terça-feira, 2 de julho de 2019

A Pele de Um Rinoceronte

"Aqueles pregam a Cristo por ambição egoísta, sem sinceridade, pensando que me podem causar sofrimento enquanto estou preso." (Filipenses 1:17)

Uma coisa é ser criticado pelos descrentes. Eu espero isso. Mas o que é problemático para mim são aqueles momentos em que os crentes são os críticos. Acho que há um lugar para criticar um ao outro. Se eu disse algo que é teologicamente incorreto, ou fiz algo que não é certo, e alguém me chamar a atenção, eu certamente vou querer mudar. E acho que podemos aprender muito ouvindo críticas.

E as críticas de outros cristãos não são exclusivas do nosso tempo. Isso também aconteceu na igreja primitiva. Paulo escreveu aos crentes em Filipos: "É verdade que alguns pregam a Cristo por inveja e rivalidade, mas outros o fazem de boa vontade. Estes o fazem por amor, sabendo que aqui me encontro para a defesa do evangelho." (Filipenses 1:15-16). Os críticos de Paulo estavam sugerindo que ele deveria estar fora da vontade de Deus por estar preso. Mas Paulo sabia que era onde ele precisava estar.

Veja o que aprendi: enquanto você estiver fazendo uma obra de Deus, você estará sob ataque. Esses ataques virão de fora, mas às vezes também de dentro. Os crentes, assim como os descrentes, podem ser usados ​​pelo Diabo. Então o que eu faço? Gosto do conselho de um grande pregador britânico que ouvi anos atrás. Ele dizia: "Todo líder tem que ter a mente de um erudito, o coração de uma criança e a pele de um rinoceronte."

Então, apenas prossigo com o que acredito que Deus me chamou para fazer. E em vez de me desencorajar e me atrasar, as críticas e a oposição me lembram que estou no caminho certo. Essas coisas podem ser uma confirmação de que estamos fazendo a obra de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário