quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

Perspectiva que Vem da Oração

"Certo dia Jesus estava orando em determinado lugar. Tendo terminado, um dos seus discípulos lhe disse: 'Senhor, ensina-nos a orar, como João ensinou aos discípulos dele'." (Lucas 11:1)

A oração muda tudo. Na oração, lembro-me da grandeza de Deus e da pequenez dos meus problemas. Quando oro, meus problemas não desaparecem. Mas eu ganho perspectiva.

Jesus ensinou o que chamamos de "Pai Nosso" (mesmo que não seja chamado assim em nenhum lugar da Bíblia). Jesus nunca a orou, mas ensinou essa oração em resposta ao pedido dos discípulos: "Senhor, ensina-nos a orar" (Lucas 11:1).

Não há nada de errado em orar o Pai Nosso. Mas os discípulos disseram: "Senhor ensina-nos a orar" e não "ensine-nos uma oração."

Jesus disse: "Quando vocês orarem, digam: ‘Pai! Santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino. Dá-nos cada dia o nosso pão cotidiano. Perdoa-nos os nossos pecados, pois também perdoamos a todos os que nos devem. E não nos deixes cair em tentação'" (Lucas 11:2–4)

Esse é um modelo de oração. A ideia é primeiro contemplar a grandiosidade de Deus. Colocar as coisas em perspectiva. Você está falando com o Criador do universo, que está no Céu. "Santificado seja o teu nome" significa "Louvor ao seu nome. Honra e Glória ao seu nome. Separado seja o seu nome. Santificado seja o seu nome".

Efetivamente, estamos dizendo: "Senhor, antes de eu fazer um único pedido, quero primeiro dizer que desejo a Tua vontade mais do que a minha". Percebe como isso pode mudar a sua oração? Você não começa com demandas. Você começa com adoração e louvor e assim vê Deus em Sua glória. E vê seus problemas como realmente são.

Um comentário: