quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Companhias Certas

"Pois, como haveria eu de julgar os de fora da igreja? Não devem vocês julgar os que estão dentro? Deus julgará os de fora. 'Expulsem esse perverso do meio de vocês'." (1 Coríntios 5:12-13)

Quando estou junto com não cristãos, não espero que eles tenham um comportamento cristão. Não espero que eles sigam os padrões cristãos. Mas, às vezes, aqueles que creem ficam realmente revoltados com os que não creem. Eles usam palavras duras. Falam coisas que não são compatíveis com a fé cristã.

Não estou dizendo que devemos relevar ou perdoar tudo o que não cristãos dizem ou fazem. O que estou dizendo é que temos que amá-los, sermos gentis com eles, e buscar mostrar-lhes o máximo da verdade que pudermos. Queremos construir uma ponte com eles.

O apóstolo Paulo disse aos crentes de Corinto: "Já lhes disse por carta que vocês não devem associar-se com pessoas imorais. Com isso não me refiro aos imorais deste mundo, nem aos avarentos, aos ladrões ou aos idólatras. Se assim fosse, vocês precisariam sair deste mundo" (1 Coríntios 5:9-10).

Se cortarmos toda e qualquer comunicação com os não cristãos, como eles passarão a crer? Por isso devemos ter relação com as pessoas que não conhecem o Senhor. O objetivo é levá-los a Cristo.

Mas há algumas pessoas com as quais a Bíblia diz que não devemos nos associar. Paulo disse: "Mas agora estou lhes escrevendo que não devem associar-se com qualquer que, dizendo-se irmão, seja imoral, avarento, idólatra, caluniador, alcoólatra ou ladrão. Com tais pessoas vocês nem devem comer" (1 Coríntios 5:11).

O apóstolo estava falando daqueles que se dizem cristãos mas estão comprometidos com o pecado sexual, vivem em bebedeira ou estão envolvidos em outras coisas que Paulo mencionou. Ele estava dizendo: "Não andem com essas pessoas. Na verdade, nem mesmo almocem com elas." Por que? Porque elas irão lhe influenciar negativamente em termos espirituais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário