sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Louvores na Madrugada

“Conceda-me o Senhor o seu fiel amor de dia; de noite esteja comigo a sua canção. É a minha oração ao Deus que me dá vida.” (Salmos 42:8)

Alguma vez você já acordou no meio da noite e uma música de louvor estava na sua cabeça? Se sim, isso me diz que você busca as coisas de Deus no seu coração. Ao invés de acordar com o último lançamento de música pop na sua cabeça, você pensa em uma música cristã, ou mesmo em algum verso das Escrituras. Essa é uma música que Deus lhe deu. 

Quando Paulo e Silas foram jogados na prisão em Filipos, Atos 16:25 nos diz que: “Por volta da meia-noite, Paulo e Silas estavam orando e cantando hinos a Deus; os outros presos os ouviam.” 

A palavra “ouviam” aqui é bem significativa. No original, significa ouvir com muito, muito cuidado. Outra forma de traduzir o trecho seria “E eles ouviam com prazer.” Há algumas coisas que não são prazerosas quando ouvimos – são dolorosas, como arranhões em um quadro negro. Mas aquelas foram coisas prazerosas, como quando sua música preferida toca no rádio e você aumenta o som. “Nossa, adoro essa música. Aumenta aí.” Foi assim que os prisioneiros ouviram quando Paulo e Silas oraram e cantaram. 

Duvido que eles já tivessem ouvido alguém cantar naquela masmorra antes. E acredito que apenas pelo fato de estarem cantando e orando em um lugar como aqueles, isso já era por si só um grande testemunho. Era uma ferramenta para evangelizar. Sabe, você pode falar sobre confiar em Deus na adversidade, mas quando alguém realmente vê isso em sua vida, há uma autenticidade inegável nisso. É um testemunho poderoso. O louvor pode ser uma ferramenta poderosa quando alguém que não é cristão o experimenta. 

Quando você não estiver bem, a meia-noite pode não ser o horário mais fácil para encontrar uma igreja aberta com louvores, mas Deus pode lhe dar canções em seu coração nessa hora. E nunca duvide: as pessoas estarão ouvindo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário