quarta-feira, 8 de janeiro de 2020

Realizando a Obra

"Quem é fiel no pouco, também é fiel no muito, e quem é desonesto no pouco, também é desonesto no muito." (Lucas 16:10)

Quando Deus disse a Gideão que derrubasse o altar que o seu pai havia construído para um deus falso, Gideão precisaria arriscar a sua vida para obedecer. Nos dias de Gideão, a figura patriarcal de uma família em Israel era a lei. Portanto, opor-se ao seu pai, seria correr um risco significativo.

Gideão o fez mesmo assim. "Assim, Gideão chamou dez dos seus servos e fez como o Senhor lhe ordenara. Mas, com medo da sua família e dos homens da cidade, fez tudo de noite, e não durante o dia" (Juízes 6:27).

Gideão assumiu um grande risco aqui. Ele foi em frente e derrubou o altar. Sim, fez isso à noite, mas pelo menos obedeceu a Deus.

Muitas pessoas vão criticar aqueles que saem, assumem riscos e fazem coisas. Não gostamos do jeito que você faz isso... Não concordamos com isso... Não concordamos com aquilo.

Minha pergunta para essas pessoas seria: "O que vocês têm feito além de criticar? Qual é o seu plano?"

Há muitas pessoas que são palpiteiras profissionais, jogadoras de arquibancada, mas elas mesmas fazem muito pouco, ou mesmo nada. Depois, há outros que saem e fazem o trabalho. Algumas pessoas estão colocando fogo no mundo (simbolicamente falando), enquanto outras ainda estão procurando um fósforo. Gosto de pessoas que saem e assumem riscos. Mesmo que elas nem sempre façam as coisas perfeitamente, mesmo que cometam um erro aqui e ali... Prefiro tentar e falhar do que nunca fazer nada.

Algumas pessoas começam fracas, mas acabam fortes. No entanto, é melhor começar fraco e terminar forte do que começar forte e acabar fraco. Melhor ainda é começar forte e terminar forte.

Um comentário: