quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Aprendendo a Contentar-se

"[...] Aprendi a adaptar-me a toda e qualquer circunstância" (Filipenses 4:11)

Li sobre um homem que tinha muito orgulho de seu gramado extremamente bem cuidado. Era a perfeição absoluta - até que uma temporada cheia de Dentes-de-Leão chegou num ano e ele não conseguiu descobrir como se livrar daquilo. Finalmente, ele escreveu um e-mail para uma faculdade agrícola e contou-lhes sobre todas as coisas que tentara. Ele também perguntou se eles tinham alguma sugestão.

Eles responderam com um e-mail muito curto que dizia: "Sugerimos que você aprenda a amá-los."

Há momentos em que nos perguntamos: "Como posso fazer com que esse problema desapareça?" ou "Como posso tirar essa pessoa irritante da minha vida?" ou "Como posso mudar minhas circunstâncias?"

Às vezes Deus levará o problema embora. E, às vezes, Deus dirá: "Sabe de uma coisa? Você só precisa aprender a amá-los."

O apóstolo Paulo disse: "[...] Aprendi a adaptar-me a toda e qualquer circunstância" (Filipenses 4:11). Paulo não estava dizendo que ele necessariamente estava satisfeito com a sua atual condição espiritual. E, embora precisemos nos contentar com o que temos, nunca devemos nos contentar com onde estamos espiritualmente. Sempre deve haver um pouco de inquietação na vida de cada um de nós, para querer aprender mais, crescer mais e ser mais transformado, reconhecendo que ainda há uma grande distância a ser percorrida na corrida da vida.

Mas observe que Paulo usou a palavra aprendi. Ele aprendeu a se contentar em qualquer situação que estivesse. O contentamento não vem naturalmente. Precisamos aprender a estar contentes porque somos pessoas naturalmente descontentes.

Apesar das circunstâncias adversas que podemos enfrentar, podemos aprender a estar contentes no meio de um mundo conturbado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário