quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Uma Armadilha Sutil

"Isto não é de admirar, pois o próprio Satanás se disfarça de anjo de luz." (2 Coríntios 11:14)

Quando eu era criança, colecionava cobras. Não sei muito bem o por quê, mas costumava ficar fascinado por elas. Eu tinha cobras de todos os tipos e lia constantemente livros sobre o assunto. Eu saía procurando por elas e as trazia para casa. Fui mordido por cobras muitas vezes e descobri que você nunca sabe o que uma cobra está pensando. Cobras não são criaturas expressivas. Elas são répteis de sangue frio.

Cobras não se parecem em nada com cachorros. Com um cachorro você sabe onde está pisando a qualquer momento. Quando um cachorro olha para você com a língua para fora e abana o rabo, você sabe que ele é amigável. Mas se mostra os dentes e o pelo começa a ficar arrepiado, dá pra saber que ele não está a fim de brincadeira. Você sempre sabe onde pisa, em se tratando de cachorros.

Mas você nunca sabe como a cobra irá reagir. Uma cobra tem a mesma expressão o tempo todo. De repente, ela pode te morder, sem você menos esperar e você nem verá.

Em Gênesis 3:1 está escrito: "Ora, a serpente era o mais astuto de todos os animais selvagens que o Senhor Deus tinha feito [...]" Observe que ele não apareceu e disse: "Oi, eu sou o diabo. Talvez você já tenha ouvido falar de mim. Eu odeio Deus e odeio você também. Quero destruí-lo. Eu estava pensando se você não quer dar uma volta. Tenho algumas idéias..."

A Bíblia diz que Satanás era uma serpente, mas não diz que ele se arrastava. Ele passou a se arrastar depois de ser amaldiçoado (ver Gênesis 3:14). Não sabemos como ele era, mas havia algo de fascinante e interessante nele. Ele era, de alguma forma, atraente - assim como o pecado é sempre atraente.

O diabo pode ser mau, mas ele não é idiota. Ele chega com boa aparência e com sutileza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário