segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Por Que Deus Deve Julgar

"Diga-lhes: ‘Juro pela minha vida, palavra do Soberano Senhor, que não tenho prazer na morte dos ímpios, antes tenho prazer em que eles se desviem dos seus caminhos e vivam. Voltem! Voltem-se dos seus maus caminhos! Por que iriam morrer, ó nação de Israel?’" (Ezequiel 33:11)

Deus não tem prazer em trazer julgamento. No Novo Testamento encontramos Jesus lamentando a cidade de Jerusalém e chorando sobre ela: "Jerusalém, Jerusalém, você, que mata os profetas e apedreja os que lhe são enviados! Quantas vezes eu quis reunir os seus filhos, como a galinha reúne os seus pintinhos debaixo das suas asas, mas vocês não quiseram!" (Lucas 13:34). E em Ezequiel 33:11, Deus disse: "Não tenho prazer na morte dos ímpios, antes tenho prazer em que eles se desviem dos seus caminhos e vivam."

Então, por que Deus envia julgamento? A resposta é: Porque Ele é justo. Abraão disse corretamente: "[...] Não agirá com justiça o Juiz de toda a terra?" (Gênesis 18:25) Se as pessoas podem quebrar flagrantemente e continuamente as leis de Deus, cometendo assassinatos e pervertendo tudo e qualquer coisa que seja certa e boa, seria correto Deus se afastar e ignorar tudo isso? Você espera que Deus simplesmente feche os olhos para toda a injustiça? Ou você espera que Ele faça alguma coisa?

"Mas não é amoroso julgar", alguém pode dizer.

Digamos que você fosse pai de uma criança que estava brincando no seu quintal. De repente, um lobo aparece e você o vê subindo pela cerca e correndo em direção ao seu bebê. O que você vai fazer? Vai correr e dar àquele lobo um grande abraço? Não. O lobo se tornou seu inimigo porque está tentando ferir o seu filho. E porque você ama essa criança, consequentemente odeia qualquer coisa que prejudique a pessoa que você ama.

Deus está dizendo, na verdade: "Eu te amo e odeio essa maldade e esse pecado. Quero que você se afaste disso." O coração de Deus sofre com a nossa rebeldia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário