sexta-feira, 2 de agosto de 2019

Um Deus Sofredor

"Pois não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, mas sim alguém que, como nós, passou por todo tipo de tentação, porém, sem pecado. Assim sendo, aproximemo-nos do trono da graça com toda a confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento da necessidade." (Hebreus 4:15,16)

Quando a dificuldade atinge algumas pessoas, elas se afastam de Deus. Algo ruim, que não faz sentido, acontece com elas e elas concluem que não pode haver um Deus se algo assim pode acontecer com elas. Elas se voltam contra Ele e buscam um sistema de crenças que acomode os seus sentimentos.

Mas o nosso Deus é um Deus sofredor. Jesus Cristo era Deus encarnado e ninguém nunca sofreu como Ele. Ele não apenas suportou a dor física do açoite, do espancamento e da crucificação, mas levou sobre si todos os pecados do mundo quando foi pendurado na cruz do Calvário e gritou: "Meu Deus! Meu Deus! Por que me abandonaste" (Mateus 27:46).

Quando você está sofrendo, precisa saber que há um Deus que sabe o que você está passando. Você encontrará em Jesus um Sumo Sacerdote misericordioso e um amigo fiel que sente a sua dor. Hebreus 4:15 diz: "Pois não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, mas sim alguém que, como nós, passou por todo tipo de tentação, porém, sem pecado."

Não podemos viver em um mundo sem dor, por mais que a gente tente. Quando o problema vier (e ele virá), quando a crise bater à sua porta (e ela baterá), você poderá escolher entre ficar zangado com Deus ou voltar-se para Ele e confiar Nele.

Quando algo de ruim acontece, você poderá dizer: "Estou bravo com Deus. Estou amargurado com Deus." OK. Essa é a sua escolha. Mas você também poderá dizer: "Vou confiar em Deus. Vou me apegar em Deus." E, como resultado, você se sentirá melhor. A decisão é totalmente sua!

Nenhum comentário:

Postar um comentário