terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Um Deus Justo

"O temor do Senhor é puro, e dura para sempre. As ordenanças do Senhor são verdadeiras, são todas elas justas" (Salmos 19:9)

Quando se trata do julgamento de Deus, às vezes as pessoas dizem que acreditam em um Deus que não é julgador. Isso parece bom, mas aqui está o que elas realmente estão dizendo: "Acredito num Deus que não se importa com o certo e o errado." Ou seja, elas estão dizendo que acreditam num deus que inventaram em suas cabeças.

Se Deus realmente é amoroso, Ele também será justo. É o que a Bíblia nos diz. O amor de Deus o torna um juiz justo. Saiba disso: ninguém estará no céu de forma involuntária, e ninguém estará no inferno involuntariamente.

Deus não forçará ninguém a ir para o Céu. Ele não vai dizer: "Levante-se para o céu agora mesmo!" Você não precisa ir se não quiser. Por outro lado, ninguém estará no inferno sem querer. 

Gosto da maneira como J. I. Packer resumiu: "A Escritura vê o Inferno como autoescolhido... O inferno aparece como o gesto de Deus de respeito pela escolha humana. Todos recebem o que realmente escolheram. Ou estar com Deus para sempre, adorando-O, ou sem Deus para sempre, adorando a si mesmos." 

Como um Deus de amor pode enviar pessoas para o inferno? Ele não vai. Se você acabar no Inferno, você foi para lá de bom grado porque rejeitou a Sua oferta de perdão. Você rejeitou Jesus Cristo e tudo o que Ele fez por você. Mas se você pede a Deus para lhe perdoar do seu pecado, Ele o removerá de você e lhe dará uma mudança, uma transformação em sua vida. Você nascerá de novo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário