quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

Chame-o do Que Ele é

"Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça" (1 João 1:9)

Às vezes precisamos tomar medidas drásticas para nos libertarmos de um pecado. Jesus disse: "Se o seu olho direito o fizer pecar, arranque-o e lance-o fora. É melhor perder uma parte do seu corpo do que ser todo ele lançado no inferno" (Mateus 5:29).

Jesus não estava falando literalmente aí. Ele estava usando uma expressão que era comumente compreendida naquela cultura. O olho direito era considerado o melhor. Então, quando Jesus fez essa afirmação, estava dizendo: "Faça o que for preciso para se livrar do pecado".

Temos que chamar o pecado do que ele é. Não o chame de erro ou de fraqueza; isso é palavreado que usamos para minimizar o que fazemos. Chame de pecado. Somos todos humanos e seres humanos cometem erros. Mas há grande diferença entre isso e sair pecando sem limites.

Depois que Davi cometeu adultério com Bate-Seba e seu pecado foi descoberto, ele o admitiu e fez esta declaração a Deus: "Contra ti, só contra ti, pequei e fiz o que tu reprovas, de modo que justa é a tua sentença e tens razão em condenar-me" (Salmo 51:4).

Davi não disse: "Senhor, sou fraco e humano, e cometo erros." Em vez disso, afirmou que havia pecado contra Deus. É isso que significa confessar o seu pecado. Comece por chamá-lo de pecado.

A Bíblia diz: "Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça" (1 João 1:9). Se você quer ser perdoado de seu pecado, tem de confessá-lo antes. A palavra confessar quer dizer concordar com Deus. Quer dizer enxergar o pecado tal como Deus o enxerga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário