terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Esquecendo de Deus

"Vocês nem sabem o que lhes acontecerá amanhã! Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa." (Tiago 4:14)

Houve um tempo em minha vida que eu podia lembrar de cada semana, mês e ano. Agora eu me lembro mais das décadas do que de cada ano separadamente. O tempo parece passar muito rápido.

Quando Billy Graham foi perguntando qual tinha sido a grande surpresa na vida, ele respondeu: "A sua brevidade."

Isso é tão verdadeiro. O tempo voa. As escrituras certamente ecoam a ideia do quanto a vida do homem é curta. Jó disse: "Meus dias correm mais velozes que um atleta; eles voam sem um vislumbre de alegria." (Jó 9:25)

Davi disse: "Deste aos meus dias o comprimento de um palmo; a duração da minha vida é nada diante de ti. De fato, o homem não passa de um sopro." (Salmos 39:5)

E Tiago colocou essa questão: "Vocês nem sabem o que lhes acontecerá amanhã! Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa" (Tiago 4:14). Tiago não estava fazendo uma pergunta de forma filosófica, mas sim de forma descritiva. Uma melhor maneira de traduzi-la seria: "Que tipo de vida vocês têm?"

Também é importante notar que ele estava falando a cristãos que estavam envolvidos no mundo do comércio e que pareciam querer ter crédito por algo que não vinha deles. Gabavam-se de estar ganhando dinheiro e de serem bem sucedidos e, no processo, estavam se esquecendo de Deus.

É sempre perigoso para nós querer levar crédito por coisas que Deus nos deu a habilidade de fazer. Deus nos alerta que Ele não irá dividir a Sua glória com outros. Então sejamos cuidadosos para não esquecer de Deus em nossas vidas.

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Se o Senhor Quiser

"Ao invés disso, deveriam dizer: 'Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo'" (Tiago 4:15)

O livro de Atos conta a história de como o Senhor estava abençoando Filipe em Samaria enquanto ele pregava o evangelho. Tudo ia bem. As pessoas estavam chegando à fé. Milagres estavam ocorrendo.

Então Deus lhe disse para ir ao deserto, a cidade de Gaza, a uma estrada deserta que raramente era usada. E não só Deus lhe disse para ir a esta estrada raramente usada, mas para ir na hora mais quente do dia. Essencialmente, Deus disse: "Vá ao meio do deserto, por uma estrada deserta no meio da tarde, e Eu vou lhe mostrar o que fazer a seguir."

Às vezes a vontade de Deus não faz sentido. Podemos planejar fazer uma determinada coisa, mas Deus pode intervir. Ele pode ter outro plano. A ideia é que devemos nos lembrar de Deus em nossos planos, e devemos lembrar também que Ele pode mudar os nossos planos.

Muitas vezes, em seus escritos, o apóstolo Paulo se referia à vontade de Deus para a sua vida. Ele disse aos crentes em Éfeso que retornaria a eles para um ministério renovado, se Deus quisesse. E escreveu aos coríntios que planejava visitá-los, se o Senhor quisesse. Isso é importante para nós. Também devemos incluir Deus em nossos planos. Sempre devemos lembrar: "Se o Senhor quiser".

Às vezes o Senhor nos conduzirá para um lugar diferente de onde gostaríamos de ir. Mas o que devemos reconhecer é que a vontade de Deus é perfeita e nunca devemos ter medo dela.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

A Motivação Por Trás de Cada Oferta

"[...] Então ela estará pronta como oferta generosa, e não como algo dado com avareza." (2 Coríntios 9:5)

Billy e Ruth Graham tiveram uma experiência interessante em sua igreja num domingo. Quando a oferta estava sendo feita, Billy Graham enfiou a mão no bolso e pretendia retirar uma nota de cinco dólares. Em vez disso, ele pegou uma nota de cinquenta dólares e não percebeu até que já a tivesse colocado na cestinha de ofertas. Ele ficou meio horrorizado com o que havia feito e voltou-se para sua esposa, Ruth, e disse: "Bem, pelo menos eu receberei uma recompensa no Céu por dar cinquenta dólares."

"Não", disse Ruth, "você vai receber uma recompensa de cinco dólares porque é tudo o que você queria dar."

Motivação é tudo, pois Deus olha o nosso coração. A Bíblia nos diz que "[...] Deus ama quem dá com alegria" (2 Coríntios 9:7). A palavra usada para alegria poderia ser traduzida como "hilária". O termo sugere uma alegria em dar que excede todas as restrições. Surpreendentemente, Paulo exortou os coríntios sobre ofertar, citando os crentes macedônios que eram relativamente pobres em comparação com os crentes coríntios. Ao falar deles em 2 Coríntios 8:2, ele disse: "No meio da mais severa tribulação, a grande alegria e a extrema pobreza deles transbordaram em rica generosidade." Como os termos "severa tribulação", "extrema pobreza" e "rica generosidade" se encaixam nesse versículo? Eles se encaixam quando as pessoas descobrem a alegria de ofertar. Dar não é um luxo dos ricos; é um privilégio dos pobres e de todos mais, não apenas das pessoas que têm renda disponível.

Dar é uma responsabilidade. É uma oportunidade. E é uma benção para todo seguidor de Jesus Cristo.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Esqueceu de Alguma Coisa?

"Não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê: primeiro do judeu, depois do grego" (Romanos 1:16)

Uma mulher foi ao médico com as duas orelhas gravemente queimadas. O médico disse: "Em todos os meus anos de prática, nunca vi nada assim. Como você queimou seus ouvidos?"

"Bem", ela disse, "eu estava passando roupa e vendo televisão. De repente, o telefone tocou. Eu atendi ao ferro em vez do telefone e queimei minha orelha."

"Isso é horrível!" o médico disse. "Mas como você queimou sua outra orelha?"

"Você acredita nisso?" ela disse. "O idiota ligou de volta!"

Parece-me que, como esta mulher, algumas pessoas na igreja hoje, estão muito preocupadas. De muitas maneiras, perdemos o nosso foco e perdemos as nossas prioridades. Por um lado, acho que perdemos de vista quem são os nossos verdadeiros inimigos. É a TV? É o governo? Segundo a Bíblia, nossos inimigos são o mundo, a carne e o diabo.

Acho que também nos esquecemos do que realmente somos, assim como as verdadeiras armas de nossa guerra. Nossas armas reais boicotam e protestam? Não. Primeiramente, elas são a oração e a Palavra de Deus.

Por fim, acho que esquecemos qual é a nossa verdadeira mensagem. A nossa principal mensagem é que somos contra a homossexualidade ou que somos contra o aborto? Não, nossa mensagem principal não deve ser negativa, mas positiva: é a história da vida, morte e ressurreição de Jesus.

Meu medo é que pessoas achem de nós: cristãos que agem contra o que pregam. Elas sabem no que acreditamos? Sabem o que pensamos sobre Jesus Cristo?

quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Quando Orar?

"Entre vocês há alguém que está sofrendo? Que ele ore. Há alguém que se sente feliz? Que ele cante louvores." (Tiago 5:13)

Quando nos encontramos em circunstâncias difíceis, muitas vezes a tentação é atacar a pessoa que ajudou a trazer essas circunstâncias sobre nós. Ou queremos culpar alguém pelo nosso estado. Podemos até ficar com raiva de Deus por permitir isso em nossas vidas. Ou podemos nos afundar tendo pena de nós mesmos.

Mas quando estamos aflitos, quando estamos sofrendo ou quando estamos com problemas, Deus nos diz o que devemos fazer: orar. Por quê? Por um lado, pode ser que Deus possa remover esse problema por causa de nossas orações. Isso não quer dizer que Deus sempre levará embora nossas aflições, sofrimentos ou problemas. Mas, às vezes, Ele até vai.

Ao levar nossas circunstâncias diante do Senhor reconhecendo a nossa necessidade e dependência d'Ele, podemos ver Deus intervir na situação que estamos enfrentando atualmente. A oração também pode nos dar a graça que precisamos para suportar problemas e estarmos mais próximos de Deus.

Tiago 5:13 nos diz: "Entre vocês há alguém que está sofrendo? Que ele ore." A palavra sofrendo usada aqui também poderia ser traduzida como "em apuros" ou "em perigo". Tem alguém entre vocês que esteja em apuros? Você está angustiado? Então você deveria orar.

Então, quando ficarmos sem chão, quando você sentir que está pendurado só por um fio, quando as circunstâncias se tornarem incrivelmente difíceis, ou quando elas piorarem a cada minuto, o que você deve fazer? Você deve orar. Você deve orar quando estiver aflito. Você deve orar quando estiver doente. Você deve orar quando estiver corrompido pelo pecado. E deve orar quando necessidades específicas ocorrerem. Ore e não desista.

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Devoção de Todo o Coração

"Quando Jesus ressuscitou, na madrugada do primeiro dia da semana, apareceu primeiramente a Maria Madalena, de quem havia expulsado sete demônios." (Marcos 16:9)

De tantas pessoas a quem Jesus poderia ter aparecido primeiro depois de Sua ressurreição, Ele foi aparecer a Maria Madalena. É interessante pensar nisso porque, entre os judeus daquela época, testemunho de mulher não era lá muito valorizado. Na verdade, alguns rabinos ensinavam, erradamente, que seria melhor queimar-se o texto da Lei do que ele ser pregado por uma mulher. Ainda assim Jesus escolheu uma mulher para ser o primeiro arauto da Sua ressurreição.

Também vale notar que as mulheres foram as últimas a sair de perto da cruz e as primeiras a ir ao túmulo. Maria teve a coragem que muitos homens não tiveram quando Jesus foi crucificado. Ela esteve com Ele ao longo de tudo. Na verdade, a Bíblia nos conta que, depois d'Ele ser crucificado, Maria observou "onde Ele fora colocado" (Marcos 15:47). Ela assistiu quando tiraram o Seu corpo crucificado da cruz, envolveram-no em panos e O puseram num túmulo que pertencia a José de Arimateia. E enquanto os guardas decidiam se colocavam ou não um soldado junto ao túmulo, ela passou a noite inteira lá sozinha, antes dos guardas chegarem — antes dos discípulos chegarem.

E seu amor foi recompensado. Deus disse: "Vocês me procurarão e me acharão quando me procurarem de todo o coração" (Jeremias 29:13). Deus recompensa a pessoa diligente. E aos que dedicam tempo do dia para buscar o Senhor, aos que dedicam tempo para ler a Sua Palavra, aos que dedicam tempo para servi-Lo. A esses é que Ele revela Suas verdades.

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Pequena, Porém Mortal

"Toda espécie de animais, aves, répteis e criaturas do mar doma-se e é domada pela espécie humana; a língua, porém, ninguém consegue domar. É um mal incontrolável, cheio de veneno mortífero." (Tiago 3:7-8)

Há alguns anos fui à Rose Parade (EUA). Um dos momentos mais memoráveis deste impressionante desfile foi quando vi um homem andando na Colorado Boulevard sobre as costas de um búfalo. Eu nunca tinha visto nada como aquilo. Eu havia visto búfalos em estado selvagem, mas eu nunca tinha visto ninguém realmente montar um. Com nada além de um freio e uma rédea, o cavaleiro veio galopando rua abaixo sobre aquela fera. Foi inacreditável. Aquilo só mostrou o que um freio pode fazer.

Um animal controlado por um freio pode prestar um ótimo serviço. Mas descontrolado, pode trazer muito prejuízo. Da mesma forma, uma língua controlada por Jesus Cristo pode ser uma grande bênção. Mas descontrolada, pode causar muito dano. Assim como um cavalo é controlado por um freio, somos controlados por nossas palavras. Pense nisso: Uma palavra ou uma declaração pode determinar o curso de nossas vidas. Por exemplo, dizer "eu acredito" às afirmações de Cristo pode mudar nosso destino eterno. Nossas palavras afetam dramaticamente o curso que nossas vidas tomarão.

Tiago 3:5 diz, "[...] a língua é um pequeno órgão do corpo [...]", o que significa simplesmente que é uma pequena parte do nosso corpo. Mas pode causar muito dano. Podemos ver alguém com bíceps protuberantes e pernas musculosas e nos sentir intimidados. Mas deveríamos mesmo nos preocupar é com o pequeno órgão de aproximadamente 60 gramas de membrana mucosa em nossa boca - a língua. Isso pode causar mais danos do que qualquer outra coisa.

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

O Momento da Tentação

"Assim, aquele que julga estar firme, cuide-se para que não caia!" (1 Corintios 10:12)

A história nos diz que durante a Segunda Guerra Mundial, Hitler tinha uma estratégia interessante para atacar as várias nações europeias: o ataque era sempre num fim de semana. Hitler sabia que os vários parlamentos não estariam reunidos, tornando mais difícil reagir rapidamente a uma invasão.

Da mesma forma, o diabo espera por um momento oportuno, aquele momento decisivo para atacar. Pode ser quando a nossa guarda está baixa, quando não estamos esperando. Pode até acontecer quando pensamos que somos os mais fortes, quando pensamos que estamos indo muito bem espiritualmente, que estamos realmente crescendo e que tudo está indo muito bem. Frequentemente os crentes mais fracos são menos vulneráveis ​​do que os mais fortes, porque os crentes mais fracos reconhecem sua fragilidade e vulnerabilidade. A Bíblia diz: "Aquele que julga estar firme, cuide-se para que não caia".

Talvez recentemente você tenha experimentado uma grande bênção em sua vida. Essa bênção pode envolver a sua família, a sua carreira, o seu ministério ou a sua caminhada pessoal com Deus. Mas o inimigo quer roubar você disso. Lembre-se: quando Jesus foi batizado no rio Jordão, o Espírito Santo veio sobre Ele na forma de uma pomba e uma voz foi ouvida do céu pelo Pai, dizendo: "Tu és o meu Filho amado; em ti me agrado" (Lucas 3:22) A Bíblia diz que, depois disso, Jesus foi tentado pelo diabo no deserto (ver Lucas 4:1-14).

Lembre-se: não é pecado ser tentado. Até Jesus foi tentado. O pecado só ocorre quando cedemos a essa tentação. Quando abrimos a porta e a deixamos entrar. É por isso que devemos fugir da tentação e nunca olhar pra trás.

quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

O Privilégio de Dar

"E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância ceifará." (2 Coríntios 9:6)

Ouvi a história de um pregador do sul que dizia à sua congregação: "Temos que engatinhar antes de andar."
A congregação respondeu em uníssono: "Vamos engatinhar, pregador. Vamos engatinhar".
Então o pregador disse: "Temos que andar antes de fazer cooper." "Então temos que andar, Pregador. Vamos caminhar", veio a resposta.
O pregador continuou: "Temos que fazer cooper antes de correr". "Vamos fazer cooper, Pregador. Vamos fazer cooper", eles responderam.
"Mas antes de correr", disse ele, "temos que aprender a doar."
Houve um momento de silêncio, seguido por: "Vamos engatinhar, Pregador. Vamos engatinhar."

Toda vez que um pastor levanta o assunto das finanças, algumas pessoas ficam um pouco desconfortáveis. Mas a Bíblia certamente tem muito a dizer sobre dinheiro. É o assunto principal de quase metade das parábolas que Jesus contou. Além disso, um em cada sete versículos do Novo Testamento trata desse assunto. A Escritura oferece quinhentos versículos sobre oração, menos de quinhentos sobre fé e mais de dois mil sobre o assunto dinheiro.

Uma das razões pelas quais nos sentimos desconfortáveis ​​com este tópico é por causa do abuso nessa área por parte de alguns líderes cristãos. A representação errada de Deus é como um embrulho no estômago. Mas vamos reconhecer que a Bíblia tem muito a dizer sobre o ato de dar e há muitas promessas maravilhosas ligadas a ele.

Sim, é uma responsabilidade, mas é mais do que isso. É também um privilégio.

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

O Espelho da Lei de Deus

"Aquele que ouve a palavra, mas não a põe em prática, é semelhante a um homem que olha a sua face num espelho e, depois de olhar para si mesmo, sai e logo esquece a sua aparência." (Tiago 1:23-24)

Algumas pessoas realmente gostam de espelhos. Elas estão sempre olhando para eles. Quando estão dirigindo, deixam o espelho retrovisor apontado para si mesmas, em vez de apontar para a estrada atrás delas. Se estão em um restaurante que tem um espelho na parede, querem estar sentadas na frente dele para que possam olhar para si mesmas. Essas pessoas nunca perdem a oportunidade de dar uma rápida olhada em si mesmas, se houver um espelho por perto. Alguns de nós, por outro lado, não gostam muito de espelhos. De fato, passamos a não gostar de espelhos, especialmente no início da manhã.

Um espelho reflete a sua imagem e isso não é necessariamente uma coisa ruim. Por exemplo, imagine que você está saindo de um restaurante indo de volta para o trabalho e percebe que todos estão rindo para você. Você pensa: devo estar bonito(a)! Todos me amam. Então você se vê de relance num espelho e descobre porque todos estão rindo. Você não só acabou de comer o seu almoço: você está usando-o. Um pedaço de massa está preso em seu queixo, com molho e tudo. Que embaraçoso, né? Teria sido bem melhor se você tivesse visto isso no espelho e resolvesse o problema, antes de passar o resto do dia com aquele macarrão no queixo. O espelho estaria mostrando algo em você que precisava ser consertado.

Da mesma forma, a lei de Deus é como um espelho moral. Quando olhamos no espelho da lei de Deus, vemos que grandes mudanças precisam acontecer. Também percebemos que não podemos manter as coisas como estavam. Então esse espelho nos leva a Jesus.

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Na Sua Força

"E saberá toda esta congregação que o Senhor salva, não com espada, nem com lança; porque do Senhor é a guerra, e ele vos entregará na nossa mão." (1 Samuel 17:47)

O historiador grego Heródoto contou a história de trezentos homens de Esparta que defenderam bravamente o país contra a invasão do exército Persa. Quando os persas lançaram um ataque contra a Grécia, com uma força de mais de dois milhões de combatentes liderados por Xerxes, eles tiveram que passar por uma pequena área conhecida como passagem das Termópilas, que era uma pequena abertura entre alguns penhascos irregulares.

O exército da Grécia, obviamente querendo voltar atrás, pediu ajuda de tropas, mas tudo o que conseguiu reunir foram trezentos soldados de Esparta, liderados por seu rei, Leônidas. Ele pensou que se pudesse segurar a área por um tempo, reforços viriam. Então liderou os seus trezentos homens contra os dois milhões de persas em Termópilas. Para surpresa de todos, os espartanos lutaram bravamente e estavam vencendo! Soldados persas caíam um após o outro. Então Xerxes enviou suas tropas de elite chamadas Imortais. Estes eram os melhores homens em seu exército, mas os espartanos massacraram os Imortais como todos os outros. Os persas só prevaleceram quando um traidor grego lhes mostrou o caminho para atacar os espartanos por trás. Todos os trezentos homens foram mortos. E apesar de terem perdido a batalha, não perderam a guerra porque os reforços finalmente chegaram. Os espartanos tinham ganhado o tempo necessário e os exércitos gregos acabaram prevalecendo contra os persas.

O mesmo é verdade no mundo espiritual, enquanto lutamos numa guerra espiritual. Deus pode fazer muito com pouco. Nossos números podem não ser grandes, mas nosso Deus é Todo-Poderoso. E, à medida em que avançamos em Sua força, podemos fazer a diferença.

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Tribulações Geradas Por Nós Mesmos

"Quando alguém for tentado, jamais deverá dizer: 'Estou sendo tentado por Deus'. Pois Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta." (Tiago 1:13)

Às vezes passamos por tribulações que são resultado de nossas próprias ações, do nosso egoísmo, orgulho, ganância ou luxúria. E aí, quando isso acontece e colhemos o resultado do nosso pecado, ficamos furiosos com Deus.

Mas Tiago 1:13-15 diz: "Quando alguém for tentado, jamais deverá dizer: 'Estou sendo tentado por Deus'. Pois Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta. Cada um, porém, é tentado pela própria cobiça, sendo por esta arrastado e seduzido. Então a cobiça, tendo engravidado, dá à luz ao pecado; e o pecado, após ter-se consumado, gera a morte."

Nós fortalecemos os elos de ações pequenas e comprometedoras e, antes de notarmos, uma enorme corrente está em volta de nós e não temos para quem pedir ajuda.

Eu costumava ganhar corridas do meu filho mais velho, Christopher. Anos atrás, porém, quando estávamos na praia, eu escolhi um lugar e falei: "Christopher, vou ganhar de você. Vamos correr até aquele lugar." Começamos e, para minha surpresa, ele ganhou. Eu pensei: como isso é possível? Eu segurei aquela criança em minhas mãos quando ela nasceu. Eu o vi crescer. Bem, ele cresceu. Eis o que aconteceu.

Da mesma forma, é isto o que acontece com o pecado. Achamos que podemos lidar com ele. Pensamos que é pequeno. Mas Tiago diz que quando o pecado está maduro, ele nos leva para a morte. Num dia desses, o pecado irá crescer e irá simplesmente vencer. Eis o que acontece.

sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

Perguntar Não Ofende

"Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida" (Tiago 1:5)

Uma das primeiras coisas que perguntamos quando as coias vão mal, quando as provações surgem em nosso caminho (e pode haver tantas maneiras pelas quais elas se manifestam) é: "Por que, Senhor? Por que Tu permites que isso aconteça? O que eu fiz para merecer tal destino?"

Talvez você tenha perdido o seu emprego. Talvez tenha adoecido. Ou tenha perdido um ente querido. Algo que lhe traga uma grande angústia e que simplesmente continua. E você se pergunta: por quê? Tiago 1:5 diz: "Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida." 

Quando você estiver passando por esses momentos difíceis, não há nada de errado em dizer: "Senhor, o que você está tentando me ensinar? Há alguma lição a ser aprendida aqui? Porque, se existe, eu quero aprender. Quero passar por isso o mais rápido possível. Se isso vai continuar por um tempo e não há nada que eu possa fazer para mudar, tudo bem. Mas se houver algo que eu precise aprender, e que fará com que isso tenha um fim, então diga-me agora, Senhor ".

É importante que saibamos que Deus tem lições que Ele quer que aprendamos em tempos de provação. E, muitas vezes, é simplesmente ver se estudamos o conteúdo.

quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Destinado a Trabalhos Especiais

"Pois aqueles que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos." (Romanos 8:29)

Certa vez eu li sobre um viajante que estava visitando uma madeireira no noroeste dos EUA. Ele observava com grande curiosidade como um lenhador, trabalhando ao lado de um riacho, periodicamente golpeava seu gancho afiado em um tronco e depois o selecionava. Este visitante não conseguiu entender o motivo pelo qual o lenhador pegava certos troncos e deixava outros passarem.

Quando o visitante perguntou ao lenhador sobre isso, ele respondeu: "Esses troncos podem ser parecidos para você, mas eu vejo bem a diferença entre eles. Os que eu deixei passar cresceram em um vale onde estavam sempre protegidos das tempestades. Sua fibra é grossa. Mas os troncos que eu peguei vêm do alto das montanhas. Eles foram castigados por ventos fortes desde que eram bem pequenos e isso endurece as árvores e lhes dá uma fibra fina. Nós separamos esses troncos para trabalhos especiais. Eles são bons demais para serem usados ​​como madeiras comuns."

Talvez Deus esteja te separando para um trabalho especial. Talvez você esteja passando por dificuldades e pergunte: "Por que, Senhor? Qual é o propósito?" Talvez Ele tenha revelado isso para você, talvez não. Mas saiba disso: Ele está procurando torná-lo mais parecido com Jesus. Faz parte da vida cristã e acontece com todos. Todo mundo passa por dificuldades. Mas um filho de Deus pode ter a certeza de que tudo o que acontece em sua vida faz parte do plano e propósito de Deus.

quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

Pense Antes de Falar

"Os lábios do justo sabem o que é próprio, mas a boca dos ímpios só conhece a perversidade." (Provérbios 10:32)

J. Vernon McGee costumava dizer que o único exercício que alguns cristãos fazem é acabar com os outros e tirar conclusões precipitadas.

Calúnia e fofoca são pecados que, infelizmente, são muito comuns na igreja hoje. Quantas vezes foram espalhados rumores baseados em informações que simplesmente não eram verdade, porque uma pessoa não teve tempo de investigar? A Bíblia diz: "Quem responde antes de ouvir, comete insensatez e passa vergonha" (Provérbios 18:13).

Fofoca e calúnia são muito mais fáceis de difundir, não é mesmo? Alguém já fez fofoca sobre você? Alguma coisa já foi dita sobre você que simplesmente não era verdade? Provérbios 18:8 diz: "As palavras do caluniador são como petiscos deliciosos; descem até o íntimo do homem." A fofoca é assim.

Alguém pode dizer: -"Você ouviu isso?" . Então, nós aproveitamos essa pequena e saborosa informação. Podemos engolir facilmente, mas no final, é como uma ferida. Isso machuca outras pessoas e pode nos machucar também.

Então, quando ouvimos uma fofoca ou calúnia, o que devemos fazer? Precisamos fazer algumas perguntas: É verdade? Se não for verdade, não repita. A informação ajudará? É inspiradora? É necessária? É gentil?

Você pode estar pensando: - Bem, Greg, se eu fizesse essas perguntas o tempo todo, haveria muitas coisas que eu não diria. Bem isso. Então não as diga. Você será uma pessoa melhor por não dizê-las. E muitas outras pessoas também o serão.

terça-feira, 1 de janeiro de 2019

Nosso Dever de Fazer Discípulos

"Então, Jesus aproximou-se deles e disse: 'Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações [...]'" (Mateus 28:18-19)

Depois que me tornei cristão, eu não sabia bem o que fazer. Eu tinha dezessete anos e estava no colégio. Ninguém me disse que eu tinha que ler a Bíblia, orar, ou ir à igreja. Ninguém me deu nada para ler, muito menos uma Bíblia.

Então durante uns dias eu fiquei numa espécie de terra-de-ninguém espiritual. Já não me sentia mais muito à vontade com meus velhos amigos, com os quais eu andava antes. Mas também não me sentia à vontade com os cristãos. Um dos motivos é que eu mal entendia o que eles diziam, pois falavam uns com os outros num tipo de linguagem enigmática.

Felizmente, um jovem chamado Mark me acolheu. Ele me convidou a frequentar a igreja com ele e começou a me ajudar a crescer espiritualmente. Ele me ensinou a ler a Bíblia e orava comigo. Ele foi o primeiro cristão de verdade que eu conheci, que me passou um modelo do que significava seguir Jesus. Ele não era estudioso profissional da Bíblia, mas era um fiel de verdade. Ele causou impacto na minha vida e me pôs num caminho de crescimento espiritual. Em suma, Mark me tomou para discípulo.

O que ele fez por mim é o que precisamos fazer pelos outros — não só buscar homens e mulheres para Jesus Cristo, mas também fazer deles discípulos. Qualquer coisa abaixo disso está aquém da Grande Comissão.