sexta-feira, 27 de setembro de 2019

Pregador da Justiça

"Afinal de contas, quem é Apolo? Quem é Paulo? Apenas servos por meio dos quais vocês vieram a crer, conforme o ministério que o Senhor atribuiu a cada um. Eu plantei, Apolo regou, mas Deus é quem fazia crescer" (1 Coríntios 3:5-6)

George Smith achava que o seu ministério era um fracasso. Ele sentiu o chamado para a África, mas ficou lá por um curto período como missionário, antes de ser expulso do país. E deixou para trás apenas uma pessoa convertida. Pouco tempo depois, George Smith morreu de joelhos, orando pela África.

Alguns anos mais tarde, um grupo de homens estava na África, no lugar onde George Smith havia ministrado. Eles encontraram uma cópia das Escrituras que ele havia deixado lá, e foram evangelizados pela única pessoa convertida de seu ministério. Mais tarde, uma organização de missões fez um estudo e determinou que, 100 anos após George Smith deixar a África, 13.000 pessoas haviam chegado à fé por meio de seu ministério, uma vez que uma pessoa alcançou outra e assim por adiante.

A Bíblia chama Noé de "pregador da justiça" (veja 2 Pedro 2:5), mas ele viveu por 120 anos sem nunca ter visto uma única conversão. Ele é uma daquelas testemunhas fiéis que não vêem muitos resultados.

Você é uma dessas pessoas? Talvez você tenha conversado com sua família há anos e ninguém tenha acreditado em Jesus. Talvez tenha compartilhado a sua fé com os seus vizinhos e colegas de trabalho, mas nunca alguém se converteu como resultado do seu testemunho. Talvez você se sinta o pior evangelista de todos os tempos.

Mas o jogo só acaba quando termina! O seu trabalho é ser fiel. O seu trabalho é fazer a sua parte e deixar os resultados nas mãos de Deus. Quando estivermos diante do Senhor, a questão não será sobre as quantidades, mas sobre as razões. E se você foi fiel em fazer o que o Senhor lhe delegou para fazer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário