sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

O Momento da Tentação

"Assim, aquele que julga estar firme, cuide-se para que não caia!" (1 Corintios 10:12)

A história nos diz que durante a Segunda Guerra Mundial, Hitler tinha uma estratégia interessante para atacar as várias nações europeias: o ataque era sempre num fim de semana. Hitler sabia que os vários parlamentos não estariam reunidos, tornando mais difícil reagir rapidamente a uma invasão.

Da mesma forma, o diabo espera por um momento oportuno, aquele momento decisivo para atacar. Pode ser quando a nossa guarda está baixa, quando não estamos esperando. Pode até acontecer quando pensamos que somos os mais fortes, quando pensamos que estamos indo muito bem espiritualmente, que estamos realmente crescendo e que tudo está indo muito bem. Frequentemente os crentes mais fracos são menos vulneráveis ​​do que os mais fortes, porque os crentes mais fracos reconhecem sua fragilidade e vulnerabilidade. A Bíblia diz: "Aquele que julga estar firme, cuide-se para que não caia".

Talvez recentemente você tenha experimentado uma grande bênção em sua vida. Essa bênção pode envolver a sua família, a sua carreira, o seu ministério ou a sua caminhada pessoal com Deus. Mas o inimigo quer roubar você disso. Lembre-se: quando Jesus foi batizado no rio Jordão, o Espírito Santo veio sobre Ele na forma de uma pomba e uma voz foi ouvida do céu pelo Pai, dizendo: "Tu és o meu Filho amado; em ti me agrado" (Lucas 3:22) A Bíblia diz que, depois disso, Jesus foi tentado pelo diabo no deserto (ver Lucas 4:1-14).

Lembre-se: não é pecado ser tentado. Até Jesus foi tentado. O pecado só ocorre quando cedemos a essa tentação. Quando abrimos a porta e a deixamos entrar. É por isso que devemos fugir da tentação e nunca olhar pra trás.

Nenhum comentário:

Postar um comentário