quarta-feira, 2 de outubro de 2019

Os Três Inimigos de Um Cristão

"Cada um, porém, é tentado pela própria cobiça, sendo por esta arrastado e seduzido. Então a cobiça, tendo engravidado, dá à luz o pecado; e o pecado, após ter-se consumado, gera a morte" (Tiago 1:14-15

Não sei por que as pessoas ficam perplexas com o motivo de caírem no pecado quando vão para lugares onde ficam vulneráveis. Digamos que alguém esteja com dificuldades com a bebida e, de repente, tropeça, por assim dizer. Então, um amigo pergunta: "Onde você estava?"

"Bem, eu estava num bar."

"Por que você vai pra um bar se você tem problemas com bebida?"

"Bem, eles têm uma boa TV de tela grande. Gosto de assistir os jogos lá e eles também têm a melhor coxinha do mundo."

As pessoas se colocam em um local de vulnerabilidade e ficam chocadas quando caem.

Foi assim que começou para Eva quando ela comeu da única árvore que Deus havia proibido. Ela estava no lugar errado, na hora errada, ouvindo a voz errada, o que a levou a fazer a coisa errada.

Eva teve acesso a todo o Jardim do Éden para explorar e se divertir. Mas onde ela estava? Passeando no único lugar do qual Deus lhe disse para ficar longe. Gênesis 3:6 nos diz: "Quando a mulher viu que a árvore parecia agradável ao paladar, era atraente aos olhos e, além disso, desejável para dela se obter discernimento, tomou do seu fruto, comeu-o e o deu a seu marido, que comeu também."

Ao examinar esse versículo, vemos que ele é uma afirmação fundamental sobre a origem de toda tentação. Como cristãos, basicamente temos três inimigos que enfrentamos diariamente: o mundo, a carne e o diabo. O mundo, com seu fascínio, é o inimigo externo. A carne, com seus maus desejos, é o inimigo interno. E o diabo, com suas tentações, é o inimigo infernal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário