segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

Essencial Para o Evangelismo

"'Não é a minha palavra como o fogo', pergunta o Senhor, 'e como um martelo que despedaça a rocha?'" (Jeremias 23:29)

Billy Graham disse certa vez: "Repetidas vezes em meu ministério, eu citei um versículo bíblico em um sermão, às vezes sem planejar com antecedência, apenas para alguém me dizer depois que foi esse versículo que o Espírito Santo usou para trazer convicção e fé para ele."

Conhecer a Palavra de Deus é essencial para qualquer pessoa que queira levar outras pessoas a Jesus Cristo. Qualquer um que compartilhe o evangelho precisa usar a Palavra de Deus.

Quando Filipe encontrou o etíope no deserto, a Bíblia nos diz: "Então Filipe, começando com aquela passagem da Escritura, anunciou-lhe as boas novas de Jesus" (Atos 8:35). E se Filipe não tivesse estudado as Escrituras antes do etíope procurar respostas? Ele teria que dizer: "Eu não sei, essa é uma boa pergunta. Posso responder depois?" Felizmente, Filipe estava bem versado no que as Escrituras ensinavam.

É por isso que nos é dito em 2 Timóteo 2:15: "Procure apresentar-se a Deus aprovado, como obreiro que não tem do que se envergonhar, que maneja corretamente a palavra da verdade." Não estou dizendo que precisamos ter as respostas para todas as perguntas. Mas estou dizendo que precisamos estudar e nos preparar da maneira mais eficaz possível. E se não tivermos a resposta, que isso nos impulsione de volta às páginas da Escritura para encontrá-la, para a próxima vez que surgir essa pergunta.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

Quatro Coisas Que Devemos Saber

"[...] pôs no coração do homem o anseio pela eternidade [...]" (Eclesiastes 3:11)

Há quatro coisas que devemos saber sobre cada pessoa na face da Terra. Não importa o quanto ela seja bem ou mal sucedida, famosa ou comum, atraente ou não. Todas possuem esses quatro traços.

1. Há um vazio essencial em cada pessoa que ainda não aceitou a Cristo. Todo mundo está essencialmente vazio. Não importa quanto dinheiro ou prestígio a pessoa tenha. Ela tem que lidar com esse vazio. As Escrituras dizem que Deus fez Sua criação sujeita à vaidade, ao vazio, o que significa que há um vácuo, um buraco, dentro de cada homem, mulher e criança;

2. As pessoas são solitárias. Pode-se supor que há uma sensação de solidão em cada indivíduo. Albert Einstein escreveu certa vez: "É estranho ser conhecido de forma tão universal e, no entanto, ser tão solitário." As pessoas são solitárias. Precisamos saber disso;

3. As pessoas têm um sentimento de culpa. Elas podem tentar mascará-lo com álcool ou recorrer a um psicólogo ou psiquiatra que lhes diga que não há culpa. Mas elas se sentem culpadas por coisas que fizeram de errado e têm que lidar com isso. O chefe de uma instituição psiquiátrica em Londres disse: "Eu poderia liberar metade dos meus pacientes se pudesse encontrar uma maneira de aliviá-los do sentimento de culpa."

4. As pessoas têm medo de morrer. Algumas mais arrogantes podem dizer: "Eu não. Eu não tenho medo de morrer." Mas têm sim.

Portanto, não se intimide com as fachadas atrás das quais as pessoas se escondem, nem suponha que elas não querem ouvir o que você tem a dizer sobre a sua fé em Cristo. Lembre-se: você costumava ser uma dessas pessoas. Eu também. E nós respondemos ao evangelho. Elas também responderão.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

A Chave Para as Orações Serem Atendidas

"Se vocês permanecerem em mim, e as minhas palavras permanecerem em vocês, pedirão o que quiserem, e lhes será concedido." (João 15:7)

Quantas vezes você já sentiu que suas orações estavam batendo em um teto de vidro - como se o Senhor estivesse dizendo não? Talvez fosse porque você estava orando fora da vontade Dele. Talvez fosse porque você estava orando por algo que Deus não queria que você tivesse.

Precisamos nos lembrar da promessa que Jesus falou em João 15:7, que diz: "Se vocês permanecerem em mim, e as minhas palavras permanecerem em vocês, pedirão o que quiserem, e lhes será concedido." Eu realmente gosto dessa tradução - especialmente a parte que nos diz para pedir o que quisermos.

Mas vamos nos lembrar também da condição: "Se vocês permanecerem em mim, e as minhas palavras permanecerem em vocês..." Se você mantém uma comunhão viva com Deus e Suas palavras estão sempre com você, seus desejos vão mudar. Suas orações não serão necessariamente as mesmas de antes. Ao entrar em sincronia com a vontade de Deus, você verá que a oração não está fazendo com que Deus faça o que você quer que Ele faça; mas a oração está fazendo com que você faça o que Ele quer que você faça.

Você descobrirá a importante verdade de que a oração não está moldando Deus à nossa maneira; mas está nos moldando em Seu caminho. E então você verá as suas orações sendo respondidas afirmativamente.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

A Importância de Manter o Ritmo

"[...] Enoque andou com Deus 300 anos e gerou outros filhos e filhas" (Gênesis 5:22)

Fico feliz que a Bíblia compara a vida cristã não apenas a uma corrida, mas também a uma caminhada. Isaías 40:31 diz: "Mas aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças; voam alto como águias, correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam."

O livro de Gênesis nos fala sobre um homem chamado Enoque que andou com Deus por trezentos anos. Enoque nos ensina a importância de nos equilibrarmos na corrida espiritual. Digo isso porque há pessoas que têm um relacionamento "ioiô" com Deus. Ou estão totalmente desviadas, ou tão apaixonadas a ponto de serem desagradáveis. Elas andam descompassadamente.

Aprendi a importância disso num dia em um passeio de bicicleta de trinta e cinco quilômetros com alguns amigos. Eu tinha muita energia, então pedalava à frente do bando. Mas então perdia força e recuava. Aí eu tinha outra explosão de energia e pedalava à frente de todos os outros. E eles me alcançavam e me passavam. Quando chegamos ao nosso destino e começamos a voltar, um dos caras com quem eu estava pedalando teve que literalmente me empurrar, porque eu não tinha forças. Essa não era a melhor maneira de realizar o passeio. O objetivo era chegar lá e voltar.

O mesmo é verdade na corrida espiritual. O objetivo não é apenas correr rápido. É correr muito e terminar. Esse é o objetivo. Se você quer crescer espiritualmente, então precisa se equilibrar na corrida da vida - porque você estará nela até completar o percurso.

terça-feira, 25 de dezembro de 2018

Por Que Jesus Nasceu de Uma Virgem?

"Eu lhes disse que vocês morrerão em seus pecados. Se vocês não crerem que Eu Sou, de fato morrerão em seus pecados." (João 8:24)

Larry King disse uma vez que se pudesse escolher uma pessoa para entrevistar no curso da história humana, ele escolheria entrevistar Jesus Cristo. King disse que gostaria de perguntar a Jesus "se Ele realmente nasceu de uma virgem." Ele acrescentou: "A resposta para essa pergunta definiria a história para mim." No entendimento de Larry, o nascimento de uma virgem é algo realmente importante.

Se você for um cristão que crê na Bíblia, não pode descartar o que as Escrituras ensinam sobre esse assunto. Eu até acrescentaria que, se você não acredita que Jesus foi sobrenaturalmente concebido no ventre da Virgem Maria, então não pode realmente ser um cristão.

Essa é uma parte essencial da doutrina cristã. Se Cristo não foi concebido no ventre de Maria pelo Espírito Santo, se seu pai biológico era realmente José, então Ele era um pecador. E se Ele era um pecador, a Sua morte na cruz não paga os meus pecados ou os seus.

O fato é que, porque Jesus foi sobrenaturalmente concebido no ventre de Maria, Ele era totalmente Deus, mas também era totalmente homem. Jesus disse: "Se vocês não crerem que Eu Sou, de fato morrerão em seus pecados" (João 8:24). Em outras palavras, "se você não acredita que eu sou Deus, você não é realmente um crente."

EU SOU é a declaração de Deus sobre Si mesmo. Quando Moisés quis saber o que dizer quando as pessoas lhe perguntassem quem o havia enviado, Deus lhe disse: "Eu Sou o que Sou. É isto que você dirá aos israelitas: Eu Sou me enviou a vocês" (Êxodo 3:14).

É por isso que o nascimento da virgem é um ensinamento tão essencial. Cristo não era Deus porque nasceu de uma virgem; Ele nasceu de uma virgem porque era Deus.

segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

Não Presentes, Mas a Sua Presença

"O Senhor diz: 'Esse povo se aproxima de mim com a boca e me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. A adoração que me prestam só é feita de regras ensinadas por homens.'" (Isaías 29:13)

Certa vez, ouvi uma história de uma mãe que havia saído para fazer compras de Natal, tentando comprar tudo o que precisava de forma frenética. O seu filho pequeno havia ido junto quando, de repente, ela o perdeu de vista. Em pânico, começou a procurar de um lado para o outro e então o achou com o rosto colado numa vitrine, olhando para um presépio, com Jesus na manjedoura.

Ele falou: "Mãe, mãe! Olha! É Jesus deitado no feno!"

"Vamos!" disse ela, enquanto pegava-lhe pela mão e o tirava dali. "Não temos tempo pra isso."

Exatamente. Esse é o grande problema dessa época do ano que todos chamamos de Natal. Podemos ficar tão ocupados celebrando o Natal que nos esquecemos de Cristo. Na verdade, podemos até nos perder de Deus no meio disso tudo. Podemos facilmente perder Deus na tão falada celebração de Jesus. Para muitos, a história do Natal é aquela que fala de Papai Noel, neve, renas e presentes.

Mas, tecnicamente, podemos perder Deus? Não, não podemos. Você não tem como perder alguém quando sabe onde ele está. Mas você pode perde-lo de vista. E muitos perdem Deus de vista, especialmente nessa época do ano.

Talvez você já tenha tido a experiência de falar com alguém que estava verificando e-mail ou redes sociais, enquanto você precisava dizer algo importante.

Deus nunca faz isso. Deus nunca está desinteressado. Deus nunca está distraído. E mesmo que nos esqueçamos Dele, Ele nunca se esquece de nós. Natal não são presentes. Natal é a Sua presença em nossas vidas.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

Um Filho Nos Foi Dado

"Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi dado, e o governo está sobre os seus ombros. E ele será chamado Maravilhoso Conselheiro, Deus Poderoso, Pai Eterno, Príncipe da Paz." (Isaías 9:6

Num sentido amplo, Deus é onipresente, o que significa que por todos os lugares aonde vamos, lá está Ele. Mas se realmente quisermos Deus conosco e, mais especificamente, se quisermos Cristo vivendo em nossos corações, devemos nos desviar de nossos pecados e crer Nele.

O lindo bebê na manjedoura veio com um propósito expresso: morrer pelos pecados do mundo. O nascimento de Jesus foi para que houvesse a morte de Jesus e, finalmente, a ressurreição de Jesus. Ele nasceu para morrer para que pudéssemos viver.

Eu, pessoalmente, conheço a dor de se perder um filho. E acho que, para um pai, não há dor maior do que essa. Deus sabe tudo sobre isso. Ele sabe o que é perder um filho. Nós falamos sobre o sacrifício de Jesus e, com justiça, quando Ele veio a essa terra, deixou de lado os Seus privilégios de divindade e, voluntariamente, foi para uma cruz e morreu pelos pecados do mundo. Mas não nos esqueçamos do sacrifício do Pai que viu o Seu Filho entrar neste mundo.

Isaías 9:6 resume perfeitamente: "Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi dado, e o governo está sobre os seus ombros. E ele será chamado Maravilhoso Conselheiro, Deus Poderoso, Pai Eterno, Príncipe da Paz."

Isso nos dá a perspectiva do Céu e da Terra. Da perspectiva da Terra, nasceu uma criança entre nós. É isso que celebramos no Natal. Mas da perspectiva do Céu, um Filho nos é dado. O Pai enviou o Filho. Ele fez isso porque nos ama a todos, porque quer que tenhamos o dom supremo: o dom da vida eterna.
Esse é o único presente que Ele continua dando.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

A Mensagem do Natal

"Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna" (João 3:16)

Quando eu era criança, sempre quis uma família, mas nunca tive uma. Lembro-me de um Natal com minha mãe quando morávamos num hotel. Levantei-me na manhã de Natal, animado para abrir os presentes, mas ela desmaiou de uma noite de bebedeira. Olhei em volta e pensei: tem que ficar melhor que isso.

Eu acreditava que o Natal falasse de algo maior. O que o Natal realmente fala é o que podemos ter um relacionamento com Jesus Cristo. A mensagem principal do Natal é que Deus veio a nós: "'A virgem ficará grávida e dará à luz um filho, e lhe chamarão Emanuel' que significa 'Deus conosco'" (Mateus 1:23).

Os primeiros presentes de Natal não foram do bom velhinho para as crianças. Pelo contrário, o primeiro presente de Natal foi o dom de Deus via Jesus Cristo para nós: "Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna" (João 3:16).

A mensagem do Natal significa isto: você nunca mais estará sozinho na vida. Jesus disse: "Se alguém me ama, guardará a minha palavra. Meu Pai o amará, nós viremos a ele e faremos nele morada" (João 14:23). Essa é uma afirmação incrível. Deus Pai e Deus Filho estão dizendo que querem morar com você e eu.

Jesus disse: "E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos" (Mateus 28:20). Essa é uma promessa para todas as pessoas. Por quê? Por causa de Emanuel - Deus é conosco.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

"Senhor: Confio em Ti"

"Embora ele me mate, ainda assim esperarei nele [...]" (Jó 13:15)

Às vezes, Deus glorifica-Se na maneira como você e eu nos apoiamos Nele em meio aos nossos sofrimentos e dificuldades. Outras vezes Ele Se glorifica simplesmente removendo essas coisas.

Ele nem sempre diz não, e nem sempre diz aguarde. Às vezes, Ele intervém logo, trazendo socorro, sabedoria, consolação e providência. Já vi isso ocorrer muitas e muitas vezes ao longo de minha vida e ministério.

O evangelho de João conta a história de Jesus e Seus discípulos encontrando um homem que era cego de nascença. Os discípulos perguntaram ao Mestre: "Quem pecou: este homem ou os seus pais, para que ele nascesse cego?" (João 9:2).

Soa um pouco como uma nova versão das acusações que os conselheiros de Jó atiraram contra ele, não é? De quem seria a culpa? Por que ele ficou doente? Quem cometeu o pecado? Na verdade, pode não ter nada a ver com pecado pessoal. Pessoas fiéis podem sofrer também e, ainda assim, estar no centro dos planos e objetivos de Deus.

Jesus tinha uma resposta enfática para os discípulos quando lhe perguntaram: "Quem pecou: este homem ou seus pais, para que ele nascesse cego?"

"'Nem ele nem seus pais pecaram, mas isto aconteceu para que a obra de Deus se manifestasse na vida dele" (versículo 3). Deus queria demonstrar o Seu poder curando aquele homem — como havia feito quando ressuscitara Lázaro. Mas também devemos reconhecer que há ocasiões em que Deus escolhe não curar os cegos, nem reviver os mortos, nem fazer o que lhe imploramos com lágrimas de angústia.

E aí é que temos que confiar Nele.

É aí que devemos fazer o que Jó fez quando o seu mundo desmoronou: Ele disse: "Louvado seja o nome do Senhor" (Jó 1:21). Ele não disse: "Eu entendo. Eu Te entendo." Ele estava apenas dizendo: "Senhor, confio em Ti."

Jó viveu uma vida real, num tempo real e no meio de seu sofrimento não podia ler o fim de sua própria história para ver como as coisas iriam terminar. Mesmo assim, disse: "Louvado seja o nome do Senhor". Devemos fazer o mesmo.
Link para o texto original

terça-feira, 18 de dezembro de 2018

O Natal é Uma Promessa


"O povo que vivia nas trevas viu uma grande luz; sobre os que viviam na terra da sombra da morte raiou uma luz" (Mateus 4:16)

Para aqueles que perderam um ente querido, como minha família, o Natal pode ser particularmente difícil, especialmente porque é tão cheio de lembranças. Muitas das nossas memórias são acionadas. E quando você vê outras pessoas se divertindo, isso pode realmente trazer-lhe muita tristeza. Pode até levá-lo ao ponto em que você simplesmente gostaria de pular o Natal completamente.
- Você já quis cancelar o Natal? Eu já.

Não estou dizendo que deveríamos cancelar a celebração do nascimento de Cristo, obviamente. Não estou dizendo que devemos desligar as nossas luzes e guardar os nossos presentes. Mas deveríamos cancelar a versão do Natal que não tem lugar para Deus. Deveríamos  cancelar a versão do Natal que diz "Boas Festas" em vez de "Feliz Natal". Deveríamos cancelar a versão do Natal que consiste em intermináveis ​​novidades e atividades sem pensar em Jesus.

Vamos voltar ao que o Natal realmente é: uma celebração do nascimento de Jesus. Eu gosto do Natal. Acho que no seu melhor, o Natal é uma promessa. Na melhor das hipóteses, o Natal é passar o tempo com a família e os amigos, aproveitando as refeições do feriado, rindo juntos, trocando presentes e louvando juntos. Acho que tudo isso é um vislumbre do que está por vir - porque o Natal é realmente uma promessa do Céu, uma promessa de algo melhor.

Você pode olhar em volta e dizer: "Desejo que meu ente querido que está com o Senhor possa ver isso". Você está olhando para luzes cintilantes, mas você não acha que o que seu ente querido está vendo é melhor do que o que você está vendo? Você pode estar experimentando alegrias temporárias, mas o seu ente está na presença de Deus, vendo o Senhor em toda a Sua glória. Esse é um Natal que vale a pena ser comemorado.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Destruição Disfarçada

"O amor deve ser sincero. Odeiem o que é mau; apeguem-se ao que é bom". (Romanos 12:9)

Uma das primeiras coisas de que me lembro quando entreguei a minha vida a Jesus Cristo foi a erosão da amargura e da raiva e o crescimento de um amor que antes eu não conhecia. Anos de amargura e raiva que haviam se acumulado começaram a se dissolver.

Se afirmarmos ser seguidores de Cristo e abrigarmos amargura ou ódio em nossos corações para com alguém, há algo muito errado. João foi muito claro quando escreveu: "Se alguém afirmar: 'Eu amo a Deus', mas odiar o seu irmão, é mentiroso, pois quem não ama seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê" (1 João 4:20). João estava dizendo que, se tivermos ódio em nossos corações para com os membros do corpo de Cristo, irmãos cristãos, há algo errado em nossa vida espiritual.

Talvez alguém tenha prejudicado ou magoado você no passado. Mesmo assim, Deus pede que você ame e perdoe essa pessoa e não que se vingue dela. Eis o por quê: essa amargura e ódio causarão mais danos a você do que à outra pessoa. Isso vai lhe corroer por dentro. Isso destruirá a sua vida. Isso vai atrapalhar o seu tempo de oração com Deus. Isso vai atrapalhar a sua adoração. Será, para todos os efeitos práticos, um obstáculo ao relacionamento que Deus quer ter com você.

Não há lugar para ódio, amargura ou preconceito no coração de um filho de Deus. Deus quer que o nosso amor seja honesto e sem hipocrisia.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Conformado ou Transformado?

"Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus" (Romanos 12:2)

Um bando de gansos selvagens estava migrando para fugir do inverno, quando um ganso olhou para baixo e notou um grupo de gansos domesticados num lago próximo a uma fazenda. Todos os gansos selvagens notaram então que os da fazenda tinham muitos grãos para comer. A vida parecia relativamente boa para eles. Então eles ficaram com esses gansos e aproveitaram a comida que estava lá. Eles decidiram que iriam se juntar ao seu antigo bando quando fossem migrar de volta. Quando a primavera chegou, eles ouviram os gansos no alto e voaram para se juntar a eles. Mas, voar tinha se tornado uma tarefa difícil, pois haviam engordado muito com toda aquela fartura de grãos. Então decidiram passar mais uma temporada na fazenda e depois juntar-se aos gansos em sua próxima migração de inverno. Quando os gansos voaram no ano seguinte, os gansos bateram um pouco as suas asas, mas continuaram comendo os seus deliciosos grãos. Eles simplesmente perderam o interesse por partir.

Isso é o que acontece no processo do mundo influenciando as nossas vidas. É sutil. Não é necessariamente dramático, nem costuma acontecer da noite para o dia. É gradual e vai causando destruição em nossas vidas à medida em que rebaixamos os nossos padrões. Logo, as coisas de Deus se tornam menos interessantes e as coisas deste mundo se tornam mais atraentes. Depois de um tempo, não temos interesse nas coisas de Deus.

Nós temos uma escolha: seremos conformados com este mundo, ou seremos transformados pela renovação de nossas mentes. É uma coisa ou outra. A questão é: qual caminho você irá trilhar?

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Vivendo Vitoriosamente

"Desde o poente os homens temerão o nome do Senhor, e desde o nascente, a sua glória. Pois ele virá como uma inundação impelida pelo sopro do Senhor." (Isaías 59:19)

Lembro-me de ler certa vez uma história sobre uma das batalhas entre o General Lee e o General Grant durante a Guerra Civil dos Estados Unidos. O General Lee era o chefe das forças confederadas e era conhecido por suas táticas brilhantes, em fazer muito com pouco. Ele não tinha a organização do exército da União ou a sua mão-de-obra, mas foi capaz de se mover de forma eficaz e frustrar os seus inimigos em várias ocasiões. Suas façanhas se tornaram tão lendárias que os soldados da União ficaram aterrorizados com ele.

Certa noite, alguns soldados da União estavam em volta da fogueira, conversando sobre o General Lee. Eles disseram: "E se o General Lee fizer isso? O que vamos fazer?" O General Grant estava parado a poucos metros de distância. Então ele se aproximou e disse aos soldados: "Do jeito que vocês estão falando, parece que o General Lee vai dar uma cambalhota e cair no meio do nosso acampamento. Parem de falar sobre o que ele vai fazer e deixem ele se preocupar com o que nós vamos fazer."

Às vezes vejo a mesma coisa acontecendo na igreja: "Oh, o diabo está fazendo isso. O diabo está fazendo aquilo. Você ouviu sobre aquela coisa terrível que aconteceu?"
Acho que devemos parar de nos concentrar tanto no que o diabo está fazendo e parar de nos preocupar tanto com o que ele fará; em vez disso, deixemos que ele se preocupe com o que nós, cristãos, faremos.

Em vez de tremer de medo com o que o diabo está fazendo, podemos nos alegrar com o poder que Deus nos deu para viver de forma vitoriosa e eficaz para Ele.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

A Armadilha da Tentação

"Portanto, submetam-se a Deus. Resistam ao diabo, e ele fugirá de vocês." (Tiago 4:7)

Logo depois que eu me tornei cristão, outros crentes me alertaram: "Greg, cuidado. O diabo irá tentá-lo".

Eu disse: "O diabo? OK".
Pensei na figura vermelha com o tridente e chifres.

Eles disseram: "Não, o diabo é real. Ele é um espírito com poderes de verdade, e ele vai tentá-lo."
Eu disse: "Fala sério! Ele não vai me tentar."

Eu estava no ensino médio na época e havia uma garota muito bonita na minha sala, pela qual eu tinha uma quedinha. Eu não tinha tido coragem para chegar e falar com ela. Estava na sala de aula um dia como um cristão novinho em folha e, de repente, ela se aproximou de mim e disse: "Olá. Qual é o seu nome?" Nós estávamos na mesma sala há meses e ela nunca havia percebido a minha existência.

Eu então disse-lhe o meu nome. Ela falou: "Sabe, você é muito fofo. Meus pais têm uma cabana nas montanhas e eu estou indo para lá neste fim de semana. Por que você não vem comigo? Vamos nos conhecer melhor."

Pensei: é isso. Isto é o que eles me falaram. É a tentação! Recusei o convite dela e percebi que tinha que haver uma explicação para o que acabara de acontecer. Pensei: não sou um idiota. Nenhuma garota chegou a mim e disse isso antes. Isso é uma armadilha!

Essa experiência me fez querer seguir o Senhor ainda mais, porque vi a realidade do mundo espiritual começando a se desdobrar bem diante dos meus olhos.
Lembre-se: o Diabo quer impedi-lo de vir a Cristo. E uma vez que você venha a Cristo, ele vai querer evitar de todas as formas que você avance nesse relacionamento.

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Ouvindo a Voz de Deus

"A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho" (Salmo 119:105)

Há muitas pessoas hoje em dia que dizem ouvir a voz de Deus ,dizendo-lhes para fazer isto ou aquilo. Mas o que devemos lembrar é que Deus nunca contradiz a Sua Palavra. Ele sempre nos guiará de acordo com o que a Bíblia diz.

Algumas pessoas inventam alguns conceitos idiotas, como: "Não somos casados, mas Deus nos disse que não há problema em fazer sexo." Eu poderia assegurar-lhes que Deus não disse isso porque em Sua Palavra, Ele diz: "Não adulterarás" (Êxodo 20:14). Deus não contradiz a Sua Palavra.

Vamos dizer que você esteja esperando por uma carta de alguém. Você fica na janela, esperando pelo que parece ser uma eternidade, até que o carteiro chegue. Finalmente ele aparece e você corre para o portão. Você estava ansioso por essa carta. Talvez seja de alguém por quem você esteja apaixonado. Talvez seja uma resposta para um pedido de emprego. Talvez seja algo que você pediu pelo correio. Talvez você tenha ganhado na loteria.

Agora imagine uma carta enviada por Deus a você. Você a carregaria no bolso por algumas semanas e só a abriria eventualmente? Eu duvido. Você provavelmente iria abri-la imediatamente e pensaria: "Nossa, Deus falou comigo! O que Ele tem a me dizer?"

A Bíblia é uma carta escrita por Deus. Muitos de nós a carregam. Nós a temos em diferentes cores, tamanhos e em diferentes traduções. Alguns de nós a temos em smartphones ou tablets, mas nunca a lemos. A Bíblia é uma carta de Deus para nós. Se você quer que Deus fale com você, então leia a Sua Palavra.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Faça a Escolha Certa

"Hoje invoco os céus e a terra como testemunhas contra vocês, de que coloquei diante de vocês a vida e a morte, a bênção e a maldição. Agora escolham a vida, para que vocês e os seus filhos vivam" (Deuteronômio 30:19)

Quando me tornei Cristão, decidi que iria encontrar uma maneira para, sei lá como, viver em dois mundos separados. Eu planejava continuar saindo com meus antigos amigos e também ser Cristão. Por um tempo, foi muito complicado. Eu não estava confortável com meus amigos, mas também não estava confortável estando com Cristãos. Eu até falava: "Não se preocupem, vocês estão achando que eu vou virar um fanático carregando uma Bíblia e dizendo 'Glória a Deus'. Isso nunca irá acontecer. Vou ficar 'de boa'. Não vou envergonhar vocês, mas irei acreditar em Deus a partir de agora".

Porém, à medida que Deus se tornou mais real para mim e eu comecei a segui-Lo mais de perto, Ele mudou a minha vida e as minhas perspectivas, e as minhas prioridades começaram a mudar.

Existem pessoas que irão lhe desencorajar a crescer espiritualmente. Elas dirão: "Acho legal que você seja cristão. Vou à Igreja também, no Natal e na Páscoa, e também em casamentos. Mas você está ficando fanático demais. Você até levou a Bíblia para o trabalho outro dia. Ficamos muito sem jeito. Você não é mais engraçado como era. Estamos felizes por você ter feito mudanças em sua vida, mas não precisa ser tão radical."
Pessoas assim irão tentar lhe desencorajar.

Quando isso acontecer, você tem a chance tanto de fazer o que Deus quer que você faça, quanto simplesmente seguir a boiada.
Você vai deixar que pessoas lhe atrapalhem? Você vai deixar que pessoas lhe afastem de seu compromisso total com Jesus Cristo?

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Ingratidão

"Porque, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe renderam graças, mas os seus pensamentos tornaram-se fúteis e os seus corações insensatos se obscureceram" (Romanos 1:21)

Um homem que estava pregando uma telha solta no telhado perdeu o equilíbrio e começou a escorregar. Trabalhando no terceiro andar, ele ficou aterrorizado com a ideia de cair para a morte. Ele começou a gritar: "Deus, me ajude! Estou caindo! Faça alguma coisa!" Assim que ele chegou à beira do telhado, a alça do cinto prendeu em um prego e o deteve até que ele tivesse tempo de segurar-se novamente. 

Ele gritou: "Tudo bem, Deus! Eu me prendi em um prego". 

É assim que somos. Nós clamamos a Deus. Ele responde nossas orações. Então dizemos: "Tudo bem, Deus! Tudo parecia dar certo."

Será que paramos e pensamos sobre como Deus poderia ter trabalhado em certas circunstâncias para vir em nosso socorro? O que quero dizer é que precisamos agradecer a Deus pelo que Ele fez com o mesmo zelo com que pedimos a Deus quando precisamos de ajuda. 

Ouvi falar de um capelão do hospital que manteve um registro de cerca de dois mil pacientes que ele havia visitado, todos que pareciam estar em estado de agonia e mostravam sinais de arrependimento. Entre aqueles recuperados, ele sentiu que apenas dois mostraram uma mudança marcante em suas vidas espirituais após a sua recuperação. Em outras palavras, quando essas pessoas achavam que iriam morrer, elas se arrependiam. Mas quando se recuperavam, esqueciam-se de Deus. 

O que você acha de uma pessoa que sempre lhe pediu favores, mas nunca deu uma palavra de agradecimento em troca? Podemos ser assim com Deus, não podemos?
Vamos nos lembrar de agradecê-Lo.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

À Beira do Riacho

"Os corvos lhe traziam pão e carne de manhã e de tarde, e ele bebia água do riacho." (1 Reis 17:6)

Quando a Bíblia diz que os corvos traziam comida para Elias, isso não significa que eles pegavam o seu pedido, voavam até um restaurante local e depois traziam a sua refeição numa espécie de marmita. Os corvos são catadores. Eles traziam pequenos pedaços de carne e pão para Elias. Além do mais, a água que ele bebia do riacho, certamente estaria um tanto quanto poluída. Não foi uma situação fácil em nenhum momento. Como Elias poderia ter facilmente dito: "Bem, Senhor, eu realmente não quero estar neste lugar miserável, bebendo água do riacho. Eu gosto mesmo é de estar na frente das pessoas. Gosto dos holofotes." Mas o Senhor estava preparando Elias para algo além de seus sonhos mais ambiciosos. Pouco tempo depois, Elias estaria em pé no Monte Carmelo, naquele grande confronto com os falsos profetas (ver 1 Reis 18:20-40).

Às vezes não gostamos de onde Deus nos coloca. Dizemos: "Senhor, eu não gosto dessa situação. Não gosto de onde estou. Quero fazer algo grande para Você. Quero fazer a diferença no meu mundo." Talvez o Senhor queira que você seja eficaz exatamente onde está. Talvez Ele queira que você aproveite as oportunidades à sua frente e que seja fiel nas pequenas coisas. Quem sabe o que Deus tem reservado para você?

Se Deus está lhe guiando por algum pequeno riacho lamacento, metaforicamente falando, apenas fique por ali. Seja fiel, faça o que Ele já lhe disse para fazer e espere n'Ele, no tempo d'Ele.
Deus fará algo maravilhoso para você ou com você.
Só esteja disponível e aberto para fazer o que Ele quer que você faça.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Semeando e Colhendo

"Quem semeia para a sua carne, da carne colherá destruição; mas quem semeia para o Espírito, do Espírito colherá a vida eterna." (Gálatas 6:8)

Um empreiteiro de sucesso chamou um de seus empregados, mestre-de-obras habilidoso e disse-lhe que ia encarregá-lo da próxima casa que a empresa iria erguer. Ele instruiu o mestre-de-obras a encomendar todo o material e a supervisionar a obra inteira, desde a fundação. O mestre-de-obras aceitou animado a tarefa. Era sua primeira oportunidade de supervisionar de fato uma construção inteira. Ele estudou a planta e conferiu todas as medidas.

Aí ele pensou: Se estou mesmo no comando, por que não cortar gastos, usar material mais barato e embolsar a diferença de preço? Quem iria perceber? Depois de pintarmos tudo, ninguém vai notar.

O mestre-de-obras pôs em ação o plano. Usou madeira de segunda linha e encomendou concreto mais barato para a fundação. Pôs fiação barata. Cortou cada custo possível, mas prestou contas de que usava material de primeira linha.

Quando ficou pronta a casa, ele chamou o patrão para conferir. O patrão deu uma olhada e disse: "Está ótima. Você fez um trabalho excelente. Você vem sendo um empregado tão bom e fiel e tem sido tão honesto esses anos todos, que para mostrar minha gratidão vou lhe dar de presente esta casa."

Nós colhemos o que plantamos. Assim como não podemos plantar mato e colher flores, não podemos plantar pecado e colher retidão. Há reações às nossas ações.
Pense nisso: todo dia estamos plantando no Espírito ou plantando na carne.
Que tipo de semente você pretende semear hoje?

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

À Procura de Pessoas Comuns

"O Senhor, contudo, disse a Samuel: 'Não considere a sua aparência nem sua altura, pois eu o rejeitei. O Senhor não vê como o homem: o homem vê a aparência, mas o Senhor vê o coração'." (1 Samuel 16:7)

Deus usa pessoas comuns para fazer coisas muito incomuns. Muitas vezes, enquanto procuramos um grande astro para entrar em cena, Deus escolhe alguém na obscuridade, sobre quem nunca ouvimos falar. Diremos: "E se fulano se tornasse cristão? Não seria maravilhoso?" E enquanto nos perguntamos se um dia fulano de tal surgirá, Deus está preparando alguém desconhecido para nós.

Pense na época em que um filisteu gigante estava provocando os exércitos de Israel. Todos estavam paralisados ​​de medo. Então, quem Deus escolheu? Ele escolheu um pastor que havia sido enviado por seu pai para levar comida aos seus irmãos nas linhas de frente. Ele saiu para enfrentar o gigante com algumas pedras, uma atiradeira e, o mais importante, fé em Deus. Essa foi a pessoa que Deus usou.

Em outro momento na história, quando Israel ficou imobilizada pelo medo por causa de seus inimigos, Deus encontrou um homem debulhando trigo. Seu nome era Gideão e ele estava convencido de que Deus havia chamado o cara errado. Mas Deus o escolheu porque ele não confiava em sua própria capacidade. Gideão tinha que confiar em Deus.

Se você tem fé em Deus, se acredita que Deus pode usar você, se você está disposto a dar um passo de fé aqui e ali, então Deus pode fazer coisas incríveis através de você. Uma coisa que eu disse muitas vezes ao longo dos anos é que Deus não está à procura de habilidade, mas de disponibilidade. Ele pode lhe dar habilidade com o tempo. Mas Deus está à procura de alguém que diga: "Gostaria de fazer a diferença onde estou. Senhor, estou disponível."
E repare só o que Deus pode fazer.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Campo de Batalha Espiritual

"Assim, aquele que julga estar firme, cuide-se para que não caia!" (1 Coríntios 10:12)

Alguém uma vez perguntou ao grande evangelista Charles Finney: "Você realmente acredita em um diabo literal?"

Finney respondeu: "Tente se opor a ele por um tempo, aí você vê se ele é literal ou não." Se você quiser descobrir se existe um diabo literal, comece a andar com Jesus Cristo e busque estar na vontade de Deus. Você vai descobrir o quão real ele é.

Acho que muitas pessoas, depois de terem decidido seguir a Cristo, ficam surpresas ao descobrir o quanto a vida cristã pode ser difícil e intensa algumas vezes. Não é uma vida fácil. É uma vida de conflito, guerra e oposição. Nossa escolha é simples: Seremos vitoriosos? Ou seremos vítimas no campo de batalha espiritual?

Foi dito que você pode dizer muito sobre um homem a partir de quem são os seus inimigos. O mesmo é verdade para nós. Não estamos mais nos opondo a Deus, mas agora temos um novo e poderoso inimigo, e ele é descrito na Bíblia como o diabo. O diabo, claro, não está feliz com o fato de ter perdido um dos seus. Ele está com raiva porque você entregou a sua vida a Jesus Cristo. Agora você se tornou uma ameaça potencial ao seu reino também.

Quanto mais você fica perto do Senhor, mais seguro você está, porque você está na obra que Jesus fez na cruz. Não tente enfrentar o diabo pela sua própria capacidade, porque ele pode lhe mastigar e cuspir. Mas se você estiver com o Senhor e o Seu poder, permanecendo tão perto Dele quanto puder, então você estará seguro.