segunda-feira, 16 de julho de 2018

A Intolerância à Verdade

"Eles se recusarão a dar ouvidos à verdade, voltando-se para os mitos." (2 Timóteo 4:4)

Os fundadores dos Estados Unidos não eram todos cristãos, mas mesmo os que não eram seguidores comprometidos de Jesus Cristo tinham, no mínimo, um grande respeito pela Bíblia. É por isso que edificaram sobre ela o sistema judicial americano — e, na verdade, o governo todo.

Mas as coisas mudaram, não foi? Afastaram-se disso. Há muitas pessoas agora que questionam a ideia de verdade absoluta. Elas dizem: "Minha versão da verdade vale tanto quanto a sua. Como ousa me impor a sua versão?" (o que quer dizer, basicamente, ter opinião contrária a delas).

Um sinal do fim dos tempos serão as pessoas afastando-se da verdade: "Pois virá o tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, sentindo coceira nos ouvidos, segundo os seus próprios desejos juntarão mestres para si mesmos. Eles se recusarão a dar ouvidos à verdade, voltando-se para os mitos" (2 Timóteo 4:3-4).

Meus amigos, esse tempo já chegou. Isso não está ocorrendo só na nossa cultura. Acontece até em algumas de nossas igrejas, onde as pessoas procuram mestres que digam coisas que as satisfaçam. O que o apóstolo Paulo disse em 2 Timóteo 4 foi que as pessoas sentem uma coceira por novidades. Querem que alguém venha e diga algo que as acalme e tranquilize — mas não algo que as desafie ou, pior ainda, que as contrarie.

Essa recusa da verdade é algo que Bíblia disse que aconteceria no fim dos tempos. Como pregadores da Palavra, temos um trabalho a fazer que é pregar a Palavra sem fazer concessões, mesmo se ela não for politicamente correta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário