sexta-feira, 13 de março de 2020

Uma Genealogia Desastrosa

"Eu, Jesus, enviei o meu anjo para dar a vocês este testemunho concernente às igrejas. Eu sou a Raiz e o Descendente de Davi, e a resplandecente Estrela da Manhã" (Apocalipse 22:16)

No primeiro século, o nome "Jesus" era relativamente comum. Muitos meninos tinham esse nome, que significa "Jeová é a salvação". Mas houve somente uma pessoa que de fato incorporou esse nome em sua totalidade, que é o Senhor Jesus.

O anjo Gabriel disse à Maria: "Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo [...]" (Lucas 1:32). A palavra 'grande' vem do termo grego 'megas', a mesma palavra que usamos para falar sobre tamanho e magnitude. Jesus seria a melhor definição de grande - ou mega.

Gabriel também disse que Jesus viria do "trono de Seu pai Davi" (versículo 32). Davi é uma figura única nas escrituras, descrito como o salmista mais doce e um homem que buscava o coração de Deus. Mas também conhecemos os pontos fracos dele. Dois nomes ligados a ele resumem sua vida: Golias e Bate-Seba. Golias representa a maior vitória de Davi, e Bate-Seba a sua maior derrota. Davi era um homem falho, e ainda assim Jesus foi chamado de "Raiz e Descendente de Davi' (Apocalipse 22:16). E como Jesus estava engajado em seu ministério, Ele foi referenciado como o Filho de Davi. Claramente Jesus estava conectado a ele.

Então se você pensa que tem uma família problemática, dê uma olhada na árvore genealógica de Jesus. Alguns dos personagens mais desagradáveis que fizeram parte da genealogia mais exclusiva da história da humanidade incluem prostitutas, mentirosos, trapaceiros, adúlteros e até um assassino.

O que isso nos diz? Antes mesmo de Jesus se tornar parte dessa genealogia, Seus ancestrais já indicavam uma coisa fundamental: Cristo veio ao mundo para salvar pecadores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário