sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Enfim, no Foco!

“Pois não temos aqui, nenhuma cidade permanente, mas buscamos a que há de vir.” (Hebreus 13:14)

Pense um pouco sobre qual foi o melhor momento da sua vida até agora. Aqueles momentos com as pessoas que você ama ou aquele dia com um incrível pôr do sol. Ou então algo muito precioso que seu filho ou filha lhe tenha dito certo dia. Esses são apenas um vislumbre do que ainda está por vir.

É por isso que C. S. Lewis descreveu nosso planeta como uma “sombra”. Veja bem, temos a tendência de pensar que o céu é algo surreal, enquanto pensamos que a terra é real. Mas o céu não é uma versão chata da terra. A terra – pelo menos em seus melhores momentos – é uma versão incompleta do céu. A terra é como uma cópia do céu. E não o contrário.

No que se refere aos sacerdotes que ofereciam sacrifícios de acordo com a lei, Hebreus 8:5 diz: “Eles servem num santuário que é cópia e sombra daquele que está nos céus, já que Moisés foi avisado quando estava para construir o Tabernáculo: 'Tenha o cuidado de fazer tudo segundo o modelo que lhe foi mostrado no monte'.”

Nosso problema é que começamos a racionalizar partindo da terra para o céu, quando deveríamos, ao invés disso, começar do céu para a terra. Esse curto período de tempo que passamos na terra, a Bíblia chama de “vapor” ou “neblina da manhã” (ver Tiago 4:14), ou uma história que já foi contada. A vida não vai apenas da sua data de nascimento até a data da sua morte. Ela vai além. Os planos de Deus para você são bons, e a parada final é o céu. Quando você chegar lá vai ver tudo entrando em foco. Quando você chegar ao outro lado, vai ver as coisas com clareza.

Deus sabe exatamente aonde você está agora. Ele tem um futuro para você. E, vai ser muito além daquilo que você sempre sonhou.

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Barreiras à Resposta de Oração

"Esse povo se aproxima de mim com a boca e me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. A adoração que me prestam só é feita de regras ensinadas por homens." (Isaías 29:13)

Você já deve ter ouvido o velho ditado que diz "não há ateus em trincheiras". Na verdade, acho que pode haver alguns. Mas na hora H, a maioria das pessoas irá orar.

Lembra-se da história de Jonas? Ele fugiu de Deus e embarcou em um barco que estava indo na direção oposta a Nínive, onde Deus lhe havia dito para ir. Uma grande tempestade chegou e os marinheiros aterrorizados começaram a clamar aos seus deuses. Enquanto isso, Jonas havia encontrado um caminho até o porão do navio e dormia profundamente. O capitão dirigiu-se a ele e disse: "Como você pode ficar aí dormindo? Levante-se e clame ao seu deus! Talvez ele tenha piedade de nós e não morramos" (Jonas 1:6).

É assim que a maioria das pessoas é. Quando estamos em perigo, iremos chamar a Deus. Mas é possível orar o dia todo e nunca se comunicar com Deus. Podemos fazer fervorosamente nossas orações e nunca sermos ouvidos. Em Lucas 18, encontramos uma história que Jesus contou sobre um fariseu e um coletor de impostos que foram ao templo para orar. O fariseu, "em pé, orava no íntimo: Deus, eu te agradeço porque não sou como os outros homens" (verso 11). Enquanto isso, o coletor de impostos rezava: "Deus, tem misericórdia de mim, que sou pecador" (verso 13). Jesus disse que Deus ouviu a oração do pecador em vez das palavras do hipócrita fariseu.

Você pode orar e nunca ter um relacionamento com Deus. Você pode oferecer orações e nunca realmente orar. O Salmo 66:18 diz: "Se eu acalentasse o pecado no coração, o Senhor não me ouviria." Você pode orar com toda a paixão e consistência do mundo, mas se o seu pecado não for confessado a Deus, não lhe fará bem algum.

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

O Que Faz Um Cristão?

"Estive continuamente viajando de uma parte a outra, enfrentei perigos nos rios, perigos de assaltantes, perigos dos meus compatriotas, perigos dos gentios; perigos na cidade, perigos no deserto, perigos no mar, e perigos dos falsos irmãos." (2 Coríntios 11:26)

Certa vez fui vestido de Noé num evento do ministério infantil em nossa igreja. Ninguém sabia que era eu, o que tornava toda a experiência muito divertida. Eu estava fingindo ser alguém que realmente não era. Estava participando de uma peça, na verdade.

Há pessoas hoje que fazem a mesma coisa com a fé cristã. Elas fingem ser algo que realmente não são.

Então, como saberemos se alguém é cristão? "Tudo se resume ao que eles acreditam", podemos dizer. Há verdade nisso, mas isso não é tudo. Você pode acreditar que Jesus Cristo é o Filho de Deus, que Ele é o único caminho para Deus e que está voltando, sem necessariamente ser um cristão. Agora, somente se você for um cristão, entenderá o que acabei de escrever.
Só o acreditar não faz de você necessariamente um cristão.

Podemos dizer: "Bem, um cristão é julgado pela maneira como se comporta". Mas isso não é necessariamente verdade. Você pode orar, honrar os Dez Mandamentos da melhor maneira possível, congregar-se regularmente e até mesmo ser batizado sem obrigatoriamente ser um cristão. É claro que se você for um cristão, essas coisas devem fazer parte da sua vida. Mas essas coisas, por si só, não fazem de você um cristão.

Não é suficiente ser exposto à verdade. Você também precisa agir sobre ela. Você precisa fazer uma escolha. Significa reconhecer que você pecou (veja Romanos 3:23), afastando-se de seus pecados e confiando e recebendo Jesus Cristo em sua vida como o seu Senhor e Salvador. É isso que faz de você um cristão.

Você fez essa escolha?

terça-feira, 28 de agosto de 2018

Na Hora Certa

"Não sobreveio a vocês tentação que não fosse comum aos homens. E Deus é fiel; Ele não permitirá que vocês sejam tentados além do que podem suportar. Mas, quando forem tentados, Ele lhes providenciará um escape, para que o possam suportar" (1 Coríntios 10:13)

Em seu livro O Refúgio Secreto, a sobrevivente do campo de concentração nazista Corrie ten Boom relembra a história de como, ainda jovem, lutava contra a perspectiva de ter entes queridos morrendo.

Seu pai sabiamente a chamou de lado e perguntou: "Corrie, quando você e eu formos para Amsterdã, quando deverei lhe dar a sua passagem?"

-"Como assim? Pouco antes de entrarmos no trem."

"Exatamente", disse o pai dela. "E o nosso sábio Pai sabe quando vamos precisar das coisas também. Não corra à frente Dele, Corrie. Quando chegar a hora em que alguns de nós terão que morrer, você olhará para o seu coração e encontrará a força que você precisa - na hora certa."

Às vezes nos perguntamos como seria se fôssemos testados além da nossa capacidade de suportar. E se fôssemos tentados além da nossa capacidade de resistir? Você nunca será, porque Deus conhece o seu ponto de ruptura. Quanto à tentação, 1 Coríntios 10:13 nos diz: "E Deus é fiel; Ele não permitirá que vocês sejam tentados além do que podem suportar. Mas, quando forem tentados, Ele lhes providenciará um escape, para que o possam suportar". Há sempre uma saída. Às vezes tão simples quanto uma porta.

Mas e se Deus me enviar uma prova que eu não consiga suportar? Muitas vezes falo com pessoas que passaram por sofrimentos muito difíceis, e me pergunto se eu teria a atitude que elas tiveram se eu estivesse no lugar delas. Aqui está a minha resposta: Se Deus me pedisse para fazer isso, Ele me daria forças para fazê-lo.

Deus lhe dará a força para enfrentar o que você tem que enfrentar. Você terá o que precisa quando precisar. Então não se preocupe com isso. Apenas confie em Deus. Ele está no controle de todas as coisas.

segunda-feira, 27 de agosto de 2018

Seu Trabalho, Seu Tempo

"Estou convencido de que aquele que começou boa obra em vocês, vai completá-la até o dia de Cristo Jesus." (Filipenses 1:6)

Eu sou um "artista". Na verdade, sou um artista com habilidades bem limitadas. Mas, às vezes, quando passo tempo com amigos, eles me pedem para desenhar algo. Aí pego meu lápis e começo a desenhar.

Então alguém inevitavelmente diz: "Desenhe-me! Desenhe-me!" Eles gostam que eu faça caricaturas deles, mas o fato é que caricaturas nunca são lisonjeadoras. Se você já viu caricaturas de políticos, percebeu que sempre exageram em algumas características. Se alguém tem um nariz ligeiramente longo ou orelhas que são um pouco grandes, o cartunista exagera nisso. Essa é a ideia. Mas as pessoas não gostam disso.

Eu também notei que quando estou desenhando, as pessoas não vêem o que eu vejo. Enquanto elas estão olhando por cima do meu ombro, quase que fungando no meu pescoço, elas querem saber o que eu estou fazendo. Talvez vejam apenas um círculo, mas na minha mente eu já vejo o trabalho final.

Às vezes, quando olhamos para a tela em branco de nossas vidas, perguntamos: "O que está acontecendo? O que Deus está fazendo? Para onde isso está indo? Isso não faz sentido. Nem sei se concordo com isso." Mas Deus, como artista, está trabalhando. E como Eclesiastes 7:8 diz: "O fim das coisas é melhor do que o seu início, e o paciente é melhor que o orgulhoso."

O trabalho de Deus será feito no tempo Dele. Ele vê o final esperado. Ele sabe como será antes de terminar, porque Ele é Deus. Ele conhece o desenrolar de sua vida.

Portanto, não coloque um ponto final no que Deus colocou uma vírgula. Ele não terminou com você. Não importa a sua idade, você é um trabalho em andamento - e Ele ainda está trabalhando.

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

Pensando em Você

"Senhor meu Deus! Quantas maravilhas tens feito! Não se pode relatar os planos que preparaste para nós! Eu queria proclamá-los e anunciá-los, mas são por demais numerosos!" (Salmos 40:5)

Um dos meus versos favoritos a respeito do que Deus diz sobre o futuro é Jeremias 29:11: "'Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês', diz o Senhor, 'planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro'."

Contextualmente, essas palavras foram dadas aos israelitas enquanto eles estavam escravizados na Babilônia. Eles não viam um futuro. Pensavam que seriam escravos para sempre. Mas Deus estava dizendo: "Não, na verdade, não para sempre. Vai durar setenta anos. Eu avisei vocês. Vocês continuaram se voltando para ídolos. Agora estão colhendo o que plantaram. Mas um dia vocês sairão da Babilônia. Vocês voltarão à sua terra natal, por isso conheço os pensamentos que penso em relação a vocês... pensamentos de paz e não de maldade, para lhes dar um futuro e uma esperança.

Adoro isso por muitos motivos. Por um lado, observe que Deus não diz: "Eu conheço o pensamento que uma vez tive em relação a vocês". Eu não sei quanto a você, mas o entendimento de que o Deus Todo-Poderoso, o Criador do universo, teria um único pensamento sobre mim já seria mais que suficiente. Apenas um pensamento. Apenas um! Eu pensei no Greg. Já finalizei com ele agora. E agora vou cuidar de outras coisas. Mas Ele não pensou em mim só por um momento. Ele diz: "sou eu que conheço os planos que tenho para vocês" - mais de um!

Além disso, são pensamentos de paz, não de maldade. São bons pensamentos para lhes dar um futuro e uma esperança. A palavra futuro em Jeremias 29:11 também poderia ser traduzida como: "um fim esperado"; "um fundamento de esperança"; "coisas que se esperam"; ou ainda, "haverá um resultado".

A vontade de Deus para você é muito melhor do que os seus planos para você mesmo. Você crê nisso?

quinta-feira, 23 de agosto de 2018

Perseverando

"Que diremos, pois, diante dessas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?" (Romanos 8:31)

Temos a tendência de pensar que se estamos andando na vontade de Deus, as portas se abrirão o tempo todo, os pássaros cantarão, o sol estará brilhando sempre e todos estarão nos aplaudindo o tempo todo. Mas não é assim que a coisa funciona. Às vezes, quando estamos andando sob a vontade de Deus, as chamadas "coisas ruins" também nos acontecem. Elas podem parecer más, mas na realidade podem também ser coisas boas disfarçadas.

Acho que, às vezes, aquilo que definimos como bom pode, na verdade, ser ruim. E outras coisas que chamamos de ruins irão, na verdade, se transformar em coisas boas.

Atos 23:11 nos diz que, enquanto Paulo estava na prisão, "o Senhor, pondo-se ao lado dele, disse: 'Coragem! Assim como você testemunhou a meu respeito em Jerusalém, deverá testemunhar também em Roma'."

Eis o que Deus estava dizendo: "Paulo, veja. Eu lhe disse o que iria acontecer e você topou. Quero que saiba que você está fazendo o que eu quero que você faça." Veja, quando uma pessoa está realmente andando com Deus, ela irá impactar outras pessoas. Ela causará uma reação.

Paulo sentiu que Deus queria que ele fosse a Jerusalém. O profeta Ágabo o avisou que se ele fosse para lá, seria preso. Outros cristãos imploraram para que ele não fosse. Mas Paulo disse: "Por que vocês estão chorando e partindo o meu coração? Estou pronto não apenas para ser amarrado, mas também para morrer em Jerusalém pelo nome do Senhor Jesus" (Atos 21:13).

Então Paulo foi para Jerusalém, e, claro, foi preso. Mas Deus ainda tinha um futuro planejado para Paulo.
E, adivinhe: Deus tem um futuro para você também.

quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Uma Visão Celestial

"Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia, pois os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão produzindo para nós uma glória eterna que pesa mais do que todos eles" (2 Coríntios 4:16-17).

Em suas últimas palavras aos anciãos da igreja em Éfeso, Paulo basicaa mente estabeleceu os princípios que realmente importavam para ele e disse que o desejo de seu coração era terminar sua "corrida" com alegria (veja Atos 20:24). Foi um adeus emocional e Paulo saiu, navegando para Cesareia. Quando ele chegou lá, ficou com o evangelista Filipe, onde encontrou o profeta Ágabo. Ágabo, indo ao encontro deles, tomou o cinto de Paulo e, amarrando as suas próprias mãos e pés, disse: "Assim diz o Espírito Santo: ‘Desta maneira os judeus amarrarão o dono deste cinto em Jerusalém e o entregarão aos gentios’" (Atos 21:11). Em outras palavras, "não vá, o perigo está lhe esperando."

Paulo respondeu e disse: "Por que vocês estão chorando e partindo o meu coração? Estou pronto não apenas para ser amarrado, mas também para morrer em Jerusalém pelo nome do Senhor Jesus" (Atos 21:13).

Agora, convenhamos: que tipo de declaração é esta? Esta é a declaração de um homem que esteve no céu (ver 2 Coríntios 12:2). Paulo deixou a terra, entrou na presença de Deus e foi chamado de volta à terra. É por isso que Paulo pôde dizer: "desejo partir e estar com Cristo, o que é muito melhor" (Filipenses 1:23).

Se você tivesse ido ao céu, isso mudaria tudo em você. Isso mudaria a maneira como você vê tudo e a maneira como responde a tudo. E certamente isso mudaria a maneira como você vê a morte.

Não acho que Paulo tinha um desejo de morte, mas creio que ele reconheceu que o que estava esperando por ele do outro lado, era muito melhor do que aquilo que ele estava experimentando aqui.
E o mesmo pode ser verdade para você e para mim.

terça-feira, 21 de agosto de 2018

Mudança de Dentro Para Fora

"Não por causa de atos de justiça por nós praticados, mas devido à sua misericórdia, ele nos salvou pelo lavar regenerador e renovador do Espírito Santo" (Tito 3:5)

Nos anos 1600, o autor Matthew Mead publicou um grande livro chamado The Almost Christian Discovered (O quase cristão descoberto - tradução livre), no qual escreveu: "A mudança exterior muitas vezes acontece sem a interior, mas a mudança interior nunca acontece sem a exterior."

As pessoas podem passar pelos movimentos sem necessariamente tornarem-se cristãs. Você pode orar e necessariamente não ser um cristão. Você pode ser batizado e necessariamente não ser um cristão. Para o melhor de sua capacidade, você pode manter os Dez Mandamentos e necessariamente não ser um cristão. Você pode até acreditar que Jesus está voltando e necessariamente não ser um cristão.

As pessoas podem até fazer mudanças visíveis em suas vidas e necessariamente não serem cristãs. Havia um jovem rico que veio a Jesus e disse: "Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna?" (Marcos 10:17).

Jesus lhe disse: "Você conhece os mandamentos" e depois os listou.

O jovem disse: "Mestre, tudo isso tenho obedecido desde a minha adolescência" (Marcos 10:20).

Esse cara era basicamente moral. Ele guardou os mandamentos da melhor forma que conseguiu. Certamente ele os quebrou algumas vezes, mas pelo menos tentou. Até que Jesus lhe disse o que fazer e ele não o fez. Ele parou perto de Jesus.

Não são os seus trabalhos que lhe salvam. Você coloca a sua fé em Cristo e então verá as evidências em sua vida. Embora seja verdade que a fé sem obras é inútil (ver Tiago 2:20), pode-se dizer que as obras sem fé também o são.

Você pode dizer: "Bem, fui a um retiro cristão" ou "Eu me levantei e fiz uma oração." Isso é bom, mas necessariamente não faz de você um cristão. Tem que haver um movimento do seu coração em direção a Deus.

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Jamais Fora do Seu Alcance

"Pois não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, mas sim alguém que, como nós, passou por todo tipo de tentação, porém, sem pecado. Assim sendo, aproximemo-nos do trono da graça com toda a confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento da necessidade." (Hebreus 4:15-16)

Tempos atrás conheci um homem chamado Michel Franzese, que já foi envolvido com crimes famosos. De fato, em meados dos anos 1980, ele ficou conhecido como um dos cinquenta chefes mais poderosos de máfias. Naquele tempo, ele estava fazendo entre 6 e 8 milhões de dólares por semana. Até que acabou indo para a prisão. 

Enquanto estava na prisão, Michel se converteu para Cristo. Um guarda da prisão onde estava deu-lhe uma bíblia e ele começou a lê-la. Ele me disse que costumava escutar o nosso programa de rádio, "Um Novo Começo", todos os dias enquanto esteve na prisão. Muito tempo desse período ele passava em um lugar chamado de "O buraco", onde ele disse que era ainda pior que a solitária. Porém, era lá que ele ouvia a Palavra de Deus e, quando conseguia um pouco de luz, lia a Palavra. O Senhor mudou-lhe e ele fez algo impensável para alguém na mesma situação: ele se afastou da máfia. 

Agora ele dedica o seu tempo dando palestras e encorajando pessoas. Ele é alguém que decidiu se afastar da máfia e o Senhor o tomou para Si. Lá, naquela cela de prisão, o Senhor se revelou a Michel Franzese.

Hoje em dia, há vários tipos de prisões nas quais as pessoas vivem. Alguns encaram a prisão do isolamento em um leito de hospital ou convalescendo em uma cama em casa. Outros se encontram em uma prisão de luto, por causa de uma morte inesperada de alguém amado. 

Ainda assim, Hebreus 4:15 diz: "Pois não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, mas sim alguém que, como nós, passou por todo tipo de tentação, porém, sem pecado." 

Qualquer que seja a prisão em que você esteja nesse momento, o Senhor está lá e Ele entende pelo que você está passando. E nós podemos vir a Ele "[...] a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento da necessidade" (Hebreus 4:16).

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

A Sua Presença Amorosa

"Quando você atravessar as águas, eu estarei com você; e, quando você atravessar os rios, eles não o encobrirão. Quando você andar através do fogo, você não se queimará; as chamas não o deixarão em brasas. Pois eu sou o Senhor, o seu Deus, o Santo de Israel, o seu Salvador [...]" (Isaías 43:2-3)

Você já se sentiu como se todos tivessem lhe decepcionado? Você já se sentiu abandonado, esquecido ou desamparado?

Paulo, o apóstolo, sentiu-se assim. Preso em Jerusalém, Paulo deve ter se sentido desencorajado, pelo que lemos em Atos 23:11, "Na noite seguinte o Senhor, pondo-se ao lado dele, disse: 'Coragem!' [...]". Deus o lembrou que ele não estava sozinho.

O grande pregador britânico C. H. Spurgeon colocou desta forma:
Se tudo mais o abandonasse, Jesus era companhia suficiente; se todos o desprezassem, o sorriso de Jesus era apoio suficiente; se a boa causa parecia em perigo, na presença do Seu Mestre, a vitória era certa. O Senhor que tinha ficado por ele na cruz, agora estava ao lado dele na prisão... Era uma masmorra, mas o Senhor estava lá; estava escuro, mas a glória do Senhor iluminou-a com o esplendor do próprio Céu.

Isso se resume a: Eu preferiria estar em uma prisão, em uma tempestade ou em dificuldades com Jesus do que em qualquer outro lugar sem Ele. Melhor ainda: eu preferiria estar em um lugar agradável e feliz com Jesus - isso também é bom. E o negócio é o seguinte: Ele está conosco aonde quer que andemos. É isso que o Senhor estava dizendo a Paulo: "Você não está sozinho".

Deus diz: "Quando você atravessar as águas, eu estarei com você; e, quando você atravessar os rios, eles não o encobrirão. [...] Pois eu sou o Senhor, o seu Deus, o Santo de Israel, o seu Salvador [...]" (Isaías 43:2–3).

Ele está conosco nos bons momentos e também nos maus. E como alguém sabiamente disse: "Ele pode compensar Sua presença amorosa por toda perda terrena".

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Necessidade de Saber

"Na manhã seguinte os judeus tramaram uma conspiração e juraram solenemente que não comeriam nem beberiam enquanto não matassem Paulo." (Atos 23:12)

Havia algo que Paulo não sabia quando se sentou na prisão em Jerusalém. Mais de quarenta homens tinham feito um juramento de não comer ou beber até que o tivessem matado. Isso é o que você não quer - um bando de homens famintos lhe perseguindo. Nunca prive um homem de comida por muito tempo.

Às vezes, a ignorância é sinônimo de felicidade. Você não é feliz por não saber tudo? Eu sou. Fico feliz por não conhecer as coisas que Deus conhece. Jesus muitas vezes instigava os líderes religiosos e os confrontava sobre o que eles estavam pensando. Jesus é Deus e sabia o que estava em seus corações.

Às vezes, é bom que não saibamos o que está por vir, que não saibamos o que está à nossa volta. Não sabemos que tipo de ameaças são destinadas a nós agora ou mesmo o que acontece no mundo sobrenatural. Todo o tipo de coisa está acontecendo, sem que não tenhamos a mínima ideia sobre elas. Mas Deus está no comando. Deus nos revela o quanto precisamos saber, e quando precisamos - não mais. E, certamente, não menos.

Nas forças armadas há um termo que eles usam para informações confidenciais: "Necessário Saber". Da mesma forma, se você precisa saber algo, Deus lhe dirá. Se não precisar, Ele não dirá.

C. H. Spurgeon disse: "O Senhor conhece os seus problemas antes que eles venham até você; Ele os antecipa por Sua terna previsão."

Se você se sente sozinho, se está se sentindo magoado, traído ou abandonado, ou se está sentindo dor física, saiba que Cristo já esteve nessa situação. E Ele também sabe o que está à sua frente.

terça-feira, 14 de agosto de 2018

Um Outro Tipo de Coragem

"Estejam vigilantes, mantenham-se firmes na fé, sejam homens de coragem, sejam fortes." (1 Coríntios 16:13)

O que é coragem? Coragem tem sido definida como bravura. Também costuma-se dizer que não há coragem sem medo. Mark Twain disse: "A coragem é o domínio do medo, não a sua ausência." Uma pessoa corajosa não é alguém desprovido de medo (isso é, na verdade, uma pessoa tola). Uma pessoa corajosa é alguém que pode controlar o seu medo e fazer a coisa certa. É superar o medo que naturalmente todos nós temos.

Sem dúvida, vemos coragem estampada nas pessoas que são socorristas. Certamente também nos policiais e bombeiros. E lemos periodicamente atos de heroísmo (embora eu gostaria de poder ler mais sobre eles, porque sei que acontecem o tempo todo).

Mas também existem outros tipos de coragem. Há a coragem moral, que é a capacidade de fazer o certo em face da oposição ou adversidade. Ter coragem moral significa ser uma pessoa honesta. Isso significa ter integridade. Significa que você não cola na prova. Não sonega os seus impostos. Não trai o seu cônjuge. A coragem moral é honrar os votos que você fez a sua esposa ou ao seu marido quando disse: "Na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, amando-se, respeitando-se e sendo fiel."

Também é preciso coragem para seguir a Jesus Cristo. Estamos vivendo hoje em uma cultura ditada pela mídia: TUDO, menos Cristo. As pessoas estão bem com o que você acredita, até que você diga: "Eu acredito em Jesus Cristo e creio que a Bíblia é a Palavra de Deus." Pronto: na melhor das hipóteses, você se torna persona non grata. Na pior das hipóteses, você é o inimigo público número um. É preciso coragem para defender Jesus Cristo, onde quer que você esteja. Precisamos de mais coragem moral.

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

O Seu Poder Nos Dá Coragem

"Então ele lhe disse: 'Filha, a sua fé a curou! Vá em paz'." (Lucas 8:48)

Todo mundo queria um pouquinho de Jesus. Mas um pai determinado, chamado Jairo, tinha uma filha que estava no leito de morte e ele implorou a Jesus que viesse à sua casa. À medida em que iam, a multidão o empurrava e gritava.

No meio da multidão havia uma mulher que sofria de algum tipo de hemorragia e ela pensou que Jesus poderia curá-la se ela somente o tocasse. Ela sangrava constantemente e, por causa disso, era considerada impura. Ela havia gasto todo o seu dinheiro procurando uma cura. Isolada, ela vivia em solidão. Ela pensou: "se eu apenas pudesse tocar o Seu manto, ficaria curada". Então, enquanto Jesus caminhava em meio à multidão, ela conseguiu tocá-Lo.

Jesus parou e disse: "Quem tocou em mim"?

Todos negaram e a Bíblia diz que Pedro e outros disseram: "Mestre, a multidão se aglomera e te comprime". Em outras palavras, seria algo como: "Quem não lhe tocou? Todo mundo encostou no Senhor."

Mas Jesus disse: "Alguém tocou em mim; eu sei que de Mim saiu poder."

Então a multidão se dispersou e lá estava a mulher. Ela provavelmente pensou que Jesus a fosse repreender e humilhar. Mas ao invés disso Ele disse: "Filha, tenha bom ânimo, a sua fé lhe curou."

"Tenha bom ânimo" poderia ser traduzido como "Tenha coragem". Jesus estava dizendo: "Quero elogiar a sua fé e fazer com que todos a possam ver."

Nesse caso, o poder de Cristo lhe deu coragem. E o Seu poder estará presente para ajudar quando você estiver em necessidade.
Link para o texto original

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Perdão Traz Coragem

"Portanto, se o Filho os libertar, vocês de fato serão livres" (João 8:36)

Às vezes as pessoas têm dificuldade em acreditar que foram perdoadas por Deus. Elas andam por aí com culpa e sentem-se quase como se pudessem pagar algum tipo de penitência e continuar a se surrar por seus pecados. Mas, elas precisam aceitar o perdão que Cristo lhes deu e começar a se comportar como uma pessoa perdoada, percebendo que "Portanto, se o Filho os libertar, vocês de fato serão livres" (João 8:36).

Em Mateus 9:2, encontramos a história de um homem paralítico que foi levado por seus amigos para a presença de Jesus. "Vendo a fé que eles tinham, Jesus disse ao paralítico: 'Tenha bom ânimo, filho; os seus pecados estão perdoados'."

Agora, não parece que eles o trouxeram a Jesus para ter os seus pecados perdoados; parece que eles o trouxeram para ser curado. Então Jesus prosseguiu dizendo: "Que é mais fácil dizer: ‘Os seus pecados estão perdoados’, ou: ‘Levante-se e ande’? Mas, para que vocês saibam que o Filho do homem tem na terra autoridade para perdoar pecados" — disse ao paralítico: 'Levante-se, pegue a sua maca e vá para casa'" (Mateus 9:5-6). E o homem o fez.

Jesus perdoou esse homem por seus pecados e, nesse caso, o perdão de Deus trouxe coragem. Deus faz a sua parte e nós devemos fazer a nossa. Veja, Deus nos dá o perdão e nós devemos aceitar esse perdão.

Você vive no perdão de Deus? Ou vive em culpa porque não está disposto a aceitá-lo?

quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Corra Bem

"Vocês corriam bem. Quem os impediu de continuar obedecendo à verdade?" (Gálatas 5:7)

Quando os corredores competem, dependendo do tipo de corrida, eles devem permanecer em sua própria pista. Um corredor não pode entrar na pista de um outro competidor e atrapalhar a sua corrida. Se isso acontecer, ele será desclassificado.

O apóstolo Paulo escreveu aos crentes da Galácia: "Vocês corriam bem. Quem os impediu de continuar obedecendo à verdade?" (Gálatas 5:7). Ou, parafraseando: "Vocês estavam correndo corretamente! Quem cortou vocês, desviando-os do verdadeiro curso de obediência?" Às vezes, na corrida da vida, as pessoas nos cortam e prejudicam o nosso desempenho. Isso significa que precisamos escolher muito bem com quem iremos concorrer.

Paulo instruiu Timóteo: "Fuja dos desejos malignos da juventude e siga a justiça, a fé, o amor e a paz, juntamente com os que, de coração puro, invocam o Senhor" (Timóteo 2:22). Como cristãos, devemos correr juntos, não tropeçar uns nos outros na corrida. Não estamos competindo uns contra os outros. Nossa competição é contra o mundo, a carne e o diabo - esses são os nossos concorrentes na corrida da vida. Esses são os nossos inimigos. Portanto, não se trata de superar o outro; trata-se de glorificar a Deus e superar o Inimigo.

Paulo também alertou contra olhar para trás enquanto estamos correndo a nossa corrida. Ele disse: "Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus" (Filipenses 3:13,14). Não há como fazer uma boa corrida se você está constantemente olhando por cima do seu ombro.

Então, na corrida da vida, fique na sua própria pista e não olhe para trás.

quarta-feira, 8 de agosto de 2018

A Plena Vontade de Deus

"Pois não deixei de proclamar-lhes toda a vontade de Deus." (Atos 20:27)

Quando prego, tento manter toda a minha fala interessante. Tento fazer com que seja compreensível. Porém, não estou lá para entreter uma plateia ou para fazer as pessoas se sentirem confortáveis. Meu trabalho, por assim dizer, é revelar a Palavra de Deus como ela é. Porque realmente não importa o que Greg Laurie pensa sobre ela. Minha opinião não é melhor que a de ninguém. 

Como pregador, tenho a responsabilidade de revelar a plena vontade de Deus e alimentar o Seu rebanho. Essa é a vantagem da pregação expositiva e do ensino. Com “expositiva” quero dizer que devo deixar a palavra de Deus revelar-se por si mesma. Não impomos nossa opinião no texto; deixamos que o texto revele a sua própria "opinião". Não nos cabe acrescentar coisas a ele. 

Muitas vezes os pastores usam a palavra como ponto de partida para uma pregação. Um versículo é lido e então, quem quer que esteja pregando, inventará algo a partir dele. Pode até ser que a história inventada seja boa, que as piadas sejam boas. Pode ser que entretenham bastante. Pode ser que, quando você sair da igreja nesse dia, você pense: "Nossa! Essa pregação foi ótima." Você na verdade não tem ideia sobre o que foi pregado, mas achou divertido. 

O apóstolo Paulo disse aos antigos efésios: “Pois não deixei de proclamar-lhes toda a vontade de Deus” (Atos 20:27). Creio que isso é o mais importante. Precisamos nos orientar de acordo com que a Bíblia diz. 

Não raramente, baseamos as nossas opiniões em nossos sentimentos. Mas não importa o que nós sentimos. O que a Bíblia realmente nos diz? Faça o que a Palavra de Deus diz, pois sentimentos podem nos levar a caminhos equivocados. Não tome decisões de vida baseadas em meros sentimentos. Seu alicerce deve ser a Palavra de Deus. 

terça-feira, 7 de agosto de 2018

Solenes Testemunhas

"Pedro e os outros apóstolos responderam: "É preciso obedecer antes a Deus do que aos homens!" (Atos 5:29)

Quando há um acidente, os policiais tentam localizar testemunhas para perguntar o que viram e ouviram. O objetivo de uma testemunha não é inventar algo ou tentar tornar a história melhor do que realmente era. Não. Uma testemunha deve simplesmente declarar o que viu - claramente. Apenas os fatos, minha senhora.

Isso é o que os cristãos devem fazer. Devemos dar testemunho do que sabemos ser verdade. O apóstolo João escreveu em sua epístola: "Nós lhes proclamamos o que vimos e ouvimos [...]" (1 João 1:3).

Se você anda em comunhão com Deus, Ele estará trabalhando em sua vida. Ele mostrará a você coisas da Sua Palavra que o ajudarão a crescer espiritualmente. Você vai descobrir que essas coisas vão transbordar, como ao espremer uma esponja. Quando estamos cheios das coisas de Deus, isso acontece porque estamos compartilhando o que sabemos ser verdade.

Há, no entanto, seriedade nisso. A palavra testificar significa dar testemunho solenemente. Quando falamos aos outros sobre Cristo, há uma gravidade nisso. Sim, queremos falar sobre como Deus nos ama, quer nos perdoar e ter em um relacionamento conosco. Mas a parte pesada é o fato de que há um julgamento para a pessoa que rejeita a oferta de perdão de Deus. Devemos compartilhar essa verdade com toda a sua seriedade.

Porém, em muitas apresentações evangelísticas hoje, não há a mensagem do julgamento. Meio que editamos essa parte porque temos medo de ofender alguém. Mas minha preocupação é que, se eu não incluí-la, ofenderei a Deus. E prefiro ofender uma pessoa do que a Deus.

segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Servos Por Opção

"Assim também vocês, quando tiverem feito tudo o que lhes for ordenado, devem dizer: ‘Somos servos inúteis; apenas cumprimos o nosso dever’" (Lucas 17:10)

O apóstolo Paulo frequentemente se descrevia como um servo do Senhor Jesus Cristo. Não é a mesma coisa que nos horríveis tempos passados de escravidão, em que as pessoas eram forçadas a trabalhar para o seu Senhor. Ser um servo de Cristo significa servir a Deus. É uma coisa que se aceita livremente fazer.

Qual o objetivo de um servo? Agradar o seu senhor, fazer o que seu senhor quer que ele faça. Como 1 Coríntios 6:20 nos lembra: "Vocês foram comprados por alto preço. Portanto, glorifiquem a Deus com o corpo de vocês."

Não entenda mal. Não é como se Deus me houvesse pego à força e me obrigado a ser escravo Dele. Não. É mais como estar algemado num mercado de escravos. Jesus vem, olha pra mim e diz: "Quero esse". Aí ele me compra.

Então eu digo: "Muito bem, mestre, aonde quer que eu vá?"

"Quero que venha aqui porque vou tirar de você essas algemas."

"Caramba, assim me sinto bem melhor."

Aí Jesus diz: "Vamos ao Cartório".

"Para quê?"

"Agora vou adotar você como meu filho. Veja bem, você é meu escravo, mas é também meu filho."

"Quer saber?", eu digo. "Quero ser seu escravo para sempre".

É assim que funciona. Não sou escravo porque eu tenho que ser; sou escravo porque eu quero. O Oleiro que nos moldou é também nosso Pai que nos ama. Nosso Senhor é também nosso Amigo que nos quer bem. É assim que somos chamados a ser Seus servos.

sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Corra Para Ele

"Portanto, também nós, uma vez que estamos rodeados por tão grande nuvem de testemunhas, livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta" (Hebreus 12:1)

Na escola eu era um velocista rápido. A maioria das pessoas não conseguia me vencer em uma corrida curta, mas eu não era bom em corridas de longa distância. Eu tinha uma explosão de energia que me fazia correr muito rápido (hoje não sou mais um bom velocista. Na verdade, não sou bom em nenhum tipo de corrida). Uma coisa que descobri naquela época, como membro de uma equipe de atletismo, era que eu sempre ia melhor quando havia um público. Eu sentia um pouco mais de energia, especialmente quando havia uma garota bonita assistindo.

Como cristãos na corrida da vida, também temos um público: o Senhor Jesus. Hebreus 12:1-2 nos lembra: "Portanto, também nós, uma vez que estamos rodeados por tão grande nuvem de testemunhas, livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta, tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé [...]."

Vamos correr com resistência, mantendo os nossos olhos em Jesus. Afinal, a vida cristã não é uma corrida curta; é uma corrida de longa distância. Temos que pensar no todo.

É assim que se corre bem uma corrida longa. É assim que fazemos de acordo com as regras. É assim que fazemos com alegria. Corra por Jesus. Não corra para impressionar as pessoas. Não corra por mero dever. Você tem um público de uma pessoa só: o próprio Cristo está lhe observando. Corra para Ele. Isso o ajudará a fazer muito melhor.

quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Termine Com Alegria

"Devolve-me a alegria da tua salvação e sustenta-me com um espírito pronto a obedecer." (Salmos 51:12)

Alguns cristãos perderam sua alegria. Eles começaram a vida cristã com alegria, mas algo aconteceu. Simplesmente perderam o interesse pelas coisas de Deus. Ainda fazem as coisas que deveriam como cristãos, mas vão apenas sendo levados pela maré. E não estão mais muito felizes com isso.

Em vez de dizerem como Davi no Salmo 122:1: "Alegrei-me com os que me disseram: 'Vamos à casa do Senhor!'", eles dizem: "Eu me aborreci quando me disseram 'Vamos à casa do Senhor'. Igreja novamente? Tudo bem... Outro estudo bíblico? Ok, pode ser."

Paulo disse aos anciãos da igreja de Éfeso que ele queria terminar a sua corrida com alegria (veja Atos 20:24). Quando você começa uma corrida, você nem sempre pensa no final, mas deveria. O final é a parte mais importante - não o começo. Você pode ter um mau começo e ainda assim terminar bem. Não me importo com o quanto foi fabuloso o seu início. Não me importo se você estava liderando o grupo por nove das dez voltas. Se você falhar e cair, tudo isso não importa. Você só terá se cansado em vão. Tudo terá sido em vão. Acabar é tudo. E Paulo estava falando em terminar bem sua corrida, em terminar com alegria.

Você não sabe quanto tempo a sua vida vai durar. É por isso que você deveria querer correr esta corrida bem, com alegria. O objetivo é terminar.

Você perdeu a sua alegria na vida cristã? Então ore, como Davi: "Devolve-me a alegria da tua salvação e sustenta-me com um espírito pronto a obedecer" (Salmos 51:12). Não só comece bem a sua corrida. Mas, termine-a bem. Termine-a com alegria.

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

De Acordo Com as Regras

"Sendo assim, não corro como quem corre sem alvo, e não luto como quem esmurra o ar. Mas esmurro o meu corpo e faço dele meu escravo, para que, depois de ter pregado aos outros, eu mesmo não venha a ser reprovado." (1 Coríntios 9:26-27)

Li um artigo sobre um corredor britânico chamado Rob Sloan, que ficou em terceiro lugar na maratona de Kielder, no Reino Unido. Sloan cruzou a linha de chegada com um tempo de 2 horas e 51 minutos. Todos notaram, porém, que ele ainda tinha muita energia e quase não suou, enquanto os outros estavam completamente exaustos. Com o passar do tempo, descobriram que ele correu até o quilômetro 32, mas depois pegou um ônibus para o que faltava. Enquanto os líderes da corrida estavam finalizando a prova, ele saiu do meio do mato e voltou à prova. Mas não demorou muito para que os organizadores descobrissem o ocorrido e o desqualificassem da prova. Ele não correu de acordo com as regras.

Quando você disputa uma corrida, tem que correr de acordo com as regras, e você logo de início já é submetido a elas. Da mesma forma, na corrida da vida devemos obedecer regras - as regras de Deus. O apóstolo Paulo disse: "Sendo assim, não corro como quem corre sem alvo, e não luto como quem esmurra o ar. Mas esmurro o meu corpo e faço dele meu escravo, para que, depois de ter pregado aos outros, eu mesmo não venha a ser reprovado." (1 Coríntios 9:26-27)

À medida em que corremos, temos que correr conforme as regras de Deus. Não mudamos as regras no meio do caminho. Não dizemos: "Bem, eu não concordo com esta regra, então não irei obedecê-la." Se é assim que corremos, então seremos desclassificados, porque não funciona dessa forma. Deus é quem dita as regras. Nós as seguimos.

Você corre acordo com as regras? Ou está sendo desclassificado?
Link para o texto original