quarta-feira, 9 de setembro de 2020

Deixe-o Escolher

"Indo um pouco mais adiante, prostrou-se com o rosto em terra e orou: 'Meu Pai, se for possível, afasta de mim este cálice; contudo, não seja como eu quero, mas sim como tu queres'." (Mateus 26:39)

Quando meus filhos estavam crescendo e um deles tinha alguns reais para gastar, eu o levava à loja de brinquedos. Meu filho olhava em volta, escolhia um brinquedo que queria e me perguntava o que eu achava.

Naquele momento, eu pensava no seu armário e em todos os seus brinquedos quebrados. Eu sabia que com o brinquedo que ele estava pensando em comprar também seria assim. Então, eu disse a ele: "Bem, meu querido, não acho que seja um bom brinquedo para comprar. Recomendo que você compre algo diferente."

"Mas eu quero este."

"Por que você não espera um pouco mais e pensa melhor?"

"Por que você não escolhe por mim, Pai?"

Eu amava quando meus filhos diziam isso. Claro, você deve saber o que acabei fazendo. Acabava gastando um pouco mais de dinheiro. Eu gostava de dar a eles ótimos brinquedos.

Essa é a atitude de Deus para conosco, ilustrada de uma forma simplista. Quando pedimos ao Senhor que escolha por nós, Ele vai além do que podemos pedir ou pensar. Muitas vezes limitamos Deus por meio de nossa incredulidade. Ele quer fazer mais do que estamos pedindo. Portanto, não tenha medo de dizer: "Não seja como eu quero, mas sim como tu queres".

D. L. Moody disse: "Coloque sua petição diante de Deus e, em seguida, diga: 'Seja feita a tua vontade, não a minha.' A lição mais doce que aprendi na escola de Deus é deixar o Senhor escolher por mim."

Nem sempre sabemos a vontade de Deus em todas as situações. Há momentos em que sabemos, mas não gostamos. Também há momentos em que conhecemos a vontade de Deus, mas não a entendemos. No entanto, nunca devemos ter medo de confiar um futuro desconhecido a um Deus conhecido.
Link para o texto original

Nenhum comentário:

Postar um comentário