quarta-feira, 23 de outubro de 2019

Planejar e Orar

"Em seu coração o homem planeja o seu caminho, mas o Senhor determina os seus passos." (Provérbios 16:9)

Às vezes, caminhamos aleatoriamente pela vida, esperando que Deus faça tudo. Existe a parte de Deus, mas também existe a nossa. E muitas vezes Deus trabalha através dos planos que fazemos.

Na vida de Moisés, vemos o prático e o espiritual trabalhando de mãos dadas. Hebreus 11:23 nos diz: "Pela fé Moisés, recém-nascido, foi escondido durante três meses por seus pais, pois estes viram que ele não era uma criança comum e não temeram o decreto do rei."

A mãe de Moisés, Joquebede, aparentemente sabia que a filha do Faraó chegaria a uma determinada área do rio. E ela também sabia que, uma vez que ela visse o lindo e pequeno Moisés, poderia ter piedade dele e talvez levá-lo para casa. Então, quando eles não conseguiram mais esconder Moisés, Joquebede o deitou na cesta que preparou para ele e o colocou às margens do rio Nilo.

Na hora certa, Moisés chorou. Então a filha do faraó encontrou o menino lindo e decidiu adotá-lo.

Joquebede tinha um plano, mas ela também orou. Às vezes, quando vemos algo abençoado por Deus, esquecemos que havia um plano.

Quando Deus instruiu Neemias a reconstruir os muros de Jerusalém, Neemias primeiro percorreu a cidade várias vezes e elaborou um plano. Ele basicamente disse: "Aqui está o que todos precisamos fazer juntos. Então, vamos fazê-lo - e orar enquanto o fazermos."

Às vezes podemos ser muito místicos. Talvez um cristão esteja desempregado e diga: "Estou orando por um emprego. Estou confiando em Deus." Tudo bem. Mas também é preciso enviar currículos ou concorrer a vagas de emprego, e depois orar para que Deus o guie.

Há lugar para o prático e há também lugar para o espiritual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário