segunda-feira, 4 de novembro de 2019

A Verdade Sobre Um Coração Endurecido

"Uma geração perversa e adúltera pede um sinal miraculoso, mas nenhum sinal lhe será dado, a não ser o sinal de Jonas. [...]" (Mateus 16:4)

Há pessoas que sabem que Deus é real. Elas sabem que Deus é poderoso. E elas sabem que Deus muda vidas. Mas o coração delas está tão endurecido que elas não crerão n'Ele.

Assim foi com o faraó. Lemos repetidamente em Êxodo que o faraó endureceu o seu coração. Êxodo 8:15 nos diz: "Mas quando o faraó percebeu que houve alívio, obstinou-se em seu coração e não deu mais ouvidos a Moisés e a Arão, conforme o Senhor tinha dito." Depois lemos: "O Senhor disse a Moisés: 'Vá ao faraó, pois tornei obstinado o coração dele e o de seus conselheiros, a fim de realizar estes meus prodígios entre eles'" (Êxodo 10:1). Isso não é uma contradição; são apenas dois lados da mesma moeda. É verdade que o faraó endureceu o seu coração. Mas também é verdade que Deus endureceu o coração do faraó.

Isso significa que o faraó não teve escolha? Não. Veja, Deus dá liberdade a cada um de nós. Ele não violará o nosso arbítrio, mas uma vez que tenhamos feito a escolha, Deus poderá, de fato, nos fortalecer nessa escolha.

A palavra endurecido poderia ser melhor traduzida como "fortalecido" e era o que estava acontecendo no caso do faraó. Ele decidiu que não queria acreditar e seu coração ficou cada vez mais endurecido. O faraó tinha evidências mais do que suficientes para se convencer da verdade. Pense nisso: o faraó viu milagres - grandes milagres. O faraó ouviu a palavra de Deus. E esse conhecimento trouxe responsabilidade. Afastar-se da verdade é tornar-se, mais do que nunca, profundamente arraigado à escuridão.

Às vezes pensamos: Se eu pudesse realizar milagres, sei que todos os meus amigos acreditariam em Jesus. Não acreditariam, não.
Milagres não os farão crer, mas a mensagem do evangelho sim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário