terça-feira, 3 de abril de 2018

O Nome Acima de todos os Nomes

"Então olhei, e diante de mim estava o Cordeiro, de pé sobre o monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil que traziam escritos na testa o nome dele e o nome de seu Pai." (Apocalipse 14:1)

Minha mãe, que foi casada e divorciada sete vezes, me permitiu que eu escolhesse o meu próprio sobrenome.

- "Escolha o seu sobrenome", ela me disse um dia. "Quem você quer ser?"

Eu pensei sobre isso por um tempo e então escolhi o sobrenome Laurie. Pertenceu a Oscar Felix Laurie, um dos homens com quem minha mãe se casou. Ele foi o único pai que me tratou como um pai deveria tratar um filho. Embora ele não fosse meu pai biológico, em todos os sentidos ele se comportou como um pai em relação a mim e eu o amava e o respeitava. Então eu escolhi o seu sobrenome porque era um sobrenome acima de todos os outros com quem minha mãe estivera casada.

Apocalipse 14:1 fala dos crentes que durante a Tribulação têm a marca de Deus Pai e não a do Anticristo: "Então olhei, e diante de mim estava o Cordeiro, de pé sobre o monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil que traziam escritos na testa o nome dele e o nome de seu Pai."

O Cordeiro é Jesus, e o nome de Seu Pai está escrito na testa dos fiéis.

Filipenses 2: 9-10 nos diz: "Por isso Deus o exaltou à mais alta posição e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, no céu, na terra e debaixo da terra."

Assim como eu pude escolher quem seria o meu pai escolhendo seu sobrenome, você também pode escolher o seu pai: "Vocês pertencem ao pai de vocês, o diabo, e querem realizar o desejo dele. Ele foi homicida desde o princípio e não se apegou à verdade, pois não há verdade nele. Quando mente, fala a sua própria língua, pois é mentiroso e pai da mentira" (João 8:44).

Se você é esperto, escolherá o nome acima de todos os nomes, o do Senhor Jesus Cristo. É isso que esses crentes em Apocalipse 14 fizeram. E é isso o que devemos fazer também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário