quarta-feira, 25 de dezembro de 2019

O Conflito do Natal

"Vocês pensam que vim trazer paz à terra? Não, eu lhes digo. Pelo contrário, vim trazer divisão!" (Lucas 12:51)

Isso pode ser um pouco chocante para você, mas a verdadeira história do Natal não é sobre amor, paz, harmonia e reunião em família para uma bela ceia. A verdadeira história do Natal é sobre conflitos. Sempre foi e sempre será.

Uma das passagens um pouco inesperadas na Bíblia, a respeito do assunto do Natal, é encontrada em Apocalipse 12, onde temos a figura de uma mulher sendo perseguida por um dragão que busca a sua morte. À medida em que ela está se preparando para dar a luz a um bebê, o dragão paira ao redor dela, querendo destruir o bebê. A mulher ilustra o povo de Israel, o bebê é Jesus Cristo e o dragão é Satanás.

Isso é o Natal a partir da perspectiva do céu, e nos dá a visão de tudo o que estava acontecendo quando Deus mandou o Seu Filho ao mundo. O diabo se opôs e quis impedir o nascimento de Jesus. E de fato, você pode observar essa história e ver como ela ainda acontece hoje.

A hostilidade contra o Natal parece aumentar a cada ano. Não se vê muitos presépios em lugares públicos, corais cristãos têm sido proibidos em muitos lugares e ateus tem amplamente atacado a fé cristã. Tudo isso são os sintomas do conflito com o Natal.

Jesus não veio para trazer uma paz entorpecente, desprovida da verdade. A mensagem aos pastores, na noite que Jesus Cristo nasceu foi: "Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens aos quais ele concede o seu favor" (Lucas 2:14).

O que isso significa? Significa que a única forma de termos paz na terra é quando glorificamos a Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário