sexta-feira, 22 de março de 2019

Nada de Novo

"O que foi tornará a ser, o que foi feito se fará novamente; não há nada novo debaixo do sol." (Eclesiastes 1:9)

Joy Davidman, a esposa de C. S. Lewis, fez esta afirmação perspicaz sobre a busca do prazer: "Viver para seu próprio prazer é a coisa menos prazerosa que um homem pode fazer; se os outros não o matarem de desgosto, ele morrerá lentamente de tédio e falta de amor." E isso é verdade. Como já foi dito: "a única cura para o hedonismo é tentar praticá-lo".

A busca do prazer não é novidade. Salomão nos lembra várias vezes no livro de Eclesiastes que no "fim das contas", não há nada novo debaixo do sol. Embora a nossa tecnologia tenha mudado e tenhamos certos avanços desde que Salomão escreveu essas palavras, os desejos básicos da humanidade não mudaram, nem as coisas que buscamos. A filosofia de comer, beber e ser feliz está conosco há muito tempo.

Quando Salomão decidiu que ele iria buscar tudo o que este mundo tinha a oferecer, ele não estava considerando Deus nisso. Ele estava vivendo horizontalmente - ele havia adaptado uma visão de mundo que excluía Deus. Até que ele percebeu que não havia proveito em viver assim. Foi só quando Salomão olhou "acima do sol" e olhou para Deus, que ele encontrou as respostas que procurava. Quando vemos Deus como Ele é, veremos o mundo como ele é.

Se você tem um relacionamento íntimo com Deus e anda com Ele, você reconhecerá filosofias, conceitos e ideologias sendo propagadas que são contraditórias ao que a Bíblia ensina. Quando você caminha com Deus, você vê este mundo pelo que ele é.

Nenhum comentário:

Postar um comentário