sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Como a Espera nos Prepara

"Mas o Senhor estava com ele [José] e o tratou com bondade, concedendo-lhe a simpatia do carcereiro." (Gênesis 39:21)

José tinha sido paparicado por seu pai, vendido ao cativeiro pelos irmãos, comprado por Potifar e, enfim, promovido à gerência de toda a casa de Potifar. Estava fazendo um excelente trabalho. Aí foi injustamente acusado de estupro e jogado na prisão.

Mas Gênesis 39:21 nos diz: "O Senhor estava com ele [José]".

Bem à maneira de José, ele foi tão diligente e esforçado que logo já estava administrando o lugar. Eis que entram em cena o copeiro e o padeiro. Eles vinham trabalhando para o faraó, mas agora estavam presos. José os viu um dia e disse, essencialmente: "Ei, gente, por que estão assim tristes? Por que essas caras?" Era uma coisa espantosa para uma pessoa dizer a outras pessoas nas masmorras. Mas José tinha esse jeito alegre. Estava sempre pensando nos outros.

Então o copeiro e o padeiro falaram a José a respeito dos sonhos que tiveram. José lhes disse: "[...] Não são de Deus as interpretações? Contem-me os sonhos" (Gênesis 40:8).

O copeiro foi o primeiro a expor seu sonho a José. Aí José lhe disse: "Dentro de três dias o faraó vai exaltá-lo e restaurá-lo à sua posição; e você servirá a taça na mão dele, como costumava fazer quando era seu copeiro. Quando tudo estiver indo bem com você, lembre-se de mim e seja bondoso comigo; fale de mim ao faraó e tire-me desta prisão" (versículos 13-14). Mas dois anos se passaram antes que o copeiro se lembrasse de José.

Já lhe pareceu alguma vez que você estivesse correndo atrás do vento, sem ir a lugar nenhum? Facilmente José podia ter se sentido assim. Mas não lemos que ele tenha reclamado, nem por um instante.

A vida de José serve de lembrete de que tudo pelo que passamos é preparação para alguma outra coisa. Deus tem preparado cada um de nós para alguma coisa.

quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Chamados Para Fazer Algo

"Assim como cada um de nós tem um corpo com muitos membros e esses membros não exercem todos a mesma função, assim também em Cristo nós, que somos muitos, formamos um corpo, e cada membro está ligado a todos os outros." (Romanos 12:4-5)

Quando pensamos em Moisés, muitas coisas nos vêm à mente. Podemos pensar na figura de Moisés interpretada pelo ator Guilherme Winter na série Os Dez Mandamentos. Podemos pensar em Moisés como o grande legislador ou como o homem cuja integridade e piedade mantiveram mais de três milhões de pessoas longe da idolatria total. Mas provavelmente a melhor coisa que poderíamos dizer sobre ele é que ele era Moisés, o homem de Deus. 

No entanto, a vida de Moisés era um grande paradoxo. Ele era um ser humano, o que significa que ele tinha falhas, como todos nós. Ele teve alguns contratempos sérios e cometeu alguns erros grosseiros. Como o comentarista bíblico I. M. Haldeman disse sobre Moisés: "Ele era filho de um escravo e filho de uma rainha. Ele nasceu em uma tenda e morou em um palácio... Ele foi educado na corte e habitou no deserto." Uma coisa que aprendemos da vida de Moisés é que Deus pode usar qualquer um.

Você já se perguntou se Deus poderia usar alguém como você? Como crentes, fazemos parte do que a Bíblia chama de corpo de Cristo. E assim como cada parte do corpo humano desempenha um papel importante, cada pessoa no corpo de Cristo também desempenha um papel importante.

Deus chamou cada um de nós e nos presenteou para servi-Lo. É-nos dito em Romanos 12:4-5: "Assim como cada um de nós tem um corpo com muitos membros e esses membros não exercem todos a mesma função, assim também em Cristo nós, que somos muitos, formamos um corpo, e cada membro está ligado a todos os outros."

Deus quer usar você. Não somos todos chamados a fazer a mesma coisa. Mas somos todos chamados a fazer algo.

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Permanentemente Ajoelhados

"Por isso o faraó lhes perguntou: 'Será que vamos achar alguém como este homem, em quem está o espírito divino?'" (Gênesis 41:38)

Num momento José estava na prisão e, no momento seguinte, ele se viu diante do faraó. Você pode pensar que José fora muito cuidadoso com as suas palavras. Mas quando o faraó chamou-lhe para interpretar o seu sonho, José disse ao governante: "Isso não depende de mim, mas Deus dará ao faraó uma resposta favorável" (Gênesis 41:16).

Acho que o faraó deve ter ficado imediatamente impressionado com José. Quem é esse cara? Ele não está se curvando diante de mim. Esse cara tem convicção. Gostei dele. Ele nunca havia conhecido alguém como José.

José não tinha vergonha de dizer a verdade para o faraó. Ele falou ousadamente com ele. E é bom lembrar o exemplo de José quando estamos compartilhando o evangelho. Às vezes, queremos editar as partes que nos incomodam. Adoramos compartilhar a mensagem que muda a vida de quem é Jesus. Gostamos de dizer às pessoas que, se elas se desviarem de seus pecados, Ele as perdoará e elas terão uma paz que ultrapassa o entendimento, uma alegria maravilhosa e a esperança do Céu.

Mas também precisamos dizer a elas que, se não crerem em Jesus, serão separadas de Deus por toda a eternidade e não terão vida em abundância.

Quando Elias entrou na corte do ímpio Rei Acabe, ele disse: "Juro pelo nome do Senhor, o Deus de Israel, a quem sirvo, que não cairá orvalho nem chuva nos anos seguintes, exceto mediante a minha palavra" (1 Reis 17:1). E ele saiu. Onde Elias conseguiu coragem assim? De Deus.

Se você se ajoelhar diante de Deus, poderá ficar de pé diante de qualquer homem.

terça-feira, 15 de outubro de 2019

A Disciplina Amorosa de Deus

"Pois o Senhor disciplina a quem ama, e castiga todo aquele a quem aceita como filho". (Hebreus 12:6)

O ponto de referência de Ló era o Egito. Gênesis 13:10 nos diz: "Olhou então Ló e viu todo o vale do Jordão, todo ele bem irrigado, até Zoar; era como o jardim do Senhor, como a terra do Egito. Isto se deu antes do Senhor destruir Sodoma e Gomorra."

Em vez de levantar os olhos para o céu, Ló levantou o olhar até a planície da Jordânia e viu um lugar chamado Sodoma. Os olhos sempre vão ver o que o coração ama.

Em seguida, Ló se distanciou da influência divina. Na opinião de Abraão, ele deveria se separar de Ló. Mas Ló deveria ter ficado perto de Abraão. Um sinal claro de declínio espiritual é quando queremos nos afastar ou fugir de pessoas cristãs.

Então Ló mudou o seu acampamento para um lugar próximo a Sodoma. Ele podia ouvir as festas. Ele podia ver o que estava acontecendo naquele lugar. Podem chamar isso de sondagem do local, mas Ló estava, na realidade, a poucos metros de distância de chegar à plena participação.

Se você sente que Deus está advertindo-o a se afastar de certas coisas que você está fazendo, alegre-se. Isso significa que você é um filho Dele. Hebreus 12:6 diz: "Pois o Senhor disciplina a quem ama, e castiga todo aquele a quem aceita como filho."

O fato de que o Senhor coloca uma convicção de pecado em seu coração, cria um obstáculo em seu caminho, ou permite que seu pecado secreto venha à luz. E isso é bom. Deus ama tanto você que tentará impedi-lo de ir adiante. 

Você tem uma escolha: persistir em seu curso ou ouvir o que Deus fala para você.

segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Deixe nas Mãos de Deus

"Ló escolheu todo o vale do Jordão e partiu em direção ao Leste. Assim os dois se separaram." (Gênesis 13:11)

Às vezes, as pessoas que têm menos são mais materialistas do que as que têm muito. Conheci pessoas que têm muito e que eram muito generosas. Elas não deixavam todos saberem tudo o que faziam pelos outros; apenas o faziam silenciosamente. Eram gratas pelo que Deus as abençoou. E ajudavam os outros. Também conheço outras que não têm muito, mas tudo o que pensam é em como conseguir mais coisas. Elas sonham com bens. É onde está o seu coração. E tudo isso tem a ver com o coração.

Abraão tinha muitas coisas, mas o seu coração estava com Deus. Seu sobrinho Ló também tinha muitas coisas, mas tudo com o que ele parecia se importar era em conseguir mais. A Bíblia nos diz que "[...] possuíam tantos bens que a terra não podia sustentá-los" (Gênesis 13:6), e houve um conflito entre os pastores que trabalhavam para Abraão e os pastores que trabalhavam para Ló. Uma separação precisava ser feita porque Abraão e Ló estavam indo em direções diferentes. Foi um problema de coração.

Então Abraão deu uma escolha ao sobrinho. Ele basicamente disse: "Você vai para onde quiser e eu irei na direção oposta. Não quero mais brigar com você. Vamos tomar uma decisão."

Ao não fazer uma escolha, Abraão estava de fato fazendo uma escolha profunda. Ele estava escolhendo dar a Ló a melhor escolha. Abraão decidiu deixar o resultado por conta de Deus. Entregou a questão para o Senhor. Isso porque Abraão era um pacificador e não um causador de problemas.

Talvez você tenha sido tentado a se comprometer em uma determinada área, mas decidiu fazer o que é certo e viver uma vida íntegra. Deixe nas mãos de Deus. Você nunca vai se arrepender.

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Da Fricção à Conversão

"Não pensem que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada" (Mateus 10:34)

Alguns crentes podem estar relutantes em contar a seus amigos sobre Cristo porque temem que isso cause atrito ou até encerre o relacionamento. Mas pode ser exatamente essa mesma tensão, esse mesmo atrito, que produza conversão na vida desse indivíduo. Se você estiver sempre tentando ser legal e se dar bem com todos, sem nunca se manter firme ou se manifestar por sua fé, você não alcançará ninguém.

Jesus disse: "Não pensem que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada. Pois vim para fazer que ‘o homem fique contra seu pai, a filha contra sua mãe, a nora contra sua sogra; os inimigos do homem serão os da sua própria família’" (Mateus 10:34-36).

"Espere", alguns podem dizer. "Isso está na Bíblia? Eu pensei que Jesus era amável."

Sim, Ele é. Ele nos ama tanto que nos confrontará em nossos pecados. Às vezes, quando um membro da família se torna cristão, o atrito se desenvolve. Há problemas. Essa pessoa mudou toda a dinâmica da família. Você estava sempre a beber e a contar piadas sujas. De repente, aí está você, sem rir das piadas. Aí está você, o cara que quer orar antes das refeições. Alguns membros da família não gostarão que você se tornou cristão porque isso criou atritos. Que estraga-prazeres! Oh, irmão!

Mas esse atrito é resultado da convicção do pecado. Uma luz acabou de entrar em um lugar escuro. Agora, esse pouco de atrito pode criar conversa. E essa conversa na vida de alguns traz conversão.

Às vezes, antes que possa haver uma unidade duradoura, deve haver uma divisão temporária.

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Companhias Certas

"Pois, como haveria eu de julgar os de fora da igreja? Não devem vocês julgar os que estão dentro? Deus julgará os de fora. 'Expulsem esse perverso do meio de vocês'." (1 Coríntios 5:12-13)

Quando estou junto com não cristãos, não espero que eles tenham um comportamento cristão. Não espero que eles sigam os padrões cristãos. Mas, às vezes, aqueles que creem ficam realmente revoltados com os que não creem. Eles usam palavras duras. Falam coisas que não são compatíveis com a fé cristã.

Não estou dizendo que devemos relevar ou perdoar tudo o que não cristãos dizem ou fazem. O que estou dizendo é que temos que amá-los, sermos gentis com eles, e buscar mostrar-lhes o máximo da verdade que pudermos. Queremos construir uma ponte com eles.

O apóstolo Paulo disse aos crentes de Corinto: "Já lhes disse por carta que vocês não devem associar-se com pessoas imorais. Com isso não me refiro aos imorais deste mundo, nem aos avarentos, aos ladrões ou aos idólatras. Se assim fosse, vocês precisariam sair deste mundo" (1 Coríntios 5:9-10).

Se cortarmos toda e qualquer comunicação com os não cristãos, como eles passarão a crer? Por isso devemos ter relação com as pessoas que não conhecem o Senhor. O objetivo é levá-los a Cristo.

Mas há algumas pessoas com as quais a Bíblia diz que não devemos nos associar. Paulo disse: "Mas agora estou lhes escrevendo que não devem associar-se com qualquer que, dizendo-se irmão, seja imoral, avarento, idólatra, caluniador, alcoólatra ou ladrão. Com tais pessoas vocês nem devem comer" (1 Coríntios 5:11).

O apóstolo estava falando daqueles que se dizem cristãos mas estão comprometidos com o pecado sexual, vivem em bebedeira ou estão envolvidos em outras coisas que Paulo mencionou. Ele estava dizendo: "Não andem com essas pessoas. Na verdade, nem mesmo almocem com elas." Por que? Porque elas irão lhe influenciar negativamente em termos espirituais.

quarta-feira, 9 de outubro de 2019

Muito Bem!

"O senhor respondeu: ‘Muito bem, servo bom e fiel! Você foi fiel no pouco; eu o porei sobre o muito. Venha e participe da alegria do seu senhor!’"(Mateus 25:21)

Jonathan Edwards é mais conhecido por seu sermão "Pecadores nas mãos de um Deus irado", e por seu papel num dos grandes despertares espirituais nos Estados Unidos. Ele também foi o terceiro reitor da Universidade de Princeton.

Mas Edwards deixou um legado incrível de outras maneiras também. Ele serviu ao Senhor da melhor maneira possível e garantiu que sua família estivesse na igreja todos os domingos. Dos seus descendentes, 430 foram ministros, 86 foram professores universitários, 13 foram reitores de universidades, foram publicados 75 livros autorais, sete descendentes foram eleitos para o Congresso e um se tornou vice-presidente dos Estados Unidos.

Se você é pai ou mãe, fará escolhas que afetam os seus filhos. Então os seus filhos farão escolhas que afetam os seus netos. Assim continua e o círculo se torna cada vez mais amplo. O que você faz, afetará outras pessoas. As decisões que você tomar terão impacto sobre outros.

Alguns podem dizer: "Esta é a minha vida, e eu faço as minhas escolhas." Mas a questão é mais ampla que isso. Nossas escolhas na Terra estão relacionadas com a eternidade.

Quero um dia poder dizer ao Senhor que fiz o melhor que pude com a vida, com o tempo e com os recursos que Ele me deu. Quero que o Senhor me diga: "Muito bem, servo bom e fiel! Venha e participe da alegria do seu senhor."

Você não quer ouvir isso?

Talvez você esteja pensando que já cometeu muitos erros. Eu também errei muito.

Não é tarde demais para mudar. Comece a tomar boas decisões a partir de agora. Faça o que puder para corrigir os erros que cometeu ao longo dos anos. E então, a partir de hoje, decida caminhar com Deus e comece a viver da maneira que Ele quer que você viva.

terça-feira, 8 de outubro de 2019

Influenciadores

"Cumpriu-se assim a Escritura que diz: 'Abraão creu em Deus, e isso lhe foi creditado como justiça', e ele foi chamado amigo de Deus." (Tiago 2:23)

Abraão é apresentado a nós no livro de Gênesis como um grande homem de Deus, e Tiago o descreve como "o amigo de Deus" (Tiago 2:23). É uma descrição única e maravilhosa dele.

Um dia, o Senhor veio a Seu amigo Abraão e disse que queria que Abraão o seguisse. Ele também disse a Abraão que fizesse uma "limpeza" em sua família e em outras pessoas. A família de Abraão era pagã e adorava falsos deuses. Mas Abraão era especialmente apegado a certos membros de sua família - especificamente a seu sobrinho Ló. Então Abraão obedeceu a Deus, mas só em parte. Abraão levou Ló com ele e começou a colher as consequências.

As pessoas que você escolhe para se cercar e ter como seus amigos são realmente significativas. Essas pessoas o edificarão ou o destruirão espiritualmente. Com demasiada frequência fazemos amizade com as pessoas erradas, e isso nos afeta negativamente.

Que tipo de influência seus amigos têm sobre você agora? Pense nas pessoas com quem você conversa, com quem troca mensagens ao longo do dia, com quem conversa ao telefone, com quem se reúne para almoçar ou com quem fica nos fins de semana. Elas estão contribuindo para a sua construção espiritual, ou estão lhe puxando para baixo?

Ao mesmo tempo, que tipo de amigo você é? Você está edificando outras pessoas espiritualmente ou as está derrubando? A Bíblia aborda isso em 2 Timóteo 2:22: "Fuja dos desejos malignos da juventude e siga a justiça, a fé, o amor e a paz, juntamente com os que, de coração puro, invocam o Senhor."

Aqueles que invocam o Senhor de coração puro - essa é uma descrição de seus amigos de agora? E é uma descrição sua?

segunda-feira, 7 de outubro de 2019

O Seu Melhor Para a Glória de Deus

"O Senhor estava com José, de modo que este prosperou e passou a morar na casa do seu senhor egípcio." (Genesis 39:2)

Quando parecia que a vida havia terminado para José, sob muitos aspectos ela estava apenas começando. Seus irmãos venderam-no a comerciantes de escravos e, como se viu, esses comerciantes venderam-no a uma pessoa muito importante chamada Potifar, que era o capitão da guarda no Egito. Potifar era basicamente o chefe da polícia militar e parte da guarda real. Era como ser o chefe do Serviço Secreto daquela época. Além disso, como chefe dos carrascos, Potifar era responsável pela execução de todos os criminosos. Era melhor não "mexer" com ele!

Potifar tornou-se o proprietário de José e colocou-o para trabalhar e a Bíblia nos diz que o Senhor estava com José (ver Gênesis 39:2). Deus abençoou José por causa de seu trabalho duro, fidelidade, honestidade e integridade... e o sucesso o seguiu como uma sombra.

Era quase como se ele tivesse um toque de Midas. José manteve as suas prioridades em ordem, e por fazer as coisas tão bem, Potifar colocou-o no comando de tudo. Até Potifar, que claramente era um descrente, reconheceu que o Senhor estava com José.

A vida de José serve como um lembrete de que os cristãos devem ser os trabalhadores mais esforçados e devem "dar o seu melhor". Colossenses 3:23–24 nos diz: "Tudo o que fizerem, façam de todo coração como para o Senhor e não para os homens, sabendo que receberão do Senhor a recompensa da herança. É a Cristo, o Senhor, que vocês estão servindo." Faça o que fizer, faça como se estivesse fazendo para o próprio Cristo - não pelo salário, nem para o chefe, nem mesmo para conseguir uma promoção no trabalho.

Eis o que acredito: se você der o seu melhor para a glória de Deus, Ele o abençoará.

sexta-feira, 4 de outubro de 2019

Seja Amigo

"Nós o proclamamos, advertindo e ensinando a cada um com toda a sabedoria, a fim de que apresentemos todo homem perfeito em Cristo" (Colossenses 1:28)

Em algum momento, acabamos separando evangelismo e discipulado. Pregamos o evangelho, mas não discipulamos. Não colocamos as pessoas em pé espiritualmente. Mas, é necessário que as duas coisas caminhem juntas.

A conversão de Saulo de Tarso, um dos mais notórios descrentes de todos os tempos, foi tão inesperada que muitas pessoas não pensaram que fosse de verdade. Então Deus falou com um cristão chamado Ananias e disse-lhe para visitar Saulo. Depois de alguma resistência inicial, Ananias obedeceu e encontrou Saulo (que mais tarde mudou o seu nome para Paulo), orou por ele e dedicou um tempo para encorajá-lo. Então Deus trouxe outro homem para a vida de Paulo, e seu nome era Barnabé. Ele apresentou Paulo aos apóstolos e atestou a sua conversão sincera.

Muitas pessoas querem ser um apóstolo Paulo, mas alguém poderia ser um Ananias ou um Barnabé - uma pessoa que trabalha nos bastidores? Você pode não ser o próximo Billy Graham, mas pode ser a pessoa que mais ajuda a nutrir o próximo Billy Graham.

Você pode mostrar a essa pessoa como é uma família cristã, um homem cristão ou uma mulher cristã. Você pode fazer amizade com aquele indivíduo que não tem amigos e trazê-lo para o seu grupo. Você não sabe o que Deus pode fazer na vida dessa pessoa.

Discipular alguém não é apenas conversar com alguém sobre Jesus; também é ser amigo. E é disso que muitas pessoas precisam: de um amigo. Era disso que eu precisava enquanto crente novinho em folha. Felizmente, alguém chamado Mark viu que eu vim a Cristo e persistentemente disse: "Você vai à igreja comigo." Eu fui contra a minha vontade, no começo. Mas ele me conquistou e acabou ajudando a me concentrar na fé. É isso que é discipulado.

quinta-feira, 3 de outubro de 2019

Ele Nunca Se Esquece

"Então Deus lembrou-se de Noé e de todos os animais selvagens e rebanhos domésticos que estavam com ele na arca, e enviou então um vento sobre a terra, e as águas começaram a baixar." (Gênesis 8:1)

Quando falamos da vida de Noé, tendemos a nos concentrar na arca. Mas vamos voltar a nossa atenção por um momento para a vida espiritual de Noé. Provavelmente foi uma espera bem longa para Noé, sua esposa, seus filhos e todos aqueles animais dentro da arca. O mar pode ser um lugar solitário, e estima-se que eles estivessem dentro da arca há aproximadamente um ano.

Eu me pergunto se Noé alguma vez  não duvidou durante aquele período: 

- Será que essa foi mesmo uma boa ideia? 

- É isso realmente o que eu deveria ter feito? 

Ele não tinha ouvido nada do Senhor. Sera que ele não indagou se Deus realmente havia falado com ele?

Mas eu adoro como Gênesis 8 começa: "Então Deus lembrou-se de Noé..." Isso não sugere que Deus se esqueceu dele. Em vez disso, está usando a nossa linguagem para nos ajudar a compreendê-Lo. O Senhor não se esqueceu de Noé e tampouco não se esquece de nós.

Às vezes, Ele trabalha de maneira dramática em nossas vidas. E, às vezes, meses ou anos se passam e nada de substancial acontece. Você está apenas vivendo a vida cristã através da fé. Você então se pergunta: será que Deus ainda está prestando atenção? Sim, Ele está. 

E sabe de uma coisa? Você só precisa fazer o que Ele disse para você fazer: manter-se fiel.

Lembre-se disso: Deus sempre termina o que começa. É por isso que Ele é chamado autor e consumador da nossa fé. Filipenses 1:6 diz: "Estou convencido de que aquele que começou boa obra em vocês, vai completá-la até o dia de Cristo Jesus".

Você apenas mantém o seu curso. Talvez você tenha sentido um chamado para o ministério, mas não houve muitos frutos nele. Só mantenha o seu curso. Apenas continue. Continue fazendo o que Deus lhe disse para fazer.

quarta-feira, 2 de outubro de 2019

Os Três Inimigos de Um Cristão

"Cada um, porém, é tentado pela própria cobiça, sendo por esta arrastado e seduzido. Então a cobiça, tendo engravidado, dá à luz o pecado; e o pecado, após ter-se consumado, gera a morte" (Tiago 1:14-15

Não sei por que as pessoas ficam perplexas com o motivo de caírem no pecado quando vão para lugares onde ficam vulneráveis. Digamos que alguém esteja com dificuldades com a bebida e, de repente, tropeça, por assim dizer. Então, um amigo pergunta: "Onde você estava?"

"Bem, eu estava num bar."

"Por que você vai pra um bar se você tem problemas com bebida?"

"Bem, eles têm uma boa TV de tela grande. Gosto de assistir os jogos lá e eles também têm a melhor coxinha do mundo."

As pessoas se colocam em um local de vulnerabilidade e ficam chocadas quando caem.

Foi assim que começou para Eva quando ela comeu da única árvore que Deus havia proibido. Ela estava no lugar errado, na hora errada, ouvindo a voz errada, o que a levou a fazer a coisa errada.

Eva teve acesso a todo o Jardim do Éden para explorar e se divertir. Mas onde ela estava? Passeando no único lugar do qual Deus lhe disse para ficar longe. Gênesis 3:6 nos diz: "Quando a mulher viu que a árvore parecia agradável ao paladar, era atraente aos olhos e, além disso, desejável para dela se obter discernimento, tomou do seu fruto, comeu-o e o deu a seu marido, que comeu também."

Ao examinar esse versículo, vemos que ele é uma afirmação fundamental sobre a origem de toda tentação. Como cristãos, basicamente temos três inimigos que enfrentamos diariamente: o mundo, a carne e o diabo. O mundo, com seu fascínio, é o inimigo externo. A carne, com seus maus desejos, é o inimigo interno. E o diabo, com suas tentações, é o inimigo infernal.

terça-feira, 1 de outubro de 2019

Um Ato Supremo de Fé

"Noé fez tudo exatamente como Deus lhe tinha ordenado." (Gênesis 6:22)

A decisão de Noé de construir uma arca exigiu um ato supremo de fé. Não havia nenhum reservatório de água nas proximidades. Na verdade, nunca havia chovido na terra antes. Naquele tempo, Deus tinha colocado uma redoma de água sobre o planeta que criou um efeito estufa. Então, em um dos maiores atos de fé na história da humanidade, Noé cortou sua primeira árvore para começar a construir a arca.

Foi um ato tão ousado de fé que imortalizou Noé em Hebreus 11:7, versículo conhecido como o Hall da Fé: "pela fé Noé, quando avisado a respeito de coisas que ainda não se viam, movido por santo temor, construiu uma arca para salvar sua família. Por meio da fé ele condenou o mundo e tornou-se herdeiro da justiça que é segundo a fé."

Esse versículo nos dá uma série de ideias importantes sobre o que Noé fez. Primeiro, lemos que ele foi "divinamente avisado." Deus falou com Noé. Romanos 10:17 diz que a fé vem por ouvir a mensagem, e a mensagem é ouvida mediante a palavra de Cristo. A sua fé crescerá quando você ler o que a Bíblia diz e, depois, dar o próximo passo, colocando em prática o que leu.

Também lemos que Noé "se moveu com temor divino." Noé tinha uma reverência pelo Senhor, um temor do Senhor. E uma boa definição que ouvi para o temor do Senhor é "um medo saudável de desagradá-lo."

A caminhada de Noé com Deus fez com que ele trabalhasse para Deus. E uma coisa deve sempre preceder a outra. Se você caminha com Deus, você vai querer trabalhar para Deus. As obras não salvam. A fé sim. Mas, se a sua fé for real, ela vai produzir obras. Foi assim que a fé de Noé funcionou quando Deus lhe disse para construir a arca.