou "as primícias entre aqueles que dormiram" (1 Coríntios 15:20). Ele foi o primeiro a chegar lá, por assim dizer. Considerando o corpo ressurreto de Jesus, acho que temos uma descrição geral de como serão os nossos corpos. As Escrituras dizem: "Seremos semelhantes a Ele, pois O veremos como Ele é" (1 João 3:2). Acho que os nossos corpos ressuscitados serão mais ou menos semelhantes aos nossos corpos terrestres.

Viver para sempre neste corpo seria uma maldição. Mas viver para sempre em um novo corpo, na presença de Deus - isso será uma bênção.

Um comentário: