sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Espiritualmente Adormecidos

"Quando estes estavam se retirando, Pedro disse a Jesus: 'Mestre, é bom estarmos aqui. Façamos três tendas: uma para ti, uma para Moisés e uma para Elias' (Ele não sabia o que estava dizendo)" (Lucas 9:33)

Por que Pedro disse o que disse durante um evento tão significativo quanto o da Transfiguração? Os Evangelhos nos dão duas razões. Uma: ele não sabia o que dizer; e duas: ele estava "dominado pelo sono" (ver Lucas 9:32). Eis um mau momento para adormecer. Imagine o que mais Pedro poderia ter visto se estivesse totalmente acordado e vigilante?

É claro que essa não seria a última vez que Pedro, junto com Tiago e João, adormeceriam. No Jardim do Getsêmani, Jesus lhes disse: "vigiai e orai..." Então ele foi a alguns metros de distância e começou a orar. Quando voltou, todos estavam dormindo. Eles estavam perdendo um evento significativo na vida do Senhor.

Pergunto-me o quanto perdemos por causa do nosso sono espiritual. Quantas vezes estamos espiritualmente adormecidos quando Deus quer falar conosco através da Sua Palavra? Uma vez que estamos muito preocupados com outras coisas, não temos disciplina para abrir a Bíblia. Quantas vezes estamos espiritualmente adormecidos em vez de ter comunhão e ser alimentados pela Palavra de Deus? Quantas vezes estamos espiritualmente adormecidos quando o Senhor quer que nos manifestemos por Ele?

Como os discípulos, também podemos perder o que Deus quer fazer em nós e através de nós. Precisamos estar acordados, alertas e prestando a atenção.

quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Feito Ovelhas

"Pois vocês eram como ovelhas desgarradas, mas agora se converteram ao Pastor e Bispo de suas almas." (1 Pedro 2:25)

Mais de uma vez, a Bíblia compara os cristãos a ovelhas. Não sei se fico muito contente com isso, pois as ovelhas não são os bichos mais espertos do mundo. Teria sido legal se Deus nos tivesse comparado a golfinhos. Esses, sim, são bichos inteligentes. Uma vez pude conversar com um sujeito que adestrava golfinhos. Eu perguntei: "Os golfinhos são mesmo espertos como parecem?"

Ele disse: "Sob alguns aspectos sim e sob outros não. São inteligentes sob muitos aspectos porque o golfinho consegue ler um símbolo e entender o que significa." Acho isso incrível.

Mas Jesus não nos comparou a golfinhos. Ele nos comparou a ovelhas. E ovelhas são dos bichos mais idiotas que existem. São indefesos, assustam-se facilmente, não correm depressa e não têm nenhum jeito de se proteger. E mais: precisam de atenção e cuidado constantes. Sabe-se que as ovelhas vão atrás umas das outras até mesmo para a morte. Já se verificou que, se uma ovelha se jogar de um penhasco, as outras vão atrás.

A Bíblia diz: "Todos nós, tal qual ovelhas, nos desviamos, cada um de nós se voltou para o seu próprio caminho [...]" (Isaías 53:6). Pense em como tanta gente engoliu as mesmas mentiras, geração após geração. Caem no mesmo lixo, nos mesmos vícios, nas mesmas ciladas, uma vez atrás da outra.

Somos feito ovelhas. É fato. A questão é: você vai ser uma ovelha esperta ou uma estúpida? A ovelha esperta fica perto do Pastor, que é onde todos precisamos ficar.

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

O Que Realmente Importa

"Naquele tempo Ezequias ficou doente, e quase morreu. O profeta Isaías, filho de Amoz, foi visitá-lo e lhe disse: 'Assim diz o Senhor: Ponha em ordem a sua casa, pois você vai morrer; não se recuperará'." (2 Reis 20:1)

Ao longo dos anos, fiz muitos funerais e velórios. Também visitei pessoas que estavam de fato às portas da morte e posso dizer que quando a vida chega ao fim, só há três coisas que nos importam: a fé, a família e os amigos.

A importância número 1 será dada à fé, ao relacionamento com Deus. Ouvi muita gente dizer, com profundo pesar: "Queria ter passado mais tempo andando perto de Deus. Queria ter reservado mais tempo para assuntos espirituais". Eles reconhecem o fato de que vão comparecer perante o Deus Todo-Poderoso. Como é triste quando as pessoas percebem que desperdiçaram suas vidas.

A próxima coisa é a família. "Queria ter sido um pai melhor", ou: "queria ter sido uma mãe melhor", alguns dizem. Você não vai se importar com quanto dinheiro ganhou, quantas posses adquiriu, nem com o tempo que passou trabalhando. Você deixará isso para trás. Infelizmente, gastamos muito tempo com o que não importa. E, nisso nos descuidamos com o que realmente importa.

No fim, tudo se resume à fé, depois à família e depois aos amigos. Essas são as coisas sobre as quais devemos pensar. Queremos nos assegurar de que as nossas vidas estejam bem perante Deus. Quando o rei Ezequias estava para morrer, o profeta Isaías lhe disse: "Ponha em ordem a sua casa" (2 Reis 20:1). Você está com a sua casa em ordem hoje?

terça-feira, 25 de setembro de 2018

Dano Sutil

"Quem vive contando casos não guarda segredo; por isso, evite quem fala demais." (Provérbios 20:19)

Entre as muitas maneiras que podemos usar as nossas palavras para machucar os outros, três delas são a calúnia pelas costas, a fofoca e a lisonja.

A palavra usada para caluniar pelas costas em hebraico significa "jogar de espião". É um retrato de alguém que coleta pistas e fragmentos de informação sobre o caráter de uma pessoa e depois relata a informação a qualquer um que a queira ouvir.

A fofoca é mais sutil porque pode se disfarçar em uma linguagem mais "aceitável". As pessoas dirão: "Você já soube?" ou "Eu pessoalmente não acredito que seja verdade, mas ouvi que..." Ou, aqui está um dos meus favoritos: "Eu normalmente não compartilho isso com ninguém, mas sei que você não vai passar adiante. Guarde isso para você..."

É claro que nós, cristãos, gostamos de embrulhar a fofoca numa linguagem espiritual: "Preciso lhe dizer isto sobre fulano para que você possa orar por ele." Mas será que realmente acompanhamos tais assuntos e fazemos deles um motivo frequente de oração?

Um uso ainda mais sutil da língua é na lisonja. Lisonja é apenas uma mentira extravagante. É quando você diz algo que realmente não é verdade para ganhar o favor, a atenção ou a aprovação de uma pessoa, quando você de modo algum quer dizer o que disse. Uma boa definição de fofoca e lisonja é esta: A fofoca está dizendo pelas costas de uma pessoa o que você nunca diria na frente dela. A lisonja está dizendo na frente de uma pessoa o que você nunca diria pelas costas.

É por isso que Tiago nos diz: "Se alguém não tropeça no falar, tal homem é perfeito, sendo também capaz de dominar todo o seu corpo." (Tiago 3:2). Essa é uma marca da verdadeira espiritualidade.

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Conversões Improváveis

"[...] Se hoje vocês ouvirem a sua voz, não endureçam o coração." (Hebreus 4:7)

Um advogado estava tentando entregar um papel importante para um homem que estava determinado a evitá-lo. O homem supunha que o advogado tinha algum tipo de intimação judicial para ele, então procurava evitá-lo de todas as maneiras. Quatorze anos se passaram e o homem finalmente foi parar no hospital, em estado terminal de câncer. Através de uma estranha série de eventos, o advogado foi internado no mesmo hospital e acabou ficando no mesmo quarto que o homem.

O homem virou-se para o advogado e disse: "Bem, você nunca me pegou. Eu escapei de você todo esse tempo e agora isso não importa mais. Você pode até fazer a sua intimação. Eu não me importo mais."

O advogado respondeu: "Intimação? Eu estava tentando lhe dar um documento que provava que você havia herdado quarenta e cinco milhões de dólares!"

Muitas pessoas se desviam de seus caminhos para evitar os cristãos e a oportunidade de ter um relacionamento com Jesus Cristo. Com o tempo, seus corações se tornam mais endurecidos e elas correm o risco de não conseguir mais sair dessa situação. Não sabemos quando esse ponto virá em suas vidas. Talvez você conheça alguém que já tenha chegado a esse ponto.

Podemos ter ânimo quando olhamos para a conversão de Saulo de Tarso. Foi tão radical e inesperada que, quando aconteceu, os cristãos do primeiro século pensavam que ele estava tentando se infiltrar e perseguir ainda mais a igreja. Eles não acreditavam que Deus pudesse salvar alguém tão perverso e hostil em relação à igreja quanto Saulo. Eles não podiam conceber uma mudança daquela magnitude. Mas sabemos que Saulo se tornou Paulo, o apóstolo.

Se você conhece alguém que parece tão distante e permanentemente endurecido em relação ao evangelho, continue orando. Nunca se sabe. Essa pessoa pode ser o próximo Paulo.

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Por Que a Cruz?

"Pois a mensagem da cruz é loucura para os que estão perecendo, mas para nós, que estamos sendo salvos, é o poder de Deus." (1 Coríntios 1:18)

Ouvi a história real de um casal que visitava uma joalheria. Quando o joalheiro lhes mostrou várias cruzes, a mulher comentou: "Eu gosto delas, mas você tem algum sem esse homenzinho nelas?"

Isso é o que tantas pessoas querem hoje: Uma cruz sem Jesus. Elas querem uma cruz sem qualquer ofensa - uma que pareça legal com as suas roupas. Mas se pudéssemos viajar no tempo e ver a cruz em seu contexto original, perceberíamos que era um símbolo vil e sangrento. Teria sido o pior cenário imaginável ver alguém pendurado em uma cruz.

Os romanos escolheram a crucificação porque era para ser uma maneira lenta e agonizante de morrer. Ela foi projetada para humilhar uma pessoa. As crucificações fora das cidades romanas serviram de advertência para quem ousasse se opor ao governo de Roma.

Se houvesse alguma outra maneira, você acha que Deus teria permitido que o Seu Filho sofresse dessa forma? Se houvesse alguma outra maneira de nós sermos perdoados, Deus certamente a teria encontrado. Se viver uma vida moralmente correta nos levasse ao Céu, Jesus nunca teria morrido por nós. Mas Ele morreu - porque não houve e não há outro caminho. Ele teve que pagar o preço pelo nosso pecado. Na cruz, Jesus comprou a salvação do mundo.

Se você já foi tentado a duvidar do amor de Deus por você, mesmo que por um momento, dê uma olhada longa e firme na cruz. Os pregos não seguraram Jesus naquela cruz. O Seu amor é que fez isso.

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Lidando Com o Desencorajamento

"Por que você está assim tão triste, ó minha alma? Por que está assim tão perturbada dentro de mim? Ponha a sua esperança em Deus! Pois ainda o louvarei; ele é o meu Salvador e o meu Deus." (Salmos 42:11)

Não é incomum que mesmo as pessoas espiritualmente fortes tenham seus dias de dúvida. Moisés, pelo menos em uma ocasião, estava apavorado pelas circunstâncias. Depois de ouvir o constante reclamar dos filhos de Israel, ele basicamente disse a Deus: "Pra mim, chega! Mate-me simplesmente. Não quero lidar com isso nem mais um dia."

Elias, depois de seu embate com os profetas de Baal no Monte Carmelo, ouviu que Jezabel buscava tirar a sua vida. Ele estava tão amedrontado, desencorajado e incerto, que ficou cheio de dúvidas e disse a Deus: "Tire a minha vida."

Mesmo o grande apóstolo Paulo teve momentos de desânimo. Ele escreveu para a igreja de Corinto: "Irmãos, não queremos que vocês desconheçam as tribulações que sofremos na província da Ásia, as quais foram muito além da nossa capacidade de suportar, a ponto de perdermos a esperança da própria vida" (2 Coríntios 1:8).

Jeremias, o grande profeta, também enfrentou isso. Ele foi ridicularizado e humilhado por pregar a palavra de Deus. Por estar cansado da pressão que estava enfrentando, cogitou querer parar de anunciar a Deus. Ele disse: "a palavra do Senhor trouxe-me insulto e censura o tempo todo. Disse eu: 'Não o mencionarei nem mais falarei em seu nome'" (Jeremias 20:8-9).

Você não é o único que já enfrentou dúvida ou incerteza, ou que tenha ficado perplexo com o motivo pelo qual Deus não agiu de uma determinada forma. Podemos estar no meio da obra d'Ele e não ver o todo como Ele vê.

Mas, podemos confiar no Seu coração mesmo que não consigamos enxergar a Sua direção.

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

De Ordinário a Extraordinário

"Pois os olhos do Senhor estão atentos sobre toda a terra para fortalecer aqueles que lhe dedicam totalmente o coração. Nisso você cometeu uma loucura. De agora em diante terás que enfrentar guerras" (2 Crônicas 16:9)

Antes de se tornar o grande evangelista, D. L. Moody teve uma conversa que o impactou profundamente e que direcionaria o curso de sua vida daquele momento em diante. Alguém disse a Moody: "Sabe, o mundo ainda precisa ver o que Deus pode fazer com um homem que esteja totalmente comprometido com Ele." Essas palavras penetraram fundo no coração de Moody e ele orou: "Senhor, quero ser esse homem." Ele com certeza chegou perto.

O livro de Atos é uma história de homens e mulheres comuns que fizeram coisas extraordinárias porque permitiram que Deus aplicasse o Seu caminho em suas vidas. Da mesma forma, Deus quer usar você para transformar totalmente seu mundo para Cristo. Começa com as suas palavras: "Senhor, quero fazer a diferença. Não quero que este mundo me influencie. Eu quero influenciar o mundo. Use-me."

O mundo ainda precisa ver o que Deus pode fazer com alguém que esteja totalmente comprometido com Ele. Deus encontrará essas pessoas hoje? Eu me pergunto se você diria, como Moody: "eu quero ser essa pessoa". Se você quiser, a sua vida pode fazer a diferença. Será emocionante nos próximos dias ver o que Deus fará com você. Mas Ele quer que você esteja disponível para Ele.

Um dia desses, a sua vida chegará ao fim. O que você vai dizer sobre ela? O que os outros dirão? O quanto seria maravilhoso dizer, como Paulo: "Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé" (2 Timóteo 4:7).

terça-feira, 18 de setembro de 2018

Alimentado Por Seu Espírito

"Portanto, não sejam insensatos, mas procurem compreender qual é a vontade do Senhor. Não se embriaguem com vinho, que leva à libertinagem, mas deixem-se encher pelo Espírito" (Efésios 5:17-18)

Quando pensamos em ser cheios do Espírito, muitas vezes relacionamos isso com uma experiência emocional ou uma sensação de euforia. Mas, na realidade, a palavra "encher" poderia ser traduzida como "controlar por". É uma palavra que fala do que acontece quando o vento enche as velas de um barco e o guia. Então, Deus está dizendo que devemos deixar o Seu Espírito nos encher e controlar as nossas vidas.

Outra coisa interessante sobre essa palavra é que na língua original, é um tempo verbal que fala de algo que deve ser feito continuamente. Então você poderia traduzir esta frase assim: "Esteja constantemente cheio do Espírito." Não se trata de um evento único. Em vez disso, é algo que ocorre continuamente, assim como sempre enchemos os tanques de gasolina em nossos carros para mantê-los funcionando. Deus quer nos reabastecer com o Seu Espírito. É uma grande coisa dizer todos os dias: "Senhor, encha-me com o seu Espírito... Senhor, encha-me mais uma vez." Você pode ter uma experiência emocional ou não. Mas isso tem muito pouco a ver com a realidade de ser preenchido e controlado pelo Espírito.

Uma outra coisa sobre esta frase de Efésios 5:18 é que ela é um comando, não uma sugestão. A Escritura não está dizendo: "Se sobrar tempo na sua programação, se você não se importar, por favor, considere talvez deixar o Espírito Santo encher e controlar você" . Não, em Efésios 5:18 Deus nos impõe - nos ordena - a sermos cheios do Espírito Santo.

Ele sabe muito bem que um relacionamento íntimo com Ele nos trará a maior realização e felicidade possível às nossas vidas.

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

Contemplando a Cruz

"Mas graças a Deus, que nos dá a vitória por meio de nosso Senhor Jesus Cristo" (1 Coríntios 15:57)

Ouvi falar de um homem que tentou iniciar a sua própria religião, mas logo descobriu que isso não funcionava tão bem assim. Ele decidiu se aproximar do estadista francês Charles Maurice de Talleyrand-Érigord e perguntar o que ele deveria fazer para ganhar seguidores. O estadista disse-lhe: "Recomendo que você se crucifique, morra e depois ressuscite no terceiro dia."

A morte de Jesus na cruz e a Sua ressurreição no terceiro dia é a pedra angular da fé cristã. É o que diferencia a nossa fé como cristãos, da fé de todos os outros. No entanto, muitos vêem a crucificação de Cristo como uma interrupção rude do que foi um ministério bem-sucedido. Mas a cruz estava na mente de Jesus Cristo desde o começo. Esse é o lugar para onde Ele sabia que estava indo e falava disso frequentemente. A Bíblia até nos diz que antes mesmo de vir a essa terra, foi tomada a decisão de que Ele iria finalmente para a cruz. As Escrituras O chamam de "o Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo" (Apocalipse 13:8).

Foi na cruz que as exigências justas de Deus foram satisfeitas. Foi na cruz que Deus e a humanidade se reconciliaram novamente. Foi na cruz que foi dado um golpe decisivo contra Satanás e seus asseclas. Foi na cruz que nossa própria salvação foi comprada. Portanto, não conseguimos falar o bastante sobre a cruz - nem contemplá-la com a devida frequência.

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Pela Perspectiva Dele

"Jesus olhou para eles e respondeu: 'Para o homem é impossível, mas para Deus todas as coisas são possíveis'." (Mateus 19:26)

Certa vez ouvi uma história acerca de um senhor cristão de idade já um pouco avançada, que gostava de visitar pessoas em hospitais. Muitas vezes ele levava consigo um pequeno marcador bordado que carregava na sua Bíblia. Na parte de trás do marcador havia um grupo de fios emaranhados sem qualquer padrão aparente. Ele entregava esse marcador, com as costas voltadas para cima, para aqueles que estavam enfermos ou tristes e dizia: "Olhe para isso e me diga o que está escrito". Ao olhar para os fios emaranhados, eles diziam: "Não faço ideia do que diz. Não parece dizer nada."

Então ele dizia: "Agora, vire-o". Quando elas viravam o marcador, viam as palavras "Deus é amor". E ele dizia: "Muitas vezes, quando olhamos para o que Deus está fazendo, vemos apenas fios emaranhados sem padrão ou razão. Mas, da perspectiva de Deus, Ele está nos tratando com amor e sabe o que está fazendo."

Da próxima vez que você achar que tudo está acabado para você, lembre-se de como as coisas aconteceram para José no livro de Gênesis. Basta lembrar como as coisas mudaram de repente para Daniel - sem dúvida as coisas pareciam muito sombrias quando ele estava no covil dos leões. Também parecia impossível para Sadraque, Mesaque e Abed-Nego quando foram jogados na fornalha ardente. As coisas pareciam muito sem esperança para Pedro quando ele estava na prisão, aguardando sua execução. E as coisas certamente pareciam sombrias para Marta e Maria quando o irmão delas morreu.

Veja, as coisas podem parecer muito ruins em algum momento, mas Deus intervirá e transformará as coisas. E, com o passar dos anos, você olhará para trás e dirá: "Agora entendo o que Deus estava fazendo."

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

Aqui Para Você

"Conservem-se livres do amor ao dinheiro e contentem-se com o que vocês têm, porque Deus mesmo disse: 'Nunca o deixarei, nunca o abandonarei'." (Hebreus 13:5)

Talvez você esteja tendo dificuldades nesta época do ano. Talvez o seu casamento tenha acabado e você esteja sozinho. Deixe-me dizer-lhe então uma coisa: Deus está com você. Talvez os seus filhos tenham se esquecido de você neste ano; mas Jesus não se esqueceu de você. Seu nome é Emanuel, que significa "Deus conosco". Talvez os seus pais tenham se esquecido de você, mas Deus, o seu Pai, não se esqueceu.

Jesus disse: "Nunca o deixarei, nunca o abandonarei" (Hebreus 13:5). No idioma original, pode-se literalmente ler algo como: "Eu nunca, nunca, nunca te deixarei ou te abandonarei". Ele vai estar com você nos dias felizes. Ele vai estar com você nos dias tristes. Ele vai estar com você nos dias difíceis. Ele estará com você durante todos os seus dias. E Deus estará esperando por você do outro lado para recebê-lo na glória. Você não precisa ter medo, porque Ele está com você.

Às vezes as pessoas me perguntam: "Como você passa as férias, considerando que perdeu um ente querido? Há algum livro que eu possa ler?" Minha resposta é que você não precisa de um manual; você precisa de Emanuel. Você precisa saber que Deus está ali. Você precisa se inclinar para Ele. Essa é a mensagem essencial: Que Deus se aproximou.

O que ansiamos, lá no fundo, é sempre Cristo; não a diversão, mas o Messias; não a boa vontade, mas Deus; não coisas materiais, mas a presença d'Ele em nossas vidas. Qualquer um ou qualquer coisa menos do que isso irá decepcionar.

Isso é o que o período em que vivemos significa. Emanuel! Deus está conosco. Ele está aqui para você.

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Desordem Santa

"Contudo, não os achando, arrastaram Jasom e alguns outros irmãos para diante dos oficiais da cidade, gritando: 'Esses homens que têm causado alvoroço por todo o mundo, agora chegaram aqui'." (Atos 17:6)

G. Campbell Morgan disse: "Cristianismo organizado que não consegue causar desordem está morto."

Parece que onde quer que Paulo fosse, havia uma conversão ou um motim. Nunca houve um momento de tédio com o apóstolo. Seus críticos em Tessalônica disseram que Paulo e Silas "causaram alvoroço por todo o mundo". Então eles acrescentaram: "Agora chegaram aqui" (Atos 17:6).

É disso que precisamos hoje: uma desordem santa. Precisamos voltar a fazer como a igreja primitiva fazia. A igreja não era perfeita dois mil anos atrás; assim como não é perfeita hoje. Podemos ver, ao lermos o livro de Atos, que a igreja primitiva tinha todos os desafios que a igreja enfrenta hoje: havia hipocrisia, havia divisão. Mas, ao mesmo tempo, foi a igreja que virou o mundo de cabeça para baixo.

De fato, todas as coisas sobre as quais lemos em Atos aconteceram - mas elas não aconteceram todos os dias. Elas aconteceram durante um período de tempo. Atos é um registro de um período de trinta anos, de 33 a 63 dC. Houve intervenções do Espírito Santo, mas também lemos que havia pessoas vivendo sua fé de uma maneira prática. Foi o Espírito de Deus operando através da Palavra de Deus no coração do povo de Deus. Portanto, não precisamos reinventar a igreja. Em vez disso, precisamos redescobrir a igreja. É a única organização que o próprio Cristo estabeleceu.

De certa forma, o livro de Atos ainda está sendo escrito hoje. Não estou sugerindo que acrescentemos novas páginas às Escrituras. Quero dizer que podemos acrescentar novos capítulos à história da igreja, pois estamos escrevendo os nossos próprios capítulos a cada momento.

terça-feira, 11 de setembro de 2018

O Antídoto Para a Dispersão

"Que nenhum estrangeiro que se disponha a unir-se ao Senhor venha a dizer: 'É certo que o Senhor me excluirá do seu povo'. E que nenhum eunuco se queixe: 'Não passo de uma árvore seca'." (Isaías 56:3)

O Rei Davi aparece como o primeiro exemplo de alguém que perdeu o seu primeiro amor. Nos lembramos dele como o homem que buscava ter o coração de Deus - mas também lembramos de Davi como adúltero e assassino.

Podemos nos perguntar: como alguém conhecido por sua devoção a Deus pode ter caído tão horrivelmente? Quais passos o levaram a isso?

Os passos de Davi para perder o seu primeiro amor foram sutis - mas muito reais. Quando parou no terraço para olhar Bateseba tomando banho naquela noite, Davi não estava andando com Deus como costumava andar.

Lemos antes em Salmos que Davi possuía grande devoção e paixão por Deus. Mas nesse ponto específico de sua vida, não o vemos adorando ou cantando músicas de amor a Deus. Davi estava espiritualmente morto.

A Bíblia diz que na "época em que os reis saíam para a guerra" (2 Samuel 11:1), o Rei Davi apenas descansava em sua habitação. Ele estava simplesmente relaxado.

Quando você para de progredir espiritualmente, você se transforma em um trem descarrilhado pronto para colidir. Devemos reconhecer que, no fundo de nossa natureza, temos uma tendência a nos dispersar.

Não é por acaso que Deus nos compare a um rebanho de ovelhas. Essa é nossa tendência natural. Somos propensos a perambular e a nos dispersar.

As primeiras obras sobre as quais Jesus fala em Apocalipse 2:5, são as que vão combater a nossa dispersão. Nosso primeiro amor é o antídoto para o espírito que temos de perambular. Essa paixão é o que nos mantém engajados em nosso relacionamento com Deus.

Se você fizer de Jesus o seu primeiro amor, todas as outras coisas vão entrar em equilíbrio.

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Comece Com Uma Ponte


"Aproveitando ao máximo cada oportunidade, porque os dias são maus" (Efésios 5:16)

Um erro que muitos cristãos cometem ao pregar o Evangelho é fazê-lo em forma de "ataque", indo diretamente ao pecado de uma pessoa: "Então, vejo que você está metido nisso. Bem, deixe eu lhe dizer uma coisa..."

Calma. Talvez você tenha que trazer aquela pessoa primeiramente para Cristo. Não estou dizendo que a pessoa não tenha que ser confrontada com os seus pecados; mas, lembre-se do exemplo de Jesus ao falar com a mulher samaritana no poço. Ela havia se casado e se vdivorciado cinco vezes e estava vivendo com um homem, mas Jesus não começou escancarando as suas imoralidades. Ele falou com ela de forma simbólica: "Quem beber desta água terá sede outra vez, mas quem beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede. Pelo contrário, a água que eu lhe der se tornará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna" (João 4:13-14).

Quando possível, encontre elos e crie uma ponte com o ouvinte. Paulo, quando estava diante do Rei Agripa, começou dizendo: "Rei Agripa, considero-me feliz por poder estar hoje em tua presença, para fazer a minha defesa contra todas as acusações dos judeus, e especialmente porque estás bem familiarizado com todos os costumes e controvérsias deles. Portanto, peço que me ouças pacientemente" (Atos 26:2-3).

Não foi uma amolecida por parte de Paulo, mas simplesmente a verdade. Agripa estava enraizado nos hábitos judeus, sendo seu rei secular apontado por Roma. Paulo o respeitava. Agripa era um homem imoral, e Paulo poderia ter escancarado isso. Mas, não o fez. Ao contrário: ele criou uma ponte.

Já há um ataque embutido na mensagem da cruz. Não vamos torná-la pior ainda. Quando compartilhamos o Evangelho, precisamos construir uma ponte com as pessoas e não simplesmente atacá-las.

sexta-feira, 7 de setembro de 2018

Questão de Prioridade

"Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas" (Mateus 6:33)

Um homem estava dirigindo pelo país durante uma forte tempestade, quando se deparou com um velho fazendeiro que examinava as ruínas de seu celeiro. Ele parou e perguntou ao fazendeiro o que tinha acontecido.

"O telhado caiu", respondeu o fazendeiro. "O que aconteceu com ele? Por que caiu?" perguntou o estranho.

"Ele vazou por tanto tempo que apodreceu por completo", disse o fazendeiro. "Mas porque você não tratou de consertá-lo antes que apodrecesse?"

"Bem, senhor", disse o fazendeiro, "isso eu posso explicar. Quando o tempo estava bom, não havia necessidade. E quando chovia, estava molhado demais para se trabalhar."

Não é surpreendente que quando você quer fazer alguma coisa, de alguma forma, você consegue encontrar tempo, não importa o quanto esteja ocupado? Mas quando alguém lhe pede para fazer algo que você não quer, de repente não há lugar na agenda.

Isso também pode acontecer quando se trata da vida cristã. Se estivermos servindo a Deus somente quando for conveniente, estaremos colocando-O em segundo lugar. Se encontramos tempo para as coisas de Deus somente enquanto algo melhor não aparecer, estaremos perdendo o que Deus quer fazer em nossas vidas.

Você não sabe como é melhor reservar tempo para as coisas de Deus - colocá-las acima de todas as outras; como é melhor acertarmos as nossas prioridades. Em vez de dar desculpas, arrume tempo para o Senhor. Não é apenas a maneira mais simples de viver. É também a melhor!

quinta-feira, 6 de setembro de 2018

A Verdade Impopular

"Pois há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus" (1 Timóteo 2:5)

Uma das perguntas mais frequentes a respeito da fé cristã é algo do tipo: "E quanto àquela pessoa que nunca ouviu falar que Jesus é o único caminho para Deus? E quanto àquela pessoa que mora no meio da selva e nunca ouviu falar no evangelho? (eles sempre estão no meio da selva, por algum motivo desconhecido, ou no deserto...).

O ensinamento de que Jesus é o único caminho para Deus nunca foi muito popular, mas talvez também nunca tenha sido tão controverso quanto é hoje. Se você quer ver o sangue de alguém ferver, apenas diga que Jesus é o único caminho para Deus. Seria como dizer que as outras religiões não estão certas. É assim que essa afirmação funciona. E as pessoas não gostam disso. É aceitável se você disser que Jesus é um dos caminhos para Deus. Mas quando você ousa dizer que Ele é o único caminho, pode ter certeza que você irá encontrar bastante resistência. 

Entretanto, tudo isso se resume em: precisamos proclamar aquilo que a Bíblia diz, sendo bem aceita ou não. Não cabe a mim editar a mensagem que está na Bíblia. É meu trabalho, como cristão, tão somente anunciá-la. 

Seria como um médico ao descobrir uma doença grave em seu paciente, recusar-se a contar-lhe o que está acontecendo, por achar que o paciente sentir-se-ia-se desconfortável com a notícia. 

Precisamos contar às pessoas a verdade sobre a condição em que elas se encontram, que é pecaminosa.
E então buscá-las para salvá-las, apontando Jesus como a única solução. 

quarta-feira, 5 de setembro de 2018

Um Momento Crucial na História da Igreja

"E lhes disse: 'Vocês sabem muito bem que é contra a nossa lei um judeu associar-se a um gentio ou mesmo visitá-lo. Mas Deus me mostrou que eu não deveria chamar impuro ou imundo a homem nenhum." (Atos 10:28)

Um momento crucial chegou à propagação do evangelho pela igreja primitiva com a conversão de um homem chamado Cornélio. Sua conversão foi significativa porque Cornélio não era judeu, mas gentio.

Para nós que vivemos hoje no caldeirão chamado Brasil, isso não significa muito. Mas significava muito para um judeu do primeiro século. Apesar do fato de Jesus ter dito a Seus discípulos para irem a todo o mundo e pregarem o evangelho, isso realmente não estava acontecendo. O cristianismo estava correndo o risco de se tornar uma seita do judaísmo.

Mas tudo isso mudou quando Deus impactou um homem: Simão Pedro. Pedro era praticamente como qualquer outro judeu que vivesse em seu tempo. Ele estava orgulhoso de sua herança judaica (e não quero dizer isso de uma maneira crítica).

Os judeus daquela época, porém, não queriam nada com os não-judeus, ou gentios. Então, Deus quis redirecionar a igreja primitiva para ir aos não-judeus e trazer-lhes a mensagem do evangelho. E o Senhor fez isso através de Pedro.

Atos 10 nos diz que, enquanto Pedro estava esperando o almoço um dia em Jope, ele subiu no telhado para orar. Então ele caiu em transe e viu o céu se abrir, enquanto algo parecido com um lençol era abaixado, contendo todos os tipos de animais impuros. Então uma voz disse: "Levanta-te Pedro; mata e come" (versículo 13).

Isso não era sobre comida, mas sobre pessoas. Deus estava dizendo: "Pedro, hora de sair da sua zona de conforto e alcançar todo um novo grupo de pessoas - os gentios". Logo depois, Pedro pregou o evangelho a Cornélio e seus parentes e amigos. E eles creram. Pedro obedeceu a Deus e deixou a sua zona de conforto. E isso mudou a história da igreja.

terça-feira, 4 de setembro de 2018

É Tudo Sobre Ele

"Mais do que isso, considero tudo como perda, comparado com a suprema grandeza do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor, por cuja causa perdi todas as coisas. Eu as considero como esterco para poder ganhar a Cristo" (Filipenses 3:8)

Uma das melhores ferramentas na caixa de ferramentas evangelística de um crente é sua própria história pessoal. É uma maneira efetiva de você se colocar no lugar da outra pessoa. Você pode dizer: "Sabe de uma coisa? Eu costumava ser assim. E era assim que eu também pensava. Era isso mesmo que eu costumava fazer. Então, um dia, alguém compartilhou o evangelho comigo [ou diga como você chegou à fé] e o que aconteceu comigo foi..."

Muitas pessoas não fazem ideia de como os outros se tornam cristãos. Elas podem pensar que nascemos assim. Podem ficar chocadas ao descobrir que não nascemos assim e que éramos exatamente como elas.

Como você passou a crer em Jesus é a sua história pessoal, mas aqui vão algumas dicas: Quando você compartilhar a sua história, nunca glorifique ou exagere o seu passado. Às vezes glorificamos o nosso passado. Às vezes, o modo como certas pessoas compartilham as suas histórias pessoais, faz com que o passado pareça mais atraente do que o presente. As pessoas começam a pensar: “sabe, talvez eu pare de ser um cristão e comece a fazer o que eu costumava fazer. Isso parece muito mais divertido.” Se você fosse realmente descrever o que era antes de conhecer o Senhor, poderia reconhecer que se divertiu um pouco. Você deu algumas risadas. Mas você também precisa falar sobre o vazio, o pecado e a culpa.

Não faça o seu passado mais atraente que o seu presente. Não seja definido pelo que você era. Seja definido por quem você é. Não se trata do que você costumava fazer. Fale sobre quem você é agora. É sobre Ele, não sobre você. É sobre o Seu nascimento, a Sua vida, a Sua morte, a Sua ressurreição e o que Ele fez por você.

segunda-feira, 3 de setembro de 2018

Cada Fibra do Seu Corpo

"Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma, de todo o seu entendimento e de todas as suas forças" (Marcos 12:30)

Acho interessante que Jesus disse: "Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma, de todo o seu entendimento e de todas as suas forças." Esta declaração revela que Deus não está simplesmente procurando por algum tipo de amor emocional, frívolo ou até pegajoso. Ele procura por um amor completo e verdadeiro.

Algumas pessoas só amam o Senhor com toda a alma ou com toda a emoção, mas não O amam com toda a sua mente. Outras pessoas amam a Deus com toda a sua mente, mas negligenciam o lado emocional desse amor para com o Senhor.

Jesus está dizendo: "Quero um amor que possua uma espinha dorsal emocional, intelectual e física." Jesus deseja um amor que extraia cada fibra do seu ser - por dentro e por fora. Qualquer outro tipo de amor não é amor algum.

Por exemplo, digamos que você tenha o melhor físico com um bíceps protuberante, peitorais salientes e abdominais ondulantes. Em essência, você é um espécime incrível da humanidade, porque esculpiu seu corpo todos os dias na academia.

Mas do que adiantaria todos esses músculos se você tivesse uma doença cardíaca? Você pode ficar muito bem por fora; mas, se o seu coração estiver doente e fraco, o seu excelente estado físico não lhe adiantará muito.

Da mesma forma, se você frequentar uma igreja, ler a sua Bíblia e orar, mas o seu coração estiver espiritualmente doente com a falta de amor por Deus, você estará numa situação parecida.

Através da vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo, Deus expressou o Seu amor por nós com cada fibra do Seu ser. O mínimo que podemos fazer é amá-lo de volta com todo o nosso coração, alma, mente e força.