sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Por Que Deus Julga?

"Teus olhos são tão puros, que não suportam ver o mal; não podes tolerar a maldade. Por que toleras então esses perversos? Por que ficas calado enquanto os ímpios engolem os que são mais justos do que eles?" (Habacuque 1:13)

Por que Deus tem de julgar as pessoas? Resposta: porque Ele é justo e santo. Vemos isso ser repetido várias e várias vezes nas Escrituras. Em Apocalipse 4:8, lemos sobre seres angelicais comparecendo perante o Senhor, sem descansar dia ou noite, e repetindo sem parar: "Santo, santo, santo é o Senhor, o Deus todo-poderoso, que era, que é e que há de vir."

Note que eles não dizem: "Fiel, fiel fiel", nem "Eterno, eterno, eterno", embora Ele seja todas essas coisas. Em vez disso, enfatizam a santidade de Deus. E por Deus ser santo, ele não suporta ver o mal (ver Habacuque 1:13).

E embora o julgamento de Deus seja uma coisa horrível, ainda assim tem alguns aspectos positivos.

Dá-nos medo...e é para dar. Quando vemos o que acontece a outros que desconsideram o que diz a Palavra de Deus, isso deve mesmo nos fazer pensar duas vezes antes de fazer alguma coisa.

Faz-nos tomar juízo. Ele nos força a rever o modo como temos vivido nossas vidas e, espera-se, mudar nossas prioridades. Como C. S. Lewis apontou: a dor é o megafone de Deus para acordar um mundo surdo.

Humilha-nos. O julgamento de Deus joga fora a nossa própria justiça e nos lembra como somos pecadores. Lembra-nos de que não estamos realmente no controle de nossas vidas e de como na verdade precisamos de Deus.

Conforta-nos. O fato de que haverá um julgamento final nos assegura de que há justiça no universo. Todos sabemos de pessoas más no mundo que merecem julgamento. A Bíblia diz que há uma corte final de mediação, e que Deus guarda registros meticulosos de tudo o que acontece neste mundo. Os maus serão responsabilizados pelo que fizeram. E é reconfortante saber que, no fim das contas, haverá justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário