terça-feira, 12 de novembro de 2019

Restauração e Não Condenação

"Irmãos, se alguém for surpreendido em algum pecado, vocês, que são espirituais deverão restaurá-lo com mansidão. Cuide-se, porém, cada um para que também não seja tentado." (Gálatas 6:1)

Da maneira como algumas pessoas se comportam, você pensaria que a Bíblia diz: "Se outro crente for vencido por algum pecado, você que é piedoso deve primeiro se alegrar e certificar-se de que o condena por isso. Então, espalhe a notícia por aí para tantas pessoas quanto possível."

É claro que a Bíblia não diz isso. Aqui está o que ela diz: "Irmãos, se alguém for surpreendido em algum pecado, vocês, que são espirituais deverão restaurá-lo com mansidão. Cuide-se, porém, cada um para que também não seja tentado" (Gálatas 6:1).

A ideia é levantar aqueles que são vencidos pelo pecado, e não condenar. A ideia é restaurá-los, e não destruí-los. Observe que este versículo diz: "Vocês que são espirituais". Um homem ou mulher verdadeiramente espiritual procurará restaurar essas pessoas. 

Tiago 5:19-20 nos diz:  "Meus irmãos, se algum de vocês se desviar da verdade e alguém o trouxer de volta, lembrem-se disso: Quem converte um pecador do erro do seu caminho, salvará a vida dessa pessoa e fará que muitíssimos pecados sejam perdoados."

Um dia, Deus o livre, pode ser você. Nunca devemos baixar a nossa guarda ou descansar espiritualmente sobre os louros. Não importa há quanto tempo você conheça o Senhor, não pense que está acima de poder cair, porque isso pode acontecer. Pode acontecer com qualquer crente. É por isso que buscamos sempre seguir em frente, caminhar com Deus e progredir espiritualmente. Nós nunca devemos tentar prosseguir em em ponto morto.

E se você conhece alguém que caiu em pecado, o seu objetivo deve ser restaurá-lo e não destruí-lo. O seu objetivo deve ser ajudá-lo, porque da próxima vez poderá ser você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário