quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

Afastado

"Elas eram das nações sobre as quais o Senhor tinha dito aos israelitas: 'Vocês não poderão tomar mulheres dentre essas nações, porque elas os farão desviar-se para seguir os seus deuses'. No entanto, Salomão apegou-se amorosamente a elas. Casou com setecentas princesas e trezentas concubinas, e as suas mulheres o levaram a desviar-se" (1 Reis 11:2-3)

Quando Salomão dedicou o primeiro templo em Jerusalém, ele orou: "Que o Senhor, o nosso Deus, esteja conosco, assim como esteve com os nossos antepassados. Que ele jamais nos deixe nem nos abandone! E faça com que de coração nos voltemos para ele, a fim de andarmos em todos os seus caminhos e obedecermos aos seus mandamentos, decretos e ordenanças, que deu aos nossos antepassados​​" (1 Reis 8:57-58).

Isso parecia ótimo. Mas havia apenas um problema. Salomão não estava fazendo isso sozinho. Antes da construção do templo, o povo oferecia sacrifícios a Deus em altares pagãos. Salomão também fazia isso o tempo todo, dizendo que amava o Senhor. Salomão era casado com uma egípcia que adorava falsos deuses, então ele também adorava falsos deuses.

Salomão fez com que ela adorasse o Deus vivo e verdadeiro? Não. Mas ela o convenceu a adorar em altares pagãos. É por isso que a Bíblia nos adverte: "Não se ponham em jugo desigual com descrentes. Pois o que têm em comum a justiça e a maldade? Ou que comunhão pode ter a luz com as trevas?" (2 Coríntios 6:14).

Foi o que aconteceu com Salomão. Uma coisa levou à outra, e as coisas foram de mal a pior. Salomão começou uma coleção: ele tinha 700 esposas e 300 concubinas. Não só isso estava errado moralmente como o levou a se voltar para outros deuses que essas mulheres adoravam.

Talvez como cristão você seja atraído por algumas das coisas que a Bíblia lhe diz para evitar. Você é como uma mariposa atraída pela luz. Aprenda a lição de Salomão, que fez tudo e colheu as consequências. Não siga por esse caminho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário