quinta-feira, 17 de setembro de 2020

O "Prêmio Judas"

"Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’, entrará no Reino dos céus, mas apenas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus" (Mateus 7:21)

A indústria da música americana tem o Grammy, a indústria do cinema tem o Oscar e a indústria da televisão tem o Emmy. Acho que a igreja também poderia ter sua própria cerimônia de premiação. A igreja poderia dar o "Judas", prêmio especial destinado ao maior ator do ano, a pessoa que enganou a todos.

Veja, Judas era um grande ator. Ele foi o primeiro de muitos seguidores de Jesus que foram - e são - atores incríveis: pessoas que falam o que for, mas no fundo são falsas. Elas estão enganando apenas a si mesmas.

É incrível considerar o fato de que Judas era um dos doze discípulos. Com seus próprios ouvidos, ele ouviu os grandes ensinamentos de Jesus. Ele estava lá quando Jesus fez o Sermão da Montanha. Ele estava lá quando Jesus deu sua visão geral sobre o futuro do mundo, conhecido como o Sermão do Monte. Ele ouviu Jesus dizer: "Nem todo aquele que me diz: 'Senhor, Senhor', entrará no reino dos céus" (Mateus 7:21). Ele ouviu as palavras de Jesus sobre hipocrisia.

Certamente, esses ensinamentos se aplicariam a Judas. Mas, surpreendentemente, parece que nenhum deles penetrou em seu coração endurecido. E Judas não apenas ouviu os grandes ensinamentos de Cristo, mas também testemunhou pessoalmente muitos milagres dramáticos. E mesmo assim ele não acreditou.

Não são milagres que as pessoas necessariamente precisam ver. A verdadeira razão pela qual as pessoas não acreditam hoje, foi dada por Jesus em João 3:19: "Este é o julgamento: a luz veio ao mundo, mas os homens amaram as trevas, e não a luz, porque as suas obras eram más."

As pessoas podem dizer: "Não estou convencido" ou "Há muitos hipócritas", mas no centro da rejeição, para a maioria dos incrédulos, está o fato de que eles amam as trevas em vez da luz.

quarta-feira, 16 de setembro de 2020

Veja o Que Deus Fará

"Quem desprezou o dia das pequenas coisas?” (ver Zacarias 4:10)

Lembro-me de quando estávamos iniciando um grande movimento evangelístico em nossa igreja. Foi um passo de muita fé que nos levou ao Anfiteatro Pacific. Reservamos um local com capacidade para 15.000 pessoas, agindo juntos pela fé. Oramos. Trabalhamos. E Deus honrou e abençoou o projeto, enquanto víamos o anfiteatro cheio a cada noite. Na última noite, inclusive, batemos o recorde de público, que até então era de uma banda de rock.

Assim, no ano seguinte dissemos: “Vamos fazer uma loucura. Vamos mirar no estádio.” É um grande salto, de um local com capacidade para 15.000 pessoas para um com 50.000 lugares. E não tínhamos os recursos financeiros para fazê-lo. Então oramos: “Senhor, seria bem interessante esse passo de fé. Se queres que o façamos, então oramos para que o providencies.”

No dia seguinte recebemos uma chamada telefônica de um cristão que queria ajudar. Ele disse: “Ouvi sobre o que vocês estão fazendo e gostaria de fazer um investimento no seu ministério. Existe algo que eu possa contribuir nesta direção?”

Nós dissemos: “Bem, estamos pensando em usar o estádio...”

Ele disse: “OK, cuidarei disso. Amanhã mandarei o dinheiro para vocês.”

Sempre pensamos a respeito das falhas. Nos preparamos para as falhas. Então somos surpreendidos quando Deus traz sucesso às nossas vidas. Quando pegamos o dom que ele nos deu e dizemos: “Quero usá-lo para a Sua glória. Vou tentar por este caminho. Vamos ver o que o Senhor fará.” É aí que as coisas acontecem.

É errado de nossa parte pegar o que pertence a Deus e desperdiçar. Devemos pegá-lo, investi-lo e ver o que o Senhor fará.

terça-feira, 15 de setembro de 2020

O Puxão do Céu

"Diante de ti somos estrangeiros e forasteiros, como os nossos antepassados. Os nossos dias na terra são como uma sombra, sem esperança" (1 Crônicas 29:15)

Quando somos jovens, a vida parece andar devagar. Mas à medida que envelhecemos, nem acreditamos no quanto a vida passa rápido. Não acreditamos como uma semana passa tão rápido - depois um mês, e mesmo um ano.

A Bíblia diz o seguinte sobre nossas vidas: "Diante de ti somos estrangeiros e forasteiros, como os nossos antepassados. Os nossos dias na terra são como uma sombra, sem esperança" (1 Crônicas 29:15).

Ainda, a Bíblia nos diz que Deus “pôs no coração do homem o anseio pela eternidade” (Eclesiastes 3:11). Não somos apenas animais altamente evoluídos; somos feitos à imagem de Deus de maneira única, com um espírito e o desejo de conhecer o Deus que nos criou.

Para aqueles entre nós que colocam sua confiança em Cristo, somos cidadãos de um lugar diferente. Você pode dizer que temos dupla cidadania. Somos cidadãos do planeta Terra, mas também somos cidadãos celestiais. Filipenses 3:20 diz: "A nossa cidadania, porém, está nos céus, de onde esperamos ansiosamente um Salvador, o Senhor Jesus Cristo." 

Ouvi a história de um garotinho que empinava a sua pipa. Ela tinha subido tão alto, que ele não conseguia mais enxerga-la. Alguém o viu puxando a linha e perguntou: "Onde está sua pipa?"

"Lá em cima", disse ele.

"Não consigo ver a sua pipa. Como você sabe que ela está lá?"

"Está lá", disse o menino. "Eu sinto o seu puxão."

Nós sentimos a mesma coisa. Sentimos o puxão do Céu lá no fundo, dentro de nós. Como escreveu Agostinho: "Fizeste-nos, Senhor, para ti, e o nosso coração anda inquieto enquanto não descansar em ti." Existe um desejo em nós, uma ansiedade em nós, que nada no mundo irá satisfazê-la.

segunda-feira, 14 de setembro de 2020

Uma Perspectiva Celestial

"Bem-aventurados os puros de coração, pois verão a Deus." (Mateus 5:8)

Em seu livro chamado "Céu", meu amigo Randy Alcorn escreveu: "Podemos imaginar que queremos mil coisas diferentes, mas Deus é o que realmente desejamos. A Sua presença traz satisfação; a sua ausência traz sede e saudade. Nosso desejo pelo Céu é um anseio por Deus."

Quando ansiamos pelo Céu, ansiamos por Deus. A Bíblia promete que chegará um dia em que veremos Deus face a face. Jesus disse: "Bem-aventurados os puros de coração, pois verão a Deus" (Mateus 5:8).

O Céu não é apenas um estado de espírito; é um lugar. E um dia veremos Deus. Vê-lo será como ver tudo pela primeira vez. Não só veremos Deus, mas Ele será a lente através da qual veremos todo o resto — as pessoas, nós mesmos e os eventos dessa vida. Quando chegarmos ao Céu, de repente tudo fará sentido para nós. Veremos tudo de uma perspectiva diferente.

Quando acontecem coisas na nossa vida que não fazem sentido, pensamos : "Isso é errado. Isso não é justo. Isso é muito sofrido." Mas um dia, quando chegarmos ao Céu, veremos todas essas coisas da perspectiva de Deus. Não acho que vamos esquecer tudo que vivemos na Terra, mas teremos muito mais conhecimento no Céu.

A Bíblia diz: "Agora, pois, vemos apenas um reflexo obscuro, como em espelho; mas, então, veremos face a face. Agora conheço em parte; então, conhecerei plenamente, da mesma forma como sou plenamente conhecido" (1 Coríntios 13:12). Acredito inclusive que continuaremos a aprender quando estivermos no Céu. Mas então teremos uma perspectiva divina. Essa é a esperança do seguidor de Jesus Cristo ao ver Deus face a face.

sexta-feira, 11 de setembro de 2020

Até Que a Sua Obra Esteja Concluída

"Estou convencido de que aquele que começou boa obra em vocês, vai completá-la até o dia de Cristo Jesus" (Filipenses 1:6)

Às vezes eu inicio projetos com grande entusiasmo, só que perco o interesse e passo para outra coisa. Sou grato porque Deus nunca faz isso conosco. Ele sempre termina o que começa. Em Hebreus 12:2 nos é dito que devemos ter "os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé [...]." Deus conclui o que Ele inicia.

Mas às vezes o Diabo assopra no ouvido do crente: "Você não vai dar conta disso como cristão. Você vai cair e fracassar." É mentira. A Bíblia diz que Deus "é poderoso para impedi-los de cair e para apresentá-los diante da sua glória sem mácula e com grande alegria" (Judas 1:24). E em Filipenses 1:6 nos é dito: "Estou convencido de que aquele que começou boa obra em vocês, vai completá-la até o dia de Cristo Jesus."

Tempestades vêm para todas as vidas, tanto as dos crentes quanto as dos descrentes. A chuva cai e os ventos sopram. Mas só um filho de Deus pode apegar-se ao texto de Romanos 8:28, que diz: "Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito." O descrente pode citar esse versículo se quiser, mas não lhe diz respeito. Só os cristãos podem agarrar-se a tal promessa.

Tempestades vêm e vão. Para alguns, a vida em si é uma longa tormenta. Podem enfrentar circunstâncias muito difíceis. Pode ser alguma deficiência. Pode ser alguma tragédia que se tenha abatido sobre eles e lhes tenha alterado a própria existência.

Há esperança, pois não importa pelo que você esteja passando agora, tempestades não duram para sempre. Deus está no controle. Ele vai conduzir você até o outro lado.

quinta-feira, 10 de setembro de 2020

Nunca um Adeus

"Ele enxugará dos seus olhos toda lágrima. Não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor, pois a antiga ordem já passou" (Apocalipse 21:4)

Nem preciso dizer que o dia em que o meu filho Christopher foi para o céu,  foi o dia mais difícil da minha vida. Agora, os aniversários são muito difíceis. O Natal é difícil. A Páscoa é difícil. É incrível como cada ocasião é carregada de memórias que não sabíamos que tínhamos.

Naquele dia, entrei para um clube do qual nunca quis entrar: o clube dos que perderam entes queridos e, especificamente, dos que perderam filhos.

As pessoas abrem os seus corações sempre que falo sobre isso. Elas me contam as suas histórias e eu tenho chorado ao ouvir de outros pais que perderam filhos, me contarem como Cathe e eu os inspiramos. Agradeço a Deus por isso. Apesar desta dor e tragédia, se pudermos trazer um pouco de esperança ou um pouco de consolo para outras pessoas, sou grato a Deus por nos permitir ter alguma alegria, apesar de tudo.

Se dependesse de mim, eu teria o meu filho de volta em um piscar de olhos. Mas não tenho essa possibilidade, é claro. Então, simplesmente digo: "Senhor, não quero desperdiçar a minha dor. Como posso usá-la para a Sua glória?" Há muitas pessoas feridas por aí. Sei pelo que elas estão passando.

Descobri que falar sobre o Céu é útil para mim. Isso me faz focar e pensar onde meu filho está agora.

Talvez você tenha um ente querido que está no céu - talvez um filho, talvez um irmão, talvez um pai ou avô ou talvez um cônjuge. Se ele ou ela confiou no Senhor, então você tem esperança. E essa esperança está no céu.

Não é um adeus eterno; é um até logo! Veremos os nossos entes queridos novamente porque, como cristãos, nunca dizemos adeus.

quarta-feira, 9 de setembro de 2020

Deixe-o Escolher

"Indo um pouco mais adiante, prostrou-se com o rosto em terra e orou: 'Meu Pai, se for possível, afasta de mim este cálice; contudo, não seja como eu quero, mas sim como tu queres'." (Mateus 26:39)

Quando meus filhos estavam crescendo e um deles tinha alguns reais para gastar, eu o levava à loja de brinquedos. Meu filho olhava em volta, escolhia um brinquedo que queria e me perguntava o que eu achava.

Naquele momento, eu pensava no seu armário e em todos os seus brinquedos quebrados. Eu sabia que com o brinquedo que ele estava pensando em comprar também seria assim. Então, eu disse a ele: "Bem, meu querido, não acho que seja um bom brinquedo para comprar. Recomendo que você compre algo diferente."

"Mas eu quero este."

"Por que você não espera um pouco mais e pensa melhor?"

"Por que você não escolhe por mim, Pai?"

Eu amava quando meus filhos diziam isso. Claro, você deve saber o que acabei fazendo. Acabava gastando um pouco mais de dinheiro. Eu gostava de dar a eles ótimos brinquedos.

Essa é a atitude de Deus para conosco, ilustrada de uma forma simplista. Quando pedimos ao Senhor que escolha por nós, Ele vai além do que podemos pedir ou pensar. Muitas vezes limitamos Deus por meio de nossa incredulidade. Ele quer fazer mais do que estamos pedindo. Portanto, não tenha medo de dizer: "Não seja como eu quero, mas sim como tu queres".

D. L. Moody disse: "Coloque sua petição diante de Deus e, em seguida, diga: 'Seja feita a tua vontade, não a minha.' A lição mais doce que aprendi na escola de Deus é deixar o Senhor escolher por mim."

Nem sempre sabemos a vontade de Deus em todas as situações. Há momentos em que sabemos, mas não gostamos. Também há momentos em que conhecemos a vontade de Deus, mas não a entendemos. No entanto, nunca devemos ter medo de confiar um futuro desconhecido a um Deus conhecido.
Link para o texto original

terça-feira, 8 de setembro de 2020

Alma Salva, Alma Perdida

"O Senhor respondeu: 'Muito bem, servo bom e fiel! Você foi fiel no pouco, eu o porei sobre o muito. Venha e participe da alegria do seu senhor!'" (Mateus 25:23)

Quando jovem, o grande pregador Alan Redpath era um contador bem-sucedido. Mas um dia, quando estava na igreja, ele ouviu o pastor dizer algo que teve um profundo impacto sobre ele: "Você pode ter uma alma salva e uma vida perdida."

Alan já era cristão, mas ao olhar para a sua vida, percebeu o quanto ela era infrutífera. Ele percebeu como sua vida não era dedicada à glória de Deus e como ele estava apenas vivendo para si mesmo. Então ele disse: "Senhor, não é assim que quero viver. Quero dedicar tudo a você." E então Deus começou a usá-lo de uma maneira maravilhosa.

É possível que alguns de nós tenhamos uma alma salva e uma vida perdida. Um dia, alguns cristãos se apresentarão de mãos vazias diante daquele que deu tudo por eles e dirão: "Bem, eu estava realmente muito ocupado, Senhor. Eu tinha outras coisas para fazer. Mas muito obrigado por me colocar neste lugar tão bom. Te vejo mais tarde. "

A glória do céu não é a recompensa que receberemos. Não é o fato de cantarmos com os anjos, ou podermos conversar com os apóstolos e reencontrar entes queridos. A maior alegria do céu é Jesus e o fato de que estaremos sempre com Ele, para nunca mais viver separados.

Diante de Deus, quero ouvi-lo dizer: "Muito bem" - não porque estou tentando obter a aprovação Dele ou por causa do que fiz. É por causa do que Ele fez.

Você quer ouvi-lo dizer: "Muito bem"? Então pegue o que Ele lhe deu e use para a Sua glória.

segunda-feira, 7 de setembro de 2020

Um Conceito Distorcido de Deus

"Por isso, tive medo, saí e escondi o seu talento no chão. Veja, aqui está o que lhe pertence" (Mateus 25:25)

Penso que em algum lugar de nossas mentes, como crentes, esperamos que servir ao Senhor ou usar o que Deus nos deu possa ser uma labuta... Difícil... difícil... desagradável... nada divertido.

Na parábola dos talentos, foi o que o terceiro servo pensou. Ele tinha um conceito distorcido de seu mestre. Ele disse-lhe: "'Por isso, tive medo, saí e escondi o seu talento no chão. Veja, aqui está o que lhe pertence’. O senhor respondeu: ‘Servo mau e negligente! Você sabia que eu colho onde não plantei e junto onde não semeei?'" (Mateus 25:25,26).

Então, essencialmente, o mestre disse: "Tudo bem. Você diz que sou um homem duro, colhendo culturas que não me pertencem. Se é assim, então por que você não investiu o meu dinheiro?"

Veja bem, o conceito deste homem sobre seu mestre estava errado. Ele pensou que seu mestre era algo que ele não era. Do mesmo modo, algumas pessoas têm um conceito distorcido de Deus. Eles têm medo de dizer a Ele: "Aqui está a minha vida, Senhor. Aqui está o meu futuro. Aqui estão os meus recursos. Aqui está o meu tempo. Agora está dedicado à Sua glória."

Eles nunca diriam isso porque pensam que Deus tornaria suas vidas ruins. Esse foi o problema com aquele terceiro servo. Ele tinha um conceito falso do seu mestre.

Muitos de nós têm medo de Deus, mas esse medo não é uma reverência divina por Ele. Temos medo do que Ele fará conosco, com medo de que Ele arruíne as nossas vidas. É hora de percebermos que a maior alegria da vida é servir ao Senhor. Não é uma labuta; é uma alegria. É a vida como ela deve ser vivida.

sexta-feira, 4 de setembro de 2020

Apenas Fique Junto

"Alegrem-se com os que se alegram; chorem com os que choram" (Romanos 12:15)

Se você fosse a Israel hoje, poderia ver oliveiras que datam da época de Cristo. Acredita-se que algumas sejam as árvores reais sob as quais Jesus pode ter orado no jardim do Getsêmani.

A palavra Getsêmani significa "azeitona". Era um lugar onde as azeitonas eram pressionadas para fazer azeite. Foi também o local em que o nosso Salvador foi pressionado a nos dar vida.

No Getsêmani, Jesus disse a Pedro, Tiago e João: "Fiquem aqui e vigiem comigo" (Mateus 26:38). Que honra concedeu a esses três. Ele os levou para este momento sagrado de Sua vida e pediu que eles estivessem lá com Ele.

Observe que ele não disse: "Fique aqui, deem-me um pequeno sermão e expliquem o que está acontecendo." Ele não pediu explicação de nenhum tipo. Ele simplesmente pediu que eles estivessem lá com Ele.

Quando uma pessoa está sofrendo, uma das melhores coisas que podemos fazer como cristãos é simplesmente estar ao lado dela. Frequentemente achamos que temos que ter sempre uma resposta para tudo ou um pequeno sermão para explicar todas as situações pelas quais uma pessoa esteja passando. Não percebemos que, às vezes, a melhor coisa que podemos fazer é ficar ao seu lado. Como a Bíblia diz: "Alegrem-se com os que se alegram; chorem com os que choram" (Romanos 12:15).

Quando algo horrível acontece, alguns cristãos falam clichês, enquanto outros dizem que sabem como é, mas talvez não o saibam. Vamos simplesmente tentar entender que alguém está passando por um momento de grande dificuldade.

Uma das melhores coisas que podemos fazer pelos outros em situações como essas, é apenas estar ao lado deles, amá-los e orar por eles.

quinta-feira, 3 de setembro de 2020

Mantenha a Chama Acesa

"Torno a lembrar-lhe que mantenha viva a chama do dom de Deus que está em você mediante a imposição das minhas mãos." (Timóteo 1:6)

Você já viu o fogo queimar até o fim, até quando só restam cinzas e brasa? Parece que o fogo em si se extinguiu, porque a brasa está toda coberta por cinzas. Não dá pra ver quase nada. Mas então você joga um pedaço fino de madeira bem seca em cima e espera um pouco, e de repente as chamas surgem novamente, e ali está o fogo queimando de novo.

Paulo escreveu para Timóteo: "Mantenha viva a chama do dom de Deus que está em você mediante a imposição das minhas mãos" (Timóteo 1:6).

Pode haver brasas vivas em sua vida, mas você pode ter permitido que as chamas se extinguissem. Você não tem usado o dom e os talentos que Deus deu a você. É hora de fazê-los virar chama novamente. É hora de dizer: "Senhor, como posso usar o que o Senhor me deu, para a Sua glória, até que o Senhor retorne?"

Precisamos aproveitar as oportunidades. Existem aqueles que querem os ministérios grandes, os mais visíveis. Eles querem os aplausos de homens. Ainda que muitas vezes não cheguem a lugar algum, havia provavelmente talento ali.

Mas se nós nos humilharmos e tomarmos o que temos e oferecermos a Deus, se quisermos fazer o que Ele planejou, se formos fiéis nas pequenas coisas, então Ele nos dará mais.

Todas as vezes que você tenta algo, pode falhar. Mas é melhor tentar, do que nada acontecer em sua vida. Prefiro tentar e falhar, do que simplesmente nunca tentar.

quarta-feira, 2 de setembro de 2020

Sejam Iguais em Esforço

"Temos diferentes dons, de acordo com a graça que nos foi dada. [...] use-os na proporção da sua fé" (Romanos 12:6)

Você já olhou para alguém e pensou: "Gostaria de ter o talento dele(a). Gostaria de ter sua capacidade"?

A Bíblia diz: "assim também em Cristo nós, que somos muitos, formamos um corpo, e cada membro está ligado a todos os outros. Temos diferentes dons, de acordo com a graça que nos foi dada. Se alguém tem o dom de profetizar, use-o na proporção da sua fé" (Romanos 12: 5–6).

Esses versículos estão dizendo que, se você for um cristão comprometido que pediu a Deus que o enchesse com o Espírito Santo, Deus inseriu dons, ou um dom, em sua vida, segundo a Sua vontade. Não cabe a nós escolher quais dons queremos; cabe a Deus decidir. Mas é certo que há dons em sua vida. Existem habilidades em sua vida. Existem dons que Deus lhe deu e dons que Ele me deu. Devemos pegar esses dons e fazer algo com eles.

O dom de uma pessoa não importa tanto quanto como ela o usa. Deus nunca exige das pessoas habilidades que elas não tenham. Mas Ele exige que devemos usar ao máximo as habilidades que possuímos. Podemos não ser iguais em talento, mas devemos ser iguais em esforço.

Deus pode fazer muito com um pouco. Jesus pode pegar o pouco, abençoá-lo e multiplicá-lo. Ele pode usar esse "pouco" muito além dos nossos sonhos mais otimistas.

Você pode dizer: "Não tenho muito a oferecer".

Está tudo bem. Deus não procura capacidade tanto quanto Ele procura disponibilidade. Ele está procurando alguém como você para dizer: "Senhor, aqui estou. Envia-me." Pegue o que Deus lhe deu e faça o máximo que puder para a Sua glória.

terça-feira, 1 de setembro de 2020

Servo Por Escolha

"Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de si mesmos?" (1 Coríntios 6:19)

O apóstolo Paulo frequentemente se referia a si mesmo como escravo ou doulos - um servo voluntário. Doulos é uma palavra grega regularmente usada no Novo Testamento para um escravo ou servo. Descreve uma classe única de servo, alguém que não foi criado por coação ou força. Um doulos era alguém que havia sido libertado, mas escolheu acompanhar o seu mestre por amor. Assim, esse servo seria chamado de doulos - um escravo, um servo por escolha.

Como cristãos, isso é o que somos. Cristo pagou uma dívida incrível por nós. Ele nos perdoou. E agora devemos nos tornar Seus servos voluntários, servindo a Ele não porque precisamos, mas porque queremos. Nós O servimos porque O amamos, reconhecendo que Ele colocou certos dons, certos talentos e recursos em nossa vida, que devemos usar para a Sua glória.

A Bíblia diz: "Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de si mesmos? Vocês foram comprados por alto preço. Portanto, glorifiquem a Deus com o corpo de vocês" (1 Coríntios 6:19,20).

Jesus disse: "Da mesma forma, qualquer de vocês que não renunciar a tudo o que possui não pode ser meu discípulo" (Lucas 14:33). As palavras renunciar a tudo, significam abandonar a sua reivindicação e dizer adeus. Isso não significa fazer um voto de pobreza; significa simplesmente reconhecer que tudo pertence a Deus.

Nossas vidas pertencem a Deus. Tudo é do Senhor. Nós, enquanto cristãos, estaremos diante de Deus um dia e prestaremos contas do que fizemos com tudo o que Ele nos deu.