quinta-feira, 26 de julho de 2018

Coloque o Seu Coração

“Então vocês clamarão a mim, virão orar a mim, e eu os ouvirei. Vocês me procurarão e me acharão quando me procurarem de todo o coração.” (Jeremias 29:12-13)

Muitas vezes na vida não temos o que precisamos porque não oramos. Em Tiago 4:3 diz: “Quando pedem, não recebem, pois pedem por motivos errados, para gastar em seus prazeres.” Deus promete que o seu povo irá achá-Lo quando buscá-Lo de todo o coração (Ver Jeremias 29:13).

Quando Pedro estava na prisão, a Bíblia nos conta que a igreja primitiva orou com paixão e persistência para que ele fosse solto: “A igreja orava intensamente a Deus por ele” (Atos 12:5).

A Bíblia Almeida corrigida e fiel coloca isso desta forma: “a igreja fazia contínua oração por ele a Deus.” A expressão “contínua oração” também pode ser traduzida como “orações em agonia.”

Essas orações em favor de Pedro não foram feitas em meio a bocejos: Deus, por favor, salve Simão Pedro... ou, sei lá, tanto faz. Não. Essa oração foi como uma tempestade nos portões do céu. Eu me pergunto se a igreja orou tão fervorosamente assim por Tiago. Talvez eles tivessem pensado que ele ia dar um jeito de sair daquela situação. Foi então que receberam a notícia de que ele fora executado. Pedro foi preso em seguida. Eles viram o quanto a situação era desesperadora. Eles perceberam o quanto precisavam de Deus.

Deus poderia ter respondido as orações deles logo quando oraram, mas ao invés disso, fez tudo em Seu tempo, no tempo perfeito. Isso significa que os discípulos oraram madrugada adentro. Eles não tinham nenhuma garantia que as orações iriam ser respondidas positivamente. Eles não sabiam se e nem quando Pedro iria ser solto.

Você já se deu conta da urgência da sua oração? Você já orou assim pelo seu casamento? Pela sua família? Pelos seus filhos? Pelo seu marido? Pela sua esposa? Já orou assim pela sua igreja? Pela sua comunidade? Se não colocarmos os nossos corações em nossas orações, Deus também não irá colocar muito o d'Ele para atendê-las.

Nenhum comentário:

Postar um comentário